ministeriohorafinal

Romanos-

ROMANOS 1

 

1-2-Saúda-vos Shaúl, servo de YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY, escolhido por YAHU UL para ser emissário, separado para pregar a Mensagem Gloriosa de YAHU UL, as quais já tinham sido prometidas por YAHU UL, nas santas Qaotáv, há muito tempo, através dos seus profetas.

3-Esta Mensagem Gloriosa são acerca de seu ha-BOR, YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY nosso Molkhiúl, o qual tomou uma forma humana ao nascer na descendência do rei Dáoud.¬

4-E YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY nosso Molkhiúl foi declarado ha-BOR de YAHU UL quando YAHU UL poderosamente o ressuscitou da morte por meio do RÚKHA hol-HODSHUA.

5-Através de hol-MEHUSHKHAY, YAHU UL nos deu o privilégio e autoridade de contar aos Gentíles em toda a parte o que YAHU UL fez por eles, para que eles possam crer e obedecer-lhe, trazendo glória ao seu (Nome) Shúam.

6-7-E vocês, meus queridos amigos, que estão em Roma, a quem YAHU UL ama, fazem parte do número dos santos e estão entre aqueles que são chamados para serem de YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY. Que vos sejam concedidas a graça e a paz da parte de YAHU UL nosso YAHU ABí (Pai) e de YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY nosso Molkhiúl (Rei).

 

Shaúl
deseja visitar Roma

 

8-9-Antes de mais, gostaria de vos dizer como me sinto grato a YAHU UL através de YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY porque a vossa fé se vai tornando conhecida em todo o mundo! YAHU UL sabe como frequentemente, nas minhas orações, vos apresento àquele a quem sirvo com toda a minha mente, declarando aos outros a Mensagem Gloriosa de seu ha-BOR.

10-12-Também continuamente peço a YAHU UL que, se assim for a sua
vontade, me apareça uma boa oportunidade de ir ver-vos. Porque desejo
visitar-vos para estimular a vossa vida espiritual e ajudar-vos a crescer em força em YAHU UL, para ao mesmo tempo ser também encorajado pela nossa fé comum.

13-Quero que saibam, irmãos, que já muitas vezes fiz planos para ir ter
convosco, mas tenho sido impedido. Queria também obter no vosso meio os mesmos bons resultados que entre os outros povos.

14-Porque eu tenho uma dívida para com toda a gente, tanto nações civilizadas como povos primitivos, tanto pessoas cultas como incultas.

15-Portanto, no que estiver ao meu alcance, estou pronto a ir também a Roma pregar-vos a Mensagem Gloriosa de YAHU UL.

16-17-Porque não me envergonho da Mensagem Gloriosa de hol-MEHUSHKHAY, pois é o poder de YAHU UL para salvação de todos os que creem. Esta mensagem dirigiu-se primeiramente aos YAHÚ-dim, mas agora todos são igualmente convidados a aceitá-la. Esta Mensagem Gloriosa revela-nos que YAHU UL nos declara justos aos seus olhos quando pomos a nossa fé em hol-MEHUSHKHAY. Esta justiça que YAHU UL nos atribui nasce e completa-se através da fé. Tal como está escrito: o justo pela fé viverá.

 

A ira de
YAHU UL contra o pecado

 

18-20-Mas YAHU UL mostra, dos shua-ólmaYA (céus), a sua ira contra todo o pecado e a injustiça dos homens, que impedem a revelação da verdade pela sua perversidade. Porque o que acerca de YAHU UL se pode conhecer, eles sabem-no instintivamente. YAHU UL manifesta-lhes essas coisas nas suas consciências. Desde a criação do mundo que os homens entendem e claramente veem, através de tudo o que YAHU UL
fez, as suas qualidade invisíveis – o seu eterno poder e a sua natureza celestial. Não terão, portanto, desculpa de não conhecer YAHU UL.

21-Pois ainda que tendo conhecido YAHU UL, não o adoraram como YAHU UL e nem sequer lhe agradeceram todos os seus cuidados diários. Antes começaram a formar ideias absurdas. O resultado foi que as suas mentes insensatas se tornaram obscuras.


22-23-Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E então, em vez de adorarem YAHU UL glorioso e eterno, fizeram para si próprios ídolos com a forma de homens mortais, de aves, de quadrúpedes e de répteis.

24-25-Por isso YAHU UL os abandonou a si mesmos, deixando-os entregar-se a toda a espécie de perversões dos seus impulsos, fazendo até as coisas mais indignas, com os corpos uns dos outros. Em vez de aceitarem a verdade de YAHU UL, preferiram a mentira. Honraram e serviram coisas que são criadas em vez do próprio Criador, que é louvado eternamente. Amnáo.

26-Foi por isso que YAHU UL se afastou deles e os deixou fazer todas essas práticas infames. Até as mulheres mudaram o uso natural que YAHU UL destinou ao seu corpo e entregaram-se a práticas sexuais entre si mesmas.

27-E os homens, deixando as relações sexuais normais com mulheres,
inflamaram-se em paixões sensuais uns com os outros, homens com homens, e recebendo em si mesmos o devido castigo pela sua perversão.

28-Visto terem achado inútil conhecer YAHU UL, ele deixou-os fazerem tudo o que as suas mentes malignas pudessem imaginar.

29-As suas vidas tornaram-se cheios de toda a maldade, prostituição, ganância, violência, inveja, assassínio, disputas, engano e intrigas.

30-31-Tornaram-se insurretos, difamadores, cheios de ódio contra YAHU UL, caluniadores, orgulhosos e presunçosos, imaginando constantemente novas práticas de maldade, sem respeito por pai ou mãe, falhos de senso comum, faltando à palavra dada nos contratos, sem saberem o que é afeição natural, sem capacidade de reconciliação nem de tolerância.

32-E, conhecendo a justiça de YAHU UL e o castigo de morte que as suas condutas merecem, continuaram na mesma, encorajando até os outros a viver assim.

 

ROMANOS 2

 

O justo
julgamento de YAHU UL

 

1-E tu, quem quer que sejas, quando começas a julgá-los, não tens desculpa! Fazendo juízo sobre o comportamento deles, no fundo estás a condenar-te a ti mesmo, pois és capaz de fazer as mesmas coisas.

2-E sabemos que, com justiça, YAHU UL castigará todos os que praticarem tais coisas

3-Pensas que YAHU UL, que julgará e condenará esses pecadores, te poupará a ti, quando as praticares também?

4-Não te apercebes da imensa paciência e benignidade que ele tem para contigo, suportando o teu pecado sem te castigar? Não és capaz de ver que a bondade de YAHU UL procura levar-te ao arrependimento.

5-6-Mas tu não queres ouvir; e por isso estás a acumular sobre ti mesmo um terrível castigo, devido à tua teimosia em recusar arrependeres-te dos teus pecados; pois virá um dia de cólera celestial, quando YAHU UL vier como justo juiz de todo o mundo. Recompensará então cada um segundo as suas obras.

7-Dará a vida eterna àqueles que, com perseverança, fazem
a sua vontade, procurando a glória invisível, a honra e a vida imortal que ele oferece

8-Mas castigará e será severo para com aqueles que lutam contra a
verdade celestial e andam em caminhos de maldade; a ira de YAHU UL
derramar-se-á sobre eles

9-Haverá tribulação e sofrimento, tanto para os YAHÚ-dim
como para os outros povos que continuam no pecado,

10-mas haverá glória, honra e paz para todos os que obedecem a YAHU UL, sejam YAHÚ-dim, sejam Gentíles.


11-Porque ele a todos trata da mesma maneira.

12-15-Castigará os Gentíles quando pecarem, ainda que nunca tenham conhecido as leis escritas de YAHU UL, porque no fundo dos seus corações eles sabem fazer a diferença entre o certo e o errado. As leis de YAHU UL estão escritas dentro deles; as suas próprias consciências umas vezes os acusam, outras os defendem. E YAHU UL castigará os YAHÚ-dim por pecarem, pois têm as suas leis escritas e não lhes obedecem. Sabem o que é justo e não o fazem. Pois a verdade é que os justos perante YAHU UL não são os que sabem o que devem fazer, mas os que o fazem mesmo

16-O dia virá, seguramente, em que YAHU UL, por intermédio de YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY, julgará a vida íntima de cada um. Tudo isto faz parte da Mensagem Gloriosa de YAHU UL
que eu anuncio.

 

Os YAHÚ-dim
e a lei

 

17-20-Vocês, que se chamam YAHÚ-dim, pensam que tudo está em ordem entre vocês e YAHU UL porque ele vos deu as suas leis e se sentem orgulhosos disso. É certo, sim, que vocês sabem qual a sua vontade; aprovam coisas excelentes porque foram instruídos nas suas leis. Pensam até poder guiar os que são como cegos; consideram-se como uma luz dos que vivem nas trevas. Julgam ser capazes de ensinar os ignorantes e as crianças nas coisas que se referem a YAHU UL, porque conhecem realmente as suas leis que estão cheias de sabedoria e de verdade.


21-Pois então, se vocês ensinam os outros, porque não se ensinam a si próprios? Dizem aos outros para não roubar, e roubam?

22-Pregam que não se cometa adultério, e cometem-no? Abominam os ídolos, mas roubam templos pagãos?-

23-Têm tanto orgulho nas leis de YAHU UL, e desonram YAHU UL, transgredindo-as.

24-Não admira pois que, tal como já dizem as Qaotáv: O meu Shúam (Nome) é constantemente blasfemado, por causa de vocês.

25-26-O ser YAHÚ-di vale alguma coisa se se obedecer às leis de YAHU UL, caso contrário não serão melhores do que os Gentíles. E se os Gentíles obedecem às leis de YAHU UL, não lhes dará ele em consequência os privilégios que tinha planeado dar aos YAHÚ-dim?/

27-De fato esses não-YAHÚ-dim, se cumprirem as leis de YAHU UL, estarão melhor qualificados do que vocês YAHÚ-dim, que conhecem tanta coisa sobre YAHU UL, que são objecto das suas promessas, mas que afinal não obedecem às suas leis.

28-Não é só porque vocês nasceram de pais YAHÚ-dim ou porque passaram pela cerimônia da circuncisão, que se podem considerar realmente YAHÚ-dim!

29-Um verdadeiro YAHÚ-di é aquele que o é interiormente. A verdadeira circuncisão não é uma cirurgia no corpo mas uma mudança de coração produzida pelo RÚKHA hol-HODSHUA (Espírito Santo). Esse receberá o louvor de YAHU UL, ainda que não receba o
vosso.

 

ROMANOS 3

 

A
fidelidade de YAHU UL

 

1-Mas o ser YAHÚ-di não terá então benefício nenhum? Terá algum valor a circuncisão?

2- O ser YAHÚ-di tem muitas vantagens. Sobretudo, porque foi aos YAHÚ-dim que YAHU UL confiou a revelação da sua mensagem.

3-É verdade que muitos foram infiéis; mas não é que YAHU UL não cumprisse as suas promessas.

4-De maneira nenhuma. Ainda que todo o mundo seja mentiroso, YAHU UL nunca o será. Como está escrito: As tuas palavras são verdadeiras; e o teu julgamento é justo.

5-8-Mas, dirá alguém, os nossos pecados servem um bom propósito: as pessoas verão a bondade de YAHU UL quando ele declara que nós pecadores somos inocentes. Não será então injusto YAHU UL castigar-nos quando pecarmos? (Isto é o que alguns dizem.) De forma alguma! Como poderia ele assim julgar o mundo? Evidentemente que não poderia nem julgar-me nem condenar-me como pecador se afinal a minha maldade, por contraste com a sua justiça, lhe trouxesse louvor. Nessa ordem de ideias, podíamos dizer que, quanto pior eu fosse, melhor seria. Há quem diga que é isso que pregamos! Os que dizem tais coisas certamente não escaparão à justa condenação de YAHU UL.

 

Todos
pecaram

 

9-Bem, mas nós os YAHÚ-dim seremos melhores do que os outros? Certamente que não, pois já demonstramos que todos são pecadores, sejam YAHÚ-dim ou outros povos

10-18-Tal como dizem as Qaotáv: Não há ninguém que seja justo;nem um sequer está inocente. Não há ninguém que compreenda;que o busque os caminhos de YAHU UL. Todos se desviaram e juntamente se corromperam Não há quem faça o bem, absolutamente ninguém! A sua fala é como o mau cheiro dum sepulcro aberto;as suas línguas praticam mentiras. O veneno de serpentes pinga dos seus lábios;as
suas bocas estão cheias de maldade e engano. Os seus pés são prontos a derramar sangue;vivem para destruir e para arruinar. Não conhecem o caminho da paz. Não têm nenhum temor a YAHU UL.

19-Nós sabemos que a lei aplica-se apenas àqueles para quem foi dada. E nem um só tem desculpa. Com efeito até o mundo inteiro está sujeito ao julgamento de YAHU UL

20-Como veem ninguém pode ser declarado justo aos olhos de YAHU UL por fazer o que a lei ordena. Porque quanto mais conhecemos as leis de YAHU UL, mais as suas leis nos fazem ver que somos pecadores.

 

A
justificação pela fé

 

21-Mas agora YAHU UL mostrou-nos uma maneira diferente de ser justo aos seus olhos – não por obedecer à lei mas pela maneira prometida nas Qaotáv há muito tempo.,

22-Esta justiça de YAHU UL vem pela fé em YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY a todos que creem. E todos nós podemos ser salvos nesta mesma maneira, não importa quem somos ou o que fizemos

23-Porque todos pecaram, tendo perdido o direito de acesso à glória
de YAHU UL.

24-E pela sua bondade, que não merecemos, nos declara inocentes da
culpa, pela obra de YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY, o qual nos liberta dos nossos pecados, sem nada pagarmos para beneficiar disso.

25-Na verdade YAHU UL enviou YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY para suportar o castigo que mereciam os nossos pecados e assim anular a justa cólera de YAHU UL contra nós. Somos tornados justos perante YAHU UL quando cremos que YAHUSHUA derramou o seu DAM (sangue), sacrificando a sua vida por nós. YAHU UL foi assim inteiramente justo quando não castigou aqueles que pecaram em tempos antigos, porque aguardava o tempo em que hol-MEHUSHKHAY havia de vir revelar inteiramente a sua justiça. E agora ele pode receber os pecadores porque YAHUSHUA tirou os seus pecados.

26-Mas não haverá injustiça em deixar livres os pecadores, considerando-os inocentes? Não, porque YAHU UL faz isso baseando-se na confiança que eles depositam em YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY, o qual tirou os seus pecados.

27-28-Poderemos nós então gabarmo-nos de ter feito alguma coisa para ganhar essa salvação? Com certeza que não. E porquê? Porque a nossa absolvição não se baseia nas nossas obras, mas na fé nele. É assim pois que somos salvos pela fé em hol MEHUSHKHAY e não por obediência à lei.

29-E será que são apenas os YAHÚ-dim que YAHU UL salva desta maneira? Não, os outros povos também.

30-Há um só YAHU UL e uma única maneira de ser aceite por ele. YAHU UL faz as pessoas justas consigo próprio apenas pela fé, quer sejam YAHÚ-dim quer sejam Gentíles.

31-Pois bem, então se somos salvos pela fé, quer isso dizer que já não precisamos de obedecer às leis de YAHU UL? É justamente o contrário! Com efeito, somente quando temos fé estamos a confirmar o valor da lei.

 

ROMANOS 4

 

Abruham foi
justificado pela fé

 

1-2-Quais foram as experiências de Abruham, o fundador da nossa nação YAHÚ-di, com respeito a esta questão de ser salvo pela fé? Terá sido por causa das suas obras que YAHU UL o aceitou? Se assim fosse, ele teria alguma coisa de que se gabar. Mas do ponto de vista de YAHU UL, Abruham não tinha nenhum fundamento para se orgulhar.

3-O que as Qaotáv nos dizem é que Abruham creu em YAHU UL, e
que foi por isso que YAHU UL o declarou justo.

4-Quando uma pessoa trabalha, o seu salário não é uma oferta. Os trabalhadores ganham aquilo que merecem.

5-Mas as pessoas são declaradas justas por causa da sua fé, não por causa das suas obras.

6-O rei Dáoud falou a este respeito, descrevendo a felicidade de um
pecador que é declarado perdoado por YAHU UL:

7-8-Bem-aventurados são aqueles cujas transgressões foram perdoados,e cujo pecado é tirado. Feliz é aquele cujos pecados não mais são tidos em conta pelo YAHU UL!

9-E essa bênção é dada somente aos YAHÚ-dim, ou também para os não-YAHÚ-dim? Quanto a Abruham sabemos que ele recebeu essa bênção por meio da fé. E como ter a certeza de que assim foi, e que não foi também por ter observado as leis de Mehushua?

10-Então vejamos: Quando foi que YAHU UL deu esta bênção a Abruham? Foi antes de se submeter ao rito da circuncisão YAHÚ-di.

11-12-Essa cerimônia, que cumpriu mais tarde, foi um sinal
de que YAHU UL já o declarara perdoado e justificado aos seus olhos, antes da cerimônia ter lugar. É assim que Abruham é o pai espiritual de todos os que creem e são salvos, independentemente de obedecerem às leis de Mehushua. Mas é também o pai espiritual dos YAHÚ-dim, os quais são circuncidados. Eles podem ver por este exemplo que não é esse rito que os salva, porque Abruham achou a misericórdia de YAHU UL só pela fé, antes de ter sido circuncidado.

13-É claro,portanto, que a promessa de YAHU UL de dar o mundo a Abruham e aos seus descendentes não foi por Abruham ter guardado a lei, mas porque creu que YAHU UL cumpriria a sua promessa.

14-Portanto os que ainda pretendem que as bênçãos de YAHU UL vão para os que são cumpridores legais, é como se afirmassem que a fé é inútil e que a promessa de YAHU UL não tem validade.

15-Porém o fato é este: que a lei traz-nos condenação, porque nunca conseguimos obedecer-lhe sem falhar alguma vez. A única maneira de não falhar, na verdade, seria não haver lei nenhuma!

16-17-Assim, a promessa de YAHU UL é-nos dada pela fé, como uma
oferta gratuita; e podemos estar certos de a obter, sejamos ou não seguidores dos costumes YAHÚ-dim, desde o momento em que tenhamos uma fé semelhante à de Abruham. Porque em relação à fé, Abruham é pai de todos nós. É esse o significado das Qaotáv quando dizem: Por pai de muitas nações te constitui. Esta promessa é feita por YAHU UL mesmo, o qual faz com que os mortos vivam de novo, e chama as coisas que não são como se já fossem!

18-19-Portanto, quando YAHU UL disse a Abruham que teria muitos descendentes, tornando-se pai de muitas nações, Abruham creu em YAHU UL, ainda que tal promessa lhe parecesse impossível! E porque a sua fé se manteve firme não se preocupou com o fato de estar demasiado velho para vir a ser pai com cem anos de idade, e de que
Soroáh, sua mulher, com noventa anos, também estava já fora da idade de ter filhos.

20-Mas Abruham nunca duvidou. Ele acreditava em YAHU UL, e a sua fé se fortaleceu até, e pôde assim louvar YAHU UL por essa bênção ainda antes de ela se concretizar.

21-22-Ele estava certíssimo de que YAHU UL era poderoso para
cumprir tudo o que tinha prometido. E em razão da sua fé, YAHU UL considerou-o justificado.

23-25-Ora acontece que esta afirmação de ser aceite por meio da fé
não foi feita só em benefício de Abruham. Ela também é para nós, os que cremos em YAHU UL que ressuscitou da morte YAHUSHUA nosso Molkhiúl; o qual foi entregue à morte por causa das nossas transgressões e ressuscitou para que pudéssemos ser considerados justos aos olhos de YAHU UL.

 

ROMANOS 5

 

Paz e
alegria

 

1-2-Sendo, pois, declarados justos pela fé, temos paz com YAHU UL, devido ao que nosso Molkhiúl YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY fez por nós. Pois em razão da nossa fé, temos direito a esta graça, e em confiança nos regozijamos pelo dia em que partilhamos da glória de YAHU UL.

3-5-E também nos regozijamos nas tribulações, porque sabemos
que ensinam a persistência. Depois a persistência fortalece-nos o caráter, e ajuda-nos para que a nossa esperança se torne forte. E nessa esperança não ficaremos desiludidos, pois sentimos o amor de YAHU UL nos nossos corações pelo RÚKHA hol-HODSHUA, que ele nos deu.

6-Quando nos encontrávamos sem possibilidades de sair da situação de pecadores culpados, hol-MEHUSHKHAY veio, no momento oportuno, e morreu por nós, pecadores.

7-Mesmo que fôssemos justos, poderia ser talvez que alguém viesse a morrer por nós; não é vulgar que alguém morra por uma pessoa boa.

8-Mas YAHU UL prova o seu amor para connosco em que
hol-MEHUSHKHAY morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.

9-E visto que peloDAM  (sangue) de hol-MEHUSHKHAY Molkhiúl nos tornou retos aos seus olhos, quanto mais não fará ele agora em nosso favor, salvando-nos do julgamento  que há-de vir

10-E se, quando éramos inimigos de YAHU UL, fomos trazidos em paz para junto dele pela morte de seu ha-BOR, quanto mais, tendo sido reconciliados com YAHU UL, seremos salvos de castigo eterno pela sua vida.

11-E agora alegramo-nos intensamente na relação que YAHU UL estabeleceu conosco; tudo, sempre, por causa do que nosso Molkhiúl YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY fez, morrendo pelos nossos pecados, fazendo de nós amigos de YAHU UL.

 

Adám e
hol-MEHUSHKHAY

 

12-14-Quando Adám pecou, o pecado transmitiu-se a toda a raça humana, e trouxe como consequência a morte a todos; e todos foram contados como pecadores. Mas desde Adám até Mehushua, e embora naturalmente as pessoas pecassem, YAHU UL não as julgou por desobediência a uma lei, porque justamente YAHU UL ainda não lhes
tinha dado as suas leis. Assim essas pessoas morreram em consequência do pecado, ainda que não tivessem desobedecido a uma determinada lei de YAHU UL tal como Adám, o qual é uma figura, por contraste com ha-MEHUSHKHAY, que ainda havia de vir!

15-Há uma grande diferença entre o pecado do homem e o perdão de
YAHU UL! Um só homem, Adám, trouxe a morte a muitos, por causa do seu pecado. Mas também um só homem, YAHUSHUA hol MEHUSHKHAY, trouxe o perdão a muita gente através da abundante misericórdia de YAHU UL.

16-E o resultado da oferta graciosa de YAHU UL é muito diferente do resultado do pecado daquele único homem. Porque o pecado de Adám trouxe o castigo da morte a muitos, enquanto que hol-MEHUSHKHAY gratuitamente tira muitos pecados e oferece em seu lugar a aprovação de YAHU UL.

17-O pecado de um só homem, Adám, fez com que a morte dominasse toda a natureza humana, mas todos os que receberam a maravilhosa graça e justificação de YAHU UL terão, agora, o domínio da vida, através do ato também de um só, YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY. 18É verdade que o pecado de Adám trouxe a todos o castigo, mas a justiça de YAHU UL tornou possível que os homens se tornem justos perante YAHU UL, para que assim possam viver.

19-Adám, porque desobedeceu a YAHU UL, fez com que muitos se tornassem pecadores, mas ha-MEHUSHKHAY, porque lhe obedeceu, fez que muitos também fossem aceites por YAHU UL.

20-21-A lei foi dada a fim de que todos pudessem ver bem quanto tinham falhado em obedecer a YAHU UL. Mas se o nosso pecado é grande, muito maior e mais abundante é a graça de YAHU UL que nos perdoa. Antes, o pecado governava sem limites todos os homens, levando-os à morte, mas agora é a misericórdia de YAHU UL, que não merecíamos, que governa, colocando-nos numa posição de justiça
perante YAHU UL e de acesso à vida eterna por YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY nosso Molkhiúl.

 

ROMANOS 6

 

Mortos para
o pecado, vivos em hol-MEHUSHKHAY

 

1-Pois bem,continuaremos a pecar para que YAHU UL nos vá mostrando sempre mais bondade e perdão?

2-3-De modo nenhum! Como continuaríamos a pecar se para com o pecado é como se estivéssemos mortos! Porque quando nos tornamos participantes da vida de YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY, e fomos baptizados para sermos um com ele, através da sua morte foi anulado o poder da nossa natureza pecadora.

4-A nossa natureza pecadora foi enterrada com ha-MEHUSHKHAY, pelo Batismo, e quando YAHU UL e YAHU ABí, com o seu divino poder, o trouxe de novo à vida, também nos foi concedida uma vida nova para desfrutar.

5-7-Porque foi como se tivéssemos morrido com ele; e agora partilhamos com ele da sua nova vida, na ressurreição. A nossa velha natureza foi pregada com ele na poste; tudo aquilo que em nós servia de alimento ao pecado foi como que destruído, de forma que não mais fiquemos sujeitos ao domínio do pecado. Porque quando morremos para o pecado ficamos libertos do seu poder sobre nós.

8-9-Portanto, sendo que já morremos com ha-MEHUSHKHAY, sabemos por consequência que partilhamos da sua vida. Hol-MEHUSHKHAY ressuscitou dos mortos e viverá eternamente. A morte não mais tem poder sobre ele

10-Ele morreu, uma vez por todas, para acabar com o poder do
pecado, e eis que vive agora numa comunhão contínua com YAHU UL, seu YAHU ABí.


11-Por isso considerem a vossa velha natureza como que morta, sem reação perante o pecado, e em contrapartida viva para YAHU UL, por meio de YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY nosso Molkhiúl.

12-Portanto não deixem que o pecado tenha mais algum domínio sobre o vosso corpo corruptível; não lhe cedam aos desejos que sejam fruto do pecado.

13-Que nada do vosso corpo seja usado como instrumento do pecado, mas deem-se a YAHU UL como alguém que vive de novo saindo da morte, a fim de que o vosso ser se torne um instrumento para fazer o que é justo para a glória de YAHU UL.

14-O pecado não terá mais domínio sobre vocês, porque já não
estão sujeitos à lei que vos prende ao pecado. Em vez disso, foram libertados pela graça de YAHU UL.

Escravos do
Retitude (Justiça)

 

15-Porque a graça de YAHU UL nos libertou da lei, quer isso dizer que agora vamos continuar a pecar? Com certeza que não!

16-18-Não estão a ver que depende de vocês o escolher aquele que vos há-de dominar? Podem escolher o pecado, com a consequente morte; ou a obediência a YAHU UL, com a respectiva aprovação. Graças a YAHU UL porque, tendo sido escravos do pecado, agora obedeceram de todo o coração ao ensinamento que YAHU UL vos entregou, e encontram-se livres do pecado, mas sujeitos a um novo domínio – o do Retitude

19-Eu falo assim desta maneira humana porque é fácil de entender. Repito que, assim como antes eram escravos de toda a sujidade e de toda a corrupção para pecarem, agora devem tornar-se escravos, sim, mas de tudo o que é justo e santo.

20-21 No tempo em que eram escravos do pecado, a obediência a YAHU UL não era a vossa preocupação. E qual era o resultado disso, de que agora até têm vergonha? O fim dessas coisas conduz à perdição eterna

22-Mas eis que agora, libertados do poder do pecado, são escravos de YAHU UL, tendo como fruto a santidade e como objetivo último a vida eterna.

23-Porque o salário que o pecado paga é a morte, mas de YAHU UL recebemos a dádiva gratuita da vida eterna, por meio de YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY nosso Molkhiúl (Rei).

 

ROMANOS 7

 

Libertados
da lei

 

1-Vocês, que conhecem a lei, não sabem que a lei se aplica a uma pessoa somente enquanto ela está viva? Depois de morta, a lei não tem mais domínio sobre ela

2-3-Vou explicar com uma imagem: Quando uma mulher se casa, está ligada ao marido enquanto ele viver. Mas se o marido morrer fica desligada de qualquer responsabilidade legal perante as leis referentes ao casamento. Está então livre para casar novamente, se assim o entender. O que lhe não seria lícito durante a vida do marido – em que seria adúltera se pertencesse a outro homem – tem todo o direito de o fazer depois de ele morrer.

4-O vosso marido era a lei de Mehushua; mas vocês morreram com ha-MEHUSHKHAY na poste; e está como que desfeito o vosso casamento com a lei, a qual não mais tem força sobre as vossas vidas. E agora estão ligados a hol-MEHUSHKHAY que ressuscitou para que possam dar frutos para YAHU UL.

5-Quando a vossa velha natureza ainda estava ativa, os impulsos pecaminosos que a lei denuncia atuavam na vossa vida, tendo como resultado o fruto da morte.

6-Agora pois não temos mais que cuidar da lei,porque morremos para aquilo de que éramos escravos, e agora podemos servir YAHU UL, não segundo a velha maneira, quer dizer, obedecendo a um conjunto de regulamentos, mas pelo RÚKHA duma maneira inteiramente nova.

 

A luta contra o
pecado

 

7-8-Pois bem, mas será que essa lei, que afinal foi dada por YAHU UL, é má?Com certeza que não! Mas foi pela lei que eu conheci o pecado. Eu nunca teria sabido o que é a cobiça se a lei não dissesse: Não cobiçarás. Mas o pecado usou esta lei para que me desse conta de que existem em mim toda a espécie de desejos ilícitos! Se não houvesse lei o pecado não existiria.

9-12-Por essa razão se eu vivo sem lei, não há conflito na minha consciência Mas desde o momento em que eu aprendi a verdade, tomo consciência de que quebrei a lei e de que sou um pecador, condenado a morrer. Portanto a lei, ainda que sendo feita para me mostrar o caminho da vida, resultou num meio de me aplicar a pena de morte. O pecado enganou-me: através das boas leis de YAHU UL, fez com que eu fosse culpado de morte. Contudo a lei, em si mesma, continua justa, santa e boa.


13-Mas como pode a lei ser boa e causar a minha morte? É porque não é
propriamente ela mas sim o pecado, maligno como é, que por meio de algo que é bom serviu para me condenar. Através de leis justas o pecado revela-se extremamente perverso.

14-A lei pois é espiritual, mas o mal está em mim; eu sou
vendido para a escravidão pelo pecado que é o meu dono.

15-17-Não me compreendo: porque na realidade o que faço, sei que não é bom. E aquilo que eu reconheço ser recto, não consigo fazer. E venho a fazer até aquilo que, no íntimo, repudio. E se a minha consciência reconhece como errado isso que faço, ela própria me é testemunha de que são boas as leis de YAHU UL a que desobedeço. Mas não posso evitá-lo, porque já não sou eu mesmo quem faz isso; é o pecado dentro de mim.

18-20-Eu reconheço que em mim, ou seja na minha natureza
pecaminosa não existe nada de bom. Quero fazer o que é recto mas não posso. Quando quero fazer o bem, não o faço; e o mal que não quero, venho sempre a fazê-lo. Portanto, se estou afinal a fazer o que não quero, é simples de ver onde está a causa: o pecado que me domina.

21-23-É portanto como que uma força natural em mim, que quando quero fazer o que é justo, faço inevitavelmente o que é errado. A minha consciência faz-me querer de todo o meu coração praticar a vontade de YAHU UL; mas existe outra coisa no fundo de mim mesmo que está em guerra com o meu querer e que me torna escravo do pecado que ainda está em mim.

 24-Que miserável eu sou! Quem me libertará desta vida dominada pelo pecado?


25-Pois bem: graças a YAHU UL porque isso foi justamente feito por YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY nosso Molkhiúl! Portanto, eu mesmo com a minha mente quero obedecer à lei de YAHU UL, mas por causa da minha natureza pecaminosa sou escravo ao pecado.

 

ROMANOS 8

 

Vida
através do RÚKHA (Espírito)

 

1-2Portanto agora nenhuma condenação há para os que pertencem a hol-MEHUSHKHAY YAHUSHUA. Porquanto o poder do RÚKHA doador de vida – por meio de hol-MEHUSHKHAY YAHUSHUA- me libertou da lei do pecado e da morte.

3-Na verdade, sendo que a lei moisaica nada podia fazer devido à fraqueza da nossa natureza, YAHU UL, mandando o seu próprio ha-BOR com um corpo humano semelhante ao nosso, destruiu o poder que o pecado tem sobre as nossas vidas

4-Assim a rectidão da lei de YAHU UL se manifesta em nós que nos deixamos conduzir pelo RÚKHA hol-HODSHUA e não nos colocamos na sujeição da velha natureza.

5-Aqueles que se deixam levar pela sua natureza pecadora vivem apenas para dar prazer a si mesmos, mas aqueles que seguem o RÚKHA fazem o que agrada a YAHU UL.-

6-Seguir o RÚKHA leva à vida e à paz, mas seguir atrás da velha natureza conduz à morte,

7-porque a velha natureza pecadora, em nós, é contra YAHU UL. Nunca obedeceu às leis de YAHU UL e nem pode fazê-lo

8-É por isso que os que ainda estão sob o controlo da sua natureza pecadora nunca podem agradar a YAHU UL.

9-11-Mas vocês não são controlados pela vossa velha natureza, mas pelo RÚKHA, se é que o RÚKHA-YAHU vive em vocês. E se alguém não tem na sua vida o RÚKHA de hol-MEHUSHKHAY, não é de maneira nenhuma um YAHUSHUAhee. E sé ha-MEHUSHKHAY vive em vocês, embora o vosso corpo esteja morto para o pecado, o vosso espírito vive porque hol-MEHUSHKHAY vos perdoou. E se o RÚKHA-YAHU, que levantou YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY da morte, vive na vossa vida, ele vivificará o vosso corpo mortal pela ação desse mesmo RÚKHA hol-HODSHUA que vive em vocês.

12-13-Assim, irmãos, não há razão para satisfazerem a vossa velha natureza pecadora fazendo o que ela vos pede. Porque se continuarem a segui-la, morrerão; mas se, pelo poder do RÚKHA, a rejeitarem, hão-de viver.

14-Porque todos os filhos de YAHU UL se deixam conduzir pelo RÚKHA-YAHU.

15-17-Por isso não devemos ser como escravos medrosos e servis, mas devemos comportarmo-nos como verdadeiros filhos de YAHU UL, recebidos no seio da sua família e chamando-lhe realmente querido YAHU ABí. Porque o seu Santo RÚKHA é testemunha, no nosso entendimento, de que somos filhos de YAHU UL. E sendo que somos seus filhos, havemos de participar dos seus tesouros, pois que tudo o que YAHU UL dá a seu ha-BOR YAHUSHUA nos pertence também. Contudo se é certo que participaremos da sua glória, também é certo que teremos de participar dos seus sofrimentos.

 

A glória
futura

 

18-21-Mas aquilo que somos chamados a sofrer agora nada é comparado com a glória que ele nos dará mais tarde. Porque toda a criação espera com ardente esperança por esse dia futuro em que YAHU UL ressuscitará os seus filhos. Nesse dia, tudo aquilo a que o mundo ficou sujeito por causa do pecado desaparecerá, e todo o mundo à nossa volta participará da gloriosa liberdade que os filhos de YAHU UL hão-de desfrutar em relação ao pecado.

22-23-Porque sabemos que mesmo as coisas da natureza esperam esse tão grande acontecimento, como se estivesse com dores de parto. E até nós, YAHUSHUAhim, ainda que tenhamos em nós o RÚKHA hol-HODSHUA como um antegosto dessa glória futura, também como que gememos para ser libertados da dor e do sofrimento. Nós também esperamos ansiosamente por esse dia em que YAHU UL nos concederá enfim todos os direitos como seus filhos, incluindo novos corpos.

24-25-Nós somos salvos em esperança. E a esperança significa contar obter algo que ainda não temos. Uma pessoa que obteve já o que pretendia não necessita de ter esperança nessa coisa. Mas quando esperamos o que ainda não temos, esperamo-lo com paciência e confiança.

26-27-Pela fé, o RÚKHA nos ajuda nas nossas fraquezas. Porque não sabemos o que devemos pedir, nem como pedir, mas o RÚKHA pede por nós, e com tal ardor que não há palavras que o possam exprimir. E YAHU ABí, que conhece todos os corações, sabe na verdade o que o RÚKHA pretende ao interceder em nosso favor, em harmonia com a
vontade de YAHU UL.

 

A vitória
em hol-MEHUSHKHAY

 

28-E sabemos que tudo o que nos acontece contribui para o nosso bem, nós que amamos YAHU UL e nos encontramos dentro dos seus planos.

29-30-Porque desde o princípio de tudo YAHU UL decidiu que aqueles que viessem até ele, e ele já sabia quem seria, se tornariam semelhantes ao seu Ha-bor, a fim de que o seu Ha-bor fosse o primeiro entre muitos irmãos. E, tendo-nos escolhido, chamou-nos para si; e quando viemos, respondendo à sua chamada, ele nos reconciliou consigo, concedendo-nos o direito à sua glória.

31-Que poderemos nós comentar perante estas coisas ? Se YAHU UL está ao nosso lado, quem será contra nós?

32-Se ele nem o seu próprio Ha-bor (FILHO) poupou, antes o entregou por todos nós, não nos dará, com ha-MEHUSHKHAY, tudo o mais que precisarmos?

33-Quem ousará acusar-nos, a nós que YAHU UL escolheu para si mesmo? Porque foi YAHU UL mesmo quem nos perdoou.


34-Quem pois é que nos condenaria? Ninguém o poderia fazer visto que foi mesmo hol-MEHUSHKHAY quem morreu e ressuscitou por nós, e se encontra sentado no mais honroso lugar junto de YAHU UL, ali intercedendo em nosso favor.

35- O que é que poderia interpor-se entre nós e o amor de hol-MEHUSHKHAY? Seria a tribulação,ou a aflição, ou a perseguição ou a fome, ou a necessidade, ou o perigo, ou a
força da violência?

36-Não! As Qaotáv mesmo nos dizem: Por amor a YAHU UL, enfrentamos a morte em qualquer momento; somos como ovelhas a ser abatidas no matadouro.

37-Mas a nossa vitória é total no meio de todas essas coisas, e isso devido a hol-MEHUSHKHAY, o qual nos amou a ponto de morrer por nós.

38-39-Porque eu estou certo de que nem vida nem morte, nem anjos nem demônios, nem a atualidade ou o futuro, seja onde quer que nos encontremos, nas alturas ou em profundos abismos, nada nem ninguém nos poderá separar do amor que YAHU UL nos deu em YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY nosso Molkhiúl.

 

ROMANOS 9

 

YAHU UL é
soberano

 

1-3-O meu coração está abatido dentro de mim, e entristeço dia após dia porque desejo a salvação do meu povo, os meus irmãos e irmãs YAHÚ-dim. Hol-MEHUSHKHAY sabe, e o RÚKHA hol-HODSHUA é testemunha, que eu estou a dizer a verdade quando digo que preferia ser separado de hol-MEHUSHKHAY, se isso pudesse ser condição para a
salvação deles

4-5- YAHU UL os tomou como seu próprio povo escolhido, e lhes
revelou a sua glória. Fez com eles alianças. Deu-lhes a sua lei. Ensinou-os a
adorá-lo e deu-lhes promessas. Seus pais foram grandes homens de YAHU UL, e
hol-MEHUSHKHAY, ele próprio, era YAHÚ-di como eles, no que diz respeito à sua
natureza humana, ele que agora é YAHU UL de tudo, para sempre. YAHU UL seja
louvado!

6-Pois bem, terá YAHU UL falhado no cumprimento da sua promessa aos
YAHÚ-dim? Naturalmente que não. O que acontece é que nem todo o que é nascido duma família YAHÚ-di é um verdadeiro YAHÚ-di.

7-O simples fato de serem da descendência de Abruham, não os faz filhos de Abruham. Ora as Qaotáv dizem: Só através de YAHUtz-kaq é que a minha promessa terá cumprimento, embora Abruham tivesse outros filhos.

8-Isto significa portanto que nem todos os filhos de Abruham são necessariamente filhos de YAHU UL. São os filhos da promessa que são considerados ser filhos de Abruham.

9-Porque YAHU UL prometeu: No próximo ano vos darei, a ti e a Soroáh, um filho.

10-13-Tempos depois, quando este filho, YAHUtz-kaq, era já homem feito e casado, e Ro-évka, sua mulher, estava para ter dois gémeos, YAHU UL disse-lhe que Esaú, o que havia de nascer primeiro, teria de se submeter a YAHUCAF, seu irmão. Segundo as próprias palavras da Qaotáv, YAHU UL disse-lhe: Decidi abençoar YAHUCAF e rejeitar Esaú. E YAHU UL disse isto ainda antes que as crianças tivessem nascido e feito fosse o que fosse, nem bem nem mal. É pois a prova de que YAHU UL estava a cumprir o que decidira desde o princípio; não foi por causa do que os filhos fizeram ou deixaram de fazer, mas por causa do que YAHU UL desejava e decidira.


14-16-Haverá então injustiça da parte de YAHU UL? Claro que não. Porque YAHU UL tinha dito a Mehushua: Terei compaixão de quem eu quiser, e serei misericordioso para com quem eu entender. Assim pois as bênçãos de YAHU UL não são dadas só porque alguém decide recebê-las, ou porque tenha feito muitas obras para as conseguir. Elas dependem de YAHU UL, que tem misericórdia de quem quiser.

17-Faraóh, o rei do Egito, é um exemplo desse fato. YAHU UL disse: Para
isto te levantei como rei do Egito, para por ti mostrar o meu poder, a fim de que em toda a terra seja honrado o meu Shúam (Nome).

18-Como veem, YAHU UL é benigno para com uns, mas endurece o coração de outros, conforme a sua vontade.


19-Bem, podem perguntar: Porque razão YAHU UL culpa as pessoas por não ouvirem? Não estão elas a fazer, simplesmente, o que ele manda?

20-Não, não digam isso. Quem é o homem, um pobre mortal, para criticar YAHU UL? Um objeto fabricado dirá àquele que o fabricou: Porque me fizeste desta forma?

21-Quando um oleiro faz um jarro de barro, não terá ele o direito de usar o mesmo barro para fazer um belo objeto de ornamentação e um outro de uso corrente?

22-Então não teria YAHU UL o direito de manifestar a sua justa cólera e o seu poder de justiça contra aqueles que se iam encaminhando para a perdição e cuja maldade ele tem suportado com paciência todo este tempo?

23-24-E ele tem igualmente o direito de tomar outros, tais como nós próprios, que fomos feitos como que recipientes contendo as riquezas da sua glória, sejamos nós YAHÚ-dim ou Gentíles, e ter misericórdia para connosco, a fim de que toda a gente possa constatar a sua glória.

25-26Lembram-se do que está escrito no profeta HOSHUA acerca dos Gentíles? Lá diz YAHU UL que chamará para si outros filhos sem serem da família dos YAHÚ-dim, e que os amará, ainda que antes não os tivesse amado. E os povos, de quem antes se dissera: Não são do meu povo, serão agora chamados filhos de YAHU UL vivo.

27-28-E YASHUAYAHU, o profeta, proclamava, acerca de YAshorúl: Ainda que o número dos filhos de YAshorúl
seja como a areia do mar,apenas um pequeno número será salvo. YAHU UL dará execução à sua palavra, de uma forma integral,e no seu devido momento, sem alterações.

29-E noutro lugar o mesmo profeta diz: Se não fosse a misericórdia de YAHU UL todos seríamos destruídos, tal como aconteceu com as cidades de Sodoma e Gomorra.

 

A descrença
de YAshorúl

 

30-31-Pois então que diremos nós a estas coisas? Só isto: que YAHU UL deu aos Gentíles a oportunidade de serem aceites por YAHU UL pela fé, ainda que não tivessem tido antes a preocupação de o buscar. E os YAHÚ-dim, que tinham tentado observar os regulamentos de YAHU UL, não conseguiram tal coisa.

32-33-E por que não? Porque tentavam ser salvos através do cumprimento da lei em vez de fazerem depender da fé a sua salvação. Tropeçaram na pedra de que fala a Qaotáv: Pus uma rocha em YAshorúl, e muitos tropeçarão nela. Mas todos os que crerem nela não serão iludidos.

 

 

ROMANOS 10

1Meus irmãos, o grande desejo do meu coração e a minha oração é que o povo YAHÚ-di possa ser salvo.

2Eu sei como eles defendem ardorosamente a honra de YAHU UL,
mas é um zelo sem entendimento.

3Eles não entendem que hol-MEHUSHKHAY morreu para os pôr em ordem com YAHU UL. E em vez disso, continuam a procurar fazer-se suficientemente bons para ganhar o favor de YAHU UL, tentando guardar a lei, e não se sujeitam ao caminho de YAHU UL para a salvação

4Eles não percebem que hol-MEHUSHKHAY oferece àqueles que nele confiam tudo aquilo que afinal tentam obter pela observação da lei.

5Porque Mehushua escreveu que a maneira da lei fazer uma pessoa justa para com YAHU UL requer obediência a todos os seus mandamentos.

6Não digas no teu coração: Não precisas de ir ao céu (para encontrar hol-MEHUSHKHAY e trazê-lo para te ajudar).

7E diz mais: Não precisas de ir ao lugar da morte (para trazer hol-MEHUSHKHAY de novo à vida).

8A salvação que vem por confiar em hol-MEHUSHKHAY – que é a mensagem que pregamos- já está ao teu fácil alcance. De fato, a Qaotáv diz: A mensagem está mesmo à mão; na tua boca e no teu coração.

9Se com a tua boca confessares que YAHUSHUA
hol-MEHUSHKHAY é Molkhiúl (Rei) e no teu coração creres que YAHU UL o ressuscitou dos mortos, serás salvo.

10Porque é crendo que uma pessoa se põe em ordem perante YAHU UL; e é declarando, em voz clara, que a salvação se afirma.


11Porque a Qaotáv diz: Todo o que crê nele não ficará decepcionado. 

12E nisto, entre YAHÚ-dim e os outros povos não há diferença: todos têm o mesmo YAHU UL que dá generosamente as suas riquezas aos que lhas pedirem.

13Porque: Todo aquele que chamar pelo Shúam (Nome) de YAHU UL será salvo.

14-15Mas como chamarão por ele aqueles que ainda não creem nele? E como hão-de crer nele se nunca ouviram falar dele? E como ouvirão a seu respeito se ninguém lhes falar dele? E como irá alguém para lhes falar se não for enviado? É disso que falam
as Qaotáv quando dizem: Como são belos os pés daqueles que anunciam boas novas.


16Mas nem todos responderam a essa voz da Mensagem Gloriosa, porque YASHUAYAHU, o profeta, disse:  YAHU UL, quem acreditou quando falei?

17Na verdade, a fé vem por ouvir esta mensagem de boas
novas – a Mensagem Gloriosa acerca de hol-MEHUSHKHAY.

18E quanto aos YAHÚ-dim? Terão eles ouvido? Sim, de certo:A sua mensagem foi por toda a terra,até aos pontos mais remotos.

19E terão eles compreendido a intenção de YAHU UL? Em todo
o caso, já no tempo de Mehushua, YAHU UL dissera. 
Suscitar-vos-ei ciúmes com gente que não é meu povo,e com povos que não têm conhecimento.

20Mais tarde YASHUAYAHU também dirá ousadamente, da parte de YAHU UL:Fui encontrado por os que não perguntavam por mim.Aos que não me buscavam manifestei-me.

21Quanto a YAshorúl, YAHU UL disse: Continuamente estendi as minhas mãos a um povo rebelde e contradizente.

 

ROMANOS 11

 

YAHU UL não
rejeitou o seu povo

 

1Pergunto então: Terá YAHU UL rejeitado o seu povo? Nada disso. Lembrem-se de que eu próprio sou YAshorulíta, descendente de Abruham e membro da família de
BenYAmín.

2-4Não, YAHU UL não rejeitou o seu próprio povo, que ele escolheu
logo desde o princípio. Lembram-se certamente daquela passagem em que o profeta Uli-YAHU se estava a queixar a YAHU UL contra os YAshorulítas:  YAHU UL, mataram os teus profetas, e derrubaram os teus altares. Só eu fiquei, e ainda procuram matar-me. Lembram-se do que YAHU UL lhe replicou então? Tenho ainda sete mil outros que não se inclinaram para adorar Baal.

5-6O mesmo acontece agora. Nem todos os YAHÚ-dim viraram as costas a YAHU UL. Há ainda pois um determinado número que se salva, e que a misericórdia de YAHU UL escolheu. E se tal depende da misericórdia de YAHU UL, não pode ser pelas boas obras. Porque nesse caso não seria uma oferta gratuita – o que se ganha não é de graça.

7-8Esta é pois a situação: A maioria dos YAHÚ-dim não encontrou o favor de YAHU UL, que buscavam; mas uns quantos que YAHU UL escolheu para si, conseguiram-no; e os outros, YAHU UL permitiu o seu endurecimento. A isto se referem as Qaotáv:YAHU UL os adormeceu, fechando os seus olhos e os seus ouvidos para que não perceberem, até ao dia de hoje.

9-10 O rei Dáoud disse:Que tudo aquilo que recebem na vida se torne
para eles numa armadilha, num tropeço, numa prisão,como recompensa. Que os seus
olhos se turvem para que não vejam; que vivam esmagados sob um pesado fardo.

 

Gentíles –
os ramos enxertados

 

11Repito: Quer isto dizer que YAHU UL rejeitou o seu povo para sempre? De novo dizemos não! Contudo o seu propósito, como já vimos, foi o de tornar a salvação também acessível aos não YAHÚ-dim, para que o povo YAHÚ-di, estimulado por um sentimento de ciúme, começasse a procurar a salvação de YAHU UL para si mesmo.


12Assim, afinal, se o mundo recebe uma riqueza espiritual em consequência de os YAHÚ-dim rejeitarem a salvação, pensem só na maravilhosa bênção que o mundo partilhará, um dia, quando os YAHÚ-dim também se voltarem para hol-MEHUSHKHAY.


13-14Estou a dizer tudo isto especialmente para os Gentíles. Como sabem, YAHU UL designou-me como especial mensageiro para os Gentíles. Eu insisto muito nisso, aliás, e sempre que posso lembro isso aos YAHÚ-dim, para que se possível eu possa levá-los a querer aquilo que vocês têm já, e desta maneira salvar alguns deles. E que coisa maravilhosa não será quando eles se converterem a YAHU UL!

15Quande YAHU UL os pôs momentaneamente de parte, isso correspondeu a que ele se voltava para o resto do mundo para lhe oferecer a sua salvação; mas quando os YAHÚ-dim se voltarem para hol-MEHUSHKHAY, isso será como todo um povo morto a ressuscitar para uma nova vida

16Se Abruham e os demais patriarcas eram povo de YAHU UL, os seus descendentes também o serão. Se a raiz da árvore é santa, os ramos também.

17Mas é que alguns desses ramos da árvore de Abruham, portanto alguns YAHÚ-dim, foram quebrados. E vocês, Gentíles, que eram, por assim dizer, como que ramos de uma oliveira brava, foram enxertados naquela outra. Por isso vocês agora também recebem a bênção que YAHU UL prometeu a Abruham e aos seus filhos, beneficiando do alimento especial com que YAHU UL nutre a sua própria oliveira.

18Devem contudo ter cuidado em não cair no orgulho, pelo fato de terem sido postos no lugar dos ramos quebrados. Lembrem-se de que a vossa posição de privilégio vem unicamente de estarem ligados à árvore de YAHU UL; vocês são apenas ramos, não raízes.

19Bom, podem estar apensar, esses ramos foram quebrados para me cederem o lugar a mim.-


20-21Atenção! Lembrem-se de que esses ramos, os YAHÚ-dim, foram tirados porque não creram em YAHU UL, e vocês encontram-se no lugar deles porque creem. Não caiam no orgulho; tenham cuidado. Porque se YAHU UL não poupou os ramos naturais, não tenham dúvida que ele agirá convosco da mesma maneira.


22-23Reparem como YAHU UL é ao mesmo tempo tão bondoso e tão rigoroso. Ele é severo para com os que desobedeceram, mas de extrema bondade para com os que não desistem de o amar, tal como vocês; aliás se assim não fizerem, sem dúvida que também serão quebrados. Por outro lado, se os YAHÚ-dim deixarem a sua incredulidade, YAHU UL é poderoso para os enxertar de novo na árvore.

24Porque se YAHU UL aceitou tomar-vos a vocês, que viviam tão afastados dele – e eram, por natureza, ramos de uma oliveira brava – e vos enxertou na sua própria oliveira santa, o que não é normal do ponto de vista da natureza, é evidente que será mais fácil colocar de novo os YAHÚ-dim na posição que lhes é devida, e em que já estavam antes.

 

A
misericórdia de YAHU UL é para todos

 

25-27Quero pois que tomem bem nota desta verdade de YAHU UL, irmãos, para que não caiam no orgulho e comecem a gabar-se. Na realidade alguns YAHÚ-dim têm corações endurecidos, mas isto acontecerá somente até que o número completo dos Gentíles tenham vindo a hol-MEHUSHKHAY. Nessa altura então todo o YAshorúl será salvo. Lembram-se do que os profetas disseram a esse respeito? De Tzayán sairá o libertador que afastará YAshorúl de toda a impiedade. Naquele tempo tirarei os seus pecados, conforme a minha solene promessa.

28-32Neste momento, muitos YAHÚ-dim são inimigos da Mensagem Gloriosa. Mas isto tem sido um benefício para vocês, como já vimos, pois fez com que YAHU UL vos desse a vocês, Gentíles, as suas dádivas. Mas os YAHÚ-dim ainda são amados por YAHU UL, por causa da sua promessa a Abruham, a YAHUtz-kaq e a YAHUCAF. As dádivas de YAHU UL, e a sua chamada, nunca poderão ser anuladas. Antigamente também vocês foram rebeldes, contra YAHU UL, mas sendo que os YAHÚ-dim recusaram as suas dádivas, YAHU UL, em vez deles, estendeu a vocês a sua misericórdia. Agora os YAHÚ-dim são rebeldes, mas um dia virá em que eles também participarão da misericórdia de YAHU UL. Porque YAHU UL englobou todos os homens na mesma condenação do pecado, a fim de poder demonstrar a todos igualmente a sua compaixão.

33Como a sua sabedoria e a sua inteligência são riquezas ilimitadas! Como é impossível para nós entender as suas decisões, as suas maneiras de agir!

34Porque, quem é que poderá conhecer
todo o pensamento de YAHU UL? Quem é que o aconselha a ele?

35Alguém lhe terá dado dádivas a ele, primeiramente, de forma a esperar agora a compensação? Com certeza que não, pois que todas as coisas vêm dele. Tudo é por ele e para ele. Glória lhe seja dada eternamente! Amnáo.

 

ROMANOS 12

 

Entrega da
vida para servir

 

1-2E assim, irmãos, peço-vos, através do amor de YAHU UL, que dêem as vossas vidas a YAHU UL. Que elas sejam como que um sacrifício vivo, santo, para YAHU UL – o tipo de sacrifício que ele aceitará. Quando pensamos em tudo o que ele fez por nós, será isso pedir muito? Não se conformem com os padrões e costumes deste mundo, mas sejam como gente diferente, através da renovação da vossa maneira de pensar. E dessa forma conhecerão o que YAHU UL deseja que façam, e verão como a sua vontade é realmente boa, agradável e perfeita.

3Como mensageiro de YAHU UL, dou a cada um de vocês esta advertência: Sejam honestos na avaliação que fazem de si próprios. Que as vossas capacidades de julgar sejam temperadas, dirigidas pela própria fé que YAHU UL vos deu

4-5Porque assim como o nosso corpo é formado de várias partes, e cada uma tem uma função própria, o mesmo acontece com o corpo de hol-MEHUSHKHAY. Nós somos todos partes dele, e cada um de nós tem uma função diferente a executar. Por isso também precisamos uns dos outros, e uns aos outros nos pertencemos.

6-8 YAHU UL ofereceu a cada um a capacidade de fazer bem certas coisas. Assim se YAHU UL vos deu a capacidade de expor os pensamentos de YAHU UL, então façam-no de acordo com a vossa fé. E se a outros YAHU UL deu a capacidade de servir de uma forma prática os seus semelhantes, que o façam num verdadeiro espírito de serviço. Se alguém tiver o dom de ensinar, que o faça com toda a dedicação. Se um outro tem o dom de exortar, que a sua pregação seja de molde realmente a encorajar. Se for uma pessoa com posses, reparta com liberalidade. Se YAHU UL lhe deu a habilidade de governar, faça-o responsavelmente. E se tiver o dom de ser bondoso para com os
necessitados, deve fazê-lo com alegria.

 

A prática
do amor

 

9-11Que o amor que mostrarem pelos outros seja autêntico. Tenham horror ao mal. Tomem sempre posição do lado do bem. Amem-se uns aos outros com uma afeição verdadeira. Ponham os outros sempre em primeiro lugar. Não sejam nunca preguiçosos no vosso trabalho; sirvam YAHU UL com todo o fervor.

12-13Alegrem-se na esperança de tudo aquilo que YAHU UL tem planeado para vocês. Sejam pacientes nas dificuldades, orando a YAHU UL de forma constante. Quando os filhos de YAHU UL estiverem na necessidade, ajudem-nos. Sejam hospitaleiros.


14Se alguém vos prejudica e persegue por serem YAHUSHUAhim, não os amaldiçoem; orem para que YAHU UL venha a abençoar essa pessoa.=

15Quando os outros são felizes, acompanhem-nos na sua felicidade. Se estão tristes, compartilhem a sua tristeza.

16Vivam em harmonia uns com os outros. Não sejam ambiciosos de
grandezas; acomodem-se às coisas modestas. Não se julguem sabendo mais do que na verdade sabem.

17-18Não paguem o mal com o mal. Que todos constatem a vossa
maneira honesta de viver. Sempre que possível e na medida em que isso dependa de vocês, tenham boas relações com toda a gente.

19-20Meus irmãos, não procurem vingar-se a si mesmos. Deixem isso a YAHU UL, pois que ele retribuirá aos que o merecem. Pelo contrário, e como está escrito:Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; e assim amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça.

21Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem.

 

ROMANOS 13

 

A submissão
às autoridades

 

1Submetam-se aos poderes instituídos. Porque a autoridade que possuem é-lhes concedida por YAHU UL.

2Por isso os que recusam obedecer às leis do país revoltam-se contra
uma ordem que YAHU UL estabeleceu, e trarão sobre si o seu juízo.

3Porque os magistrados não metem medo a quem faça o bem, mas sim a quem pratica o mal. Portanto, se quiseres nada ter a temer das autoridades, respeita as leis e tudo te correrá bem.

4A autoridade é um representante dessa ordem instituída por
YAHU UL, que existe para teu bem. Mas se fizeres algo de condenável, então com razão terás que recear, pois terá de punir-te. YAHU UL a instituiu para esse exato fim, de castigar quem pratica o mal.

5Portanto deves obedecer às autoridades por duas razões: para evitares seres castigado e para teres uma consciência limpa.

6-7Pelas mesmas razões também, devem pagar os impostos, porque são necessários para que toda a máquina do estado prossiga no trabalho a que YAHU UL a destinou. Devem pois dar a cada um o que é devido: os impostos a quem tem o direito de os exigir, o respeito e honra a quem os deve receber.

 

Vivendo
corretamente

 

8Não contraiam dívidas para com ninguém, a não ser a dívida do amor para com os outros; porque quem ama os outros satisfaz naturalmente todas as exigências da lei

9Com efeito, se amarmos o nosso próximo como a nós próprios, não seremos levados a enganá-lo, a matá-lo ou a roubá-lo. Nem cairemos no adultério ou na cobiça do que ele tem. Na verdade, tudo se resume em amarmos o próximo como nos amamos a nós mesmos. 

10O amor não prejudica ninguém. É essa a razão pela qual
ele satisfaz todas as exigências de YAHU UL.

11Digo-vos isto tudo porque sabemos o tempo em que vivemos. Despertemos, porque a vinda de YAHU UL está agora já mais próxima do que na altura em que cremos.

12A noite está a passar e o dia do seu regresso começa a despontar. Eis por que devem abandonar as obras más das trevas, e armar-se de uma vida reta, como é próprio de quem vive na luz

13Sejam honestos e verdadeiros em tudo o que fizerem, para que toda a gente aprove a vossa conduta. Não desperdicem o vosso tempo em festanças, rejeitem as bebedeiras e tudo em que reine a imoralidade, o adultério, ou ainda as rivalidades e a inveja

14Identifiquem-se com a vida nova do Molkhiúl YAHUSHUA
hol-MEHUSHKHAY e não pensem na maneira de dar lugar aos vossos maus desejos.

 

ROMANOS 14

 

Problemas
de consciência

 

1Recebam sempre o melhor possível qualquer irmão, ainda que fraco na sua fé. Não discutam com ele sobre os seus escrúpulos.

2Uns creem que se pode comer de tudo; mas outros há que pensarão que isso não está certo e irão ao ponto de comer só vegetais.

3E aqueles que não acham mal comer de tudo não devem desprezar os que apenas comem certas coisas, tal como também estes últimos não devem julgar os primeiros, porque YAHU UL os aceitou como filhos

4Eles são servos de Molkhiúl YAHUSHUA, e não vossos. É ao Molkhiúl que dão contas, não a vocês. Por isso deixem que seja o Molkhiúl a dizer-lhes se fazem bem ou mal. E
Molkhiúl YAHUSHUA pode certamente levá-los a fazer o que devem.

5Há também pessoas que pensam que os YAHUSHUAhim deveriam respeitar dias de celebração dos YAHÚ-dim, como ocasiões especiais de adoração a YAHU UL; mas outras pensam que todos os dias são igualmente ocasiões de servir YAHU UL. Cada pessoa deve ter a sua convicção sobre este assunto.

6Afinal, aqueles que querem assinalar de forma especial determinados dias fazem-no para adorar YAHU UL. Da mesma forma, quem come de tudo, sem escrúpulos de consciência, fá-lo também para YAHU UL; a prova é que dá graças a YAHU UL por aquilo que come. A pessoa que recusa certos alimentos, se faz assim é também porque está desejosa de agradar a YAHU UL, estando igualmente grata a YAHU UL.

7Nós não somos donos de nós mesmos, de
forma a vivermos ou morrermos segundo a nossa vontade ou conveniência

8Quer vivamos, quer morramos, somos de YAHU UL, dependemos da sua vontade. Quando morrermos, iremos estar com YAHU UL. Por isso, tanto na vida como na morte, pertencemos a YAHU UL.

9Foi para isto mesmo aliás que hol-MEHUSHKHAY morreu e
ressuscitou, para ser YAHU UL das nossas vidas, quer vivamos, quer morramos.

10Vocês não têm o direito de julgar os vossos irmãos, ou de os criticar com superioridade. Lembrem-se de que cada um de nós terá de prestar contas perante o tribunal de YAHU UL.

11Porque está escrito:Tão certo como eu vivo, diz YAHU UL, todo o
joelho se dobrará perante mim e toda a língua confessará que sou YAHU UL.


12Sim, cada um dará contas de si mesmo a YAHU UL.

13Por isso não se critiquem mais uns aos outros. Em vez disso, procurem viver de tal modo que nada do que fazem possa levar o vosso irmão a pecar, ou a ficar perturbado na sua consciência.

14Quanto a mim pessoalmente, estou certo, porque assim mo ensinou
o Molkhiúl YAHUSHUA, de que não há nada de mal em comer comida considerada imunda pela lei. Contudo, se alguém pensa o contrário devera fazer segundo a sua consciência, porque para ele é mal.

15E se o teu irmão pode perturbar-se na sua consciência por aquilo que tu comes, não estarás a dar provas do amor de YAHU UL em ti, se continuares a comer disso. Não faças com que aquilo que comes leve a perder aquele por quem hol-MEHUSHKHAY morreu.

16Não faças nada que te leve a ser criticado ainda que por coisas que sabes que estão certas.

17Porque o reino de YAHU UL não é uma questão do que comemos ou bebemos, mas de vivermos uma vida de bondade e paz e alegria no RÚKHA hol-HODSHUA.

18Porque quem serve hol-MEHUSHKHAY desta maneira dará alegria a YAHU UL e será estimado pelos homens.

19Tenham sempre como objectivo a paz uns com os outros, assim como o progresso da vida espiritual de cada um

20Não desfaçam a obra de YAHU UL na vida de um irmão vosso por uma questão de comida. Lembrem-se que não há nenhum mal naquilo que se come; o mal é quando aquilo que se come pode afetar a vida espiritual de alguém.

21Então o melhor a fazer será deixar de comer carne, ou de beber bebidas alcoólicas ou de fazer seja o que for que possa vir a afetar o vosso irmão e até levá-lo a pecar.

22Estás convencido de que perante YAHU UL não há mal naquilo que fazes? Pois reserva essa tua convicção entre ti e YAHU UL. Feliz é o homem, na verdade, que não se sente condenado quando faz o que sabe estar certo.-

23Mas se alguém tem dúvidas sobre se deve ou não comer
alguma coisa, não deve comer. Seria condenado por não agir com fé perante YAHU
UL. Se fizer alguma coisa que julga não estar certa, está a pecar.

 

ROMANOS 15

 

Vivendo em
harmonia

 

1Ainda que acreditemos que para YAHU UL é indiferente que façamos ou não essas coisas, não podemos contudo continuar a praticá-las para nos agradarmos a nós mesmos; porque temos de ter em consideração as dúvidas e os receios dos outros.


2Procuremos agradar aos outros, não a nós próprios; façamos aquilo que pode contribuir para a edificação da sua vida espiritual.

3Nem hol-MEHUSHKHAY procurou o seu próprio prazer. Como disse o Salmista: Os insultos dos teus inimigos têm caído sobre mim. 

4Porque tudo o que anteriormente foi escrito, é para nos ensinar, para que pela paciência e pelo encorajamento das escrituras, aguardemos esperançadamente as promessas de YAHU UL.

5-6Possa YAHU UL, que vos dá paciência e coragem, ajudar-vos a viver em harmonia uns com os outros, na mesma atitude que hol MEHUSHKHAY teve. E então todos podem, a uma só voz, dar glória a YAHU UL, o YAHU ABí (Pai) de nosso Molkhiúl YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY.


7Sendo assim, recebam-se afectuosamente uns aos outros, tal com hol-MEHUSHKHAY vos recebeu a vocês mesmos, e assim YAHU UL será glorificado.

8E lembrem-se de que hol-MEHUSHKHAY veio como um servo dos YAHÚ-dim, a fim de mostrar que YAHU UL cumpre as suas promessas, e de revelar a sua verdade.

9E ele veio também para que os Gentíles possam honrar YAHU UL pela misericórdia que lhes manifestou. É isto o que está escrito:Louvar-te-ei entre os Gentíles, e cantarei o teu Shúam (Nome).

10E noutra passagem:Alegrem-se, ó Gentíles, com o povo de YAHU UL.

11E ainda noutro local:Haolul-YAHU UL, ó Gentíles, que todo o mundo
lhe dê louvores.

12E o profeta YASHUAYAHU disse:Haverá um herdeiro, para a família de
YAshái, que será rei sobre os Gentíles; estes porão nele as suas esperanças.


13Que YAHU UL, o que vos deu esperança, vos mantenha felizes e cheios da paz que nasce pela fé, através do poder do RÚKHA hol-HODSHUA nas vossas vidas.

 

Shaúl, o
mensageiro aos Gentíles

 

14Eu estou certo, irmãos, de que vocês estão cheios de bondade, para que, com o conhecimento que já têm, possam aconselhar-se uns aos outros.

15-16Mas apesar disso tomei ousadia para vos escrever sobre estes pontos, convencido de que o que vos falta é sobretudo que estes assuntos estejam sempre bem presentes na vossa mente; pois que, pela graça de YAHU UL, fui chamado a ser mensageiro de YAHUSHUA hol MEHUSHKHAY junto de vocês, os Gentíles, levando-vos a mensagem da Mensagem Gloriosa, para que sejam apresentados a YAHU UL como um sacrifício inteiramente aceite por ele, santificado pelo RÚKHA hol-HODSHUA.

17Por isso me é lícito ter esta grande satisfação por tudo aquilo que hol-MEHUSHKHAY YAHUSHUA fez por meu intermédio no meu serviço para YAHU UL. –

18Porque nem sequer ousaria abrir a boca se ha-MEHUSHKHAY não tivesse usado a minha vida para levar a YAHU UL os Gentíles, ganhando-os através da minha mensagem e da forma como vivi diante deles,

19e ainda pelos milagres feitos por meu intermédio como
sinais vindos de YAHU UL – tudo isto pelo poder do RÚKHA hol-HODSHUA. E desta maneira tenho pregado a Mensagem Gloriosa de hol-MEHUSHKHAY, por toda a parte, desde YAHUSHUA-oléym até ao Ilírico.

20O meu grande desejo tem sido ir sempre mais longe, pregando de preferência onde o Shúam (Nome) de hol-MEHUSHKHAY ainda não tenha sido ouvido, e não edificando sobre um fundamento posto por outro.


21Tenho seguido o plano de que falam as Qaotáv, onde YASHUAYAHU diz:
Aqueles que nunca antes tinham ouvido falar dele agora o verão e compreenderão.

22Eis no fundo a verdadeira razão por que não pude ir visitar-vos mais cedo.

 

O plano de
Shaúl para visitar Roma

 

23-24Mas agora acabei enfim o meu trabalho nestas regiões e estou desejoso de ir ter convosco, após todos estes longos anos de espera. Porque estou o fazer planos para uma viagem à Espanha, e de caminho tenciono ficar em Roma um tempo para gozar da vossa convivência, depois do que alguns de vocês poderão até ajudar-me no prosseguimento da minha viagem.

25-26Mas antes disso tenho de ir a YAHUSHUA-oléym levar uma oferta para os crentes de lá, pois pareceu bem aos YAHUSHUAhim da Macedónia e da Acaia enviar um donativo para os seus irmãos de
YAHUSHUA-oléym, que têm atravessado tempos bem difíceis.

27Eles tiveram muita alegria em fazer isso porque sentem que têm como que uma dívida para com os YAHUSHUAhim de YAHUSHUA-oléym, pois que afinal os Gentíles foram participantes das Bênçãos Espirituais dos YAHÚ-dim. E sentem que o mínimo que poderão fazer em compensação será enviar à Oholyáo de YAHUSHUA-oléym uma ajuda material.:


28Portanto, logo que tenha executado essa tarefa, entregando esse fruto da sua gratidão, irei ver-vos no meu caminho para a Espanha.

29E estou certo de que nessa visita que vos farei hei-de levar-vos todas as riquezas espirituais da palavra de hol-MEHUSHKHAY.

 

ROMANOS 16

 

1Recomendo-vos a nossa irmã Febe, que é serva da Oholyáo que está em Cencréia;  

2para que a recebais em YAHU UL, de um modo digno dos santos, e a ajudeis em qualquer coisa que de vós necessitar; porque ela tem sido o amparo de muitos, e de mim em particular.  

3Saudai a Prisca e a Áqüila, meus cooperadores em hol-MEHUSHKHAY YAHUSHUA,  

4os quais pela minha vida expuseram as suas cabeças; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as Oholyáos (Congregações) dos Gentíles.  

5Saudai também a Oholyáo que está na casa deles. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Ásia para hol-MEHUSHKHAY.  

6Saudai a Maoro-ém, que muito trabalhou por vós.  

7Saudai a Andrônico e a Yúnias, meus parentes e meus companheiros de prisão, os quais são bem conceituados entre os emissários, e que estavam em hol-MEHUSHKHAY antes de mim.  

8Saudai a Ampliato, meu amado em YAHU UL.  

9Saudai a Urbano, nosso cooperador em hol-MEHUSHKHAY, e a Estáquis, meu amado.  

10Saudai a Afatos,(Apeles) aprovado em hol-MEHUSHKHAY. Saudai aos da casa de Aristóbulo.  

11Saudai a Herodião, meu parente. Saudai aos da casa de Narciso que estão em YAHU UL.  

12Saudai a Trifena e a Trifosa, que trabalham em YAHU UL. Saudai a amada Pérside, que muito trabalhou em YAHU UL.  

13Saudai a Rufo, eleito em YAHU UL, e a sua mãe e minha.

14Saudai a Asíncrito, a Flegonte, a Hermes, a Pátrobas, a Hermes, e aos irmãos que estão com eles.  

15Saudai a Filólogo e a Yúlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olimpas, e a todos os santos que com eles estão.   

16Saudai-vos uns aos outros com ósculo santo. Todas as Oholyáos de hol-MEHUSHKHAY vos saúdam.  

17Rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles.  

18Porque os tais não servem a hol-MEHUSHKHAY nosso Molkhiúl, mas ao seu ventre; e com palavras suaves e lisonjas enganam os corações dos inocentes.  

19Pois a vossa obediência é conhecida de todos. Comprazo-me, portanto, em vós; e quero que sejais sábios para o bem, mas simples para o mal.  

20E YAHU UL de paz em breve esmagará a ha-Satan debaixo dos vossos pés. A graça de nosso Molkhiúl YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY seja convosco.  

21Saúdam-vos YAHUTAM, meu cooperador, e Lúcio, e Yáson, e Sosípatro, meus parentes.  

22Eu, Tércio, que escrevo esta carta, vos saúdo em YAHU UL.  

23Saúda-vos Gaio, hospedeiro meu e de toda a Oholyáo. Saúda-vos Erasto, tesoureiro da cidade, e também o irmão Quarto.  

24A graça de nosso Molkhiúl YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY seja com todos vós. Amnáo.  

25Ora, àquele que é poderoso para vos confirmar, segundo o meu Mensagem Gloriosa e a pregação de YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY, conforme a revelação da enigma guardado em silêncio desde os tempos eternos,  

26mas agora manifesto e, por meio das Qaotáv proféticas, segundo o mandamento de YAHU UL, eterno, dado a conhecer a todas as nações para obediência da fé;  

27ao único YAHU UL sábio seja dada glória por YAHUSHUA hol-MEHUSHKHAY para todo o sempre. Amnáo.

Página atualizada no AS ESCRITURAS FALAM! Atenção: Todas as Publicações são Gratuitas!!Ver Página

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

Romanos 1

1-2Saúda-vos Shaúl, servo de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY, escolhido por YÁOHU UL para ser emisário, separado para pregar a Mensagem Gloriosa de YÁOHU UL, as quais já tinham sido prometidas por YÁOHU UL, nas santas Qaotáv, há muito tempo, através dos seus profetas. 3Esta Mensagem Gloriosa são acerca de seu ha-BOR, YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY nosso Molkhiúl, o qual tomou uma forma humana ao nascer na descendência do rei Dáoud.¬ 4E YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY nosso Molkhiúl foi declarado ha-BOR de YÁOHU UL quando YÁOHU UL poderosamente o ressuscitou da morte por meio do RÚKHA hol-HODSHÚA. 5Através de hol-MEHUSHKHÁY, YÁOHU UL nos deu o privilégio e autoridade de contar aos Gentíles em toda a parte o que YÁOHU UL fez por eles, para que eles possam crer e obedecer-lhe, trazendo glória ao seu (Nome) Shúam. 6-7E vocês, meus queridos amigos, que estão em Roma, a quem YÁOHU UL ama, fazem parte do número dos santos e estão entre aqueles que são chamados para serem de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY. Que vos sejam concedidas a graça e a paz da parte de YÁOHU UL nosso YÁOHU ABí (Pai) e de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY nosso Molkhiúl (Rei).

Shaúl deseja visitar Roma

8-9Antes de mais, gostaria de vos dizer como me sinto grato a YÁOHU UL através de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY porque a vossa fé se vai tornando conhecida em todo o mundo! YÁOHU UL sabe como frequentemente, nas minhas orações, vos apresento àquele a quem sirvo com toda a minha mente, declarando aos outros a Mensagem Gloriosa de seu ha-BOR. 10-12Também continuamente peço a YÁOHU UL que, se assim for a sua vontade, me apareça uma boa oportunidade de ir ver-vos. Porque desejo visitar-vos para estimular a vossa vida espiritual e ajudar-vos a crescer em força em YÁOHU UL, para ao mesmo tempo ser também encorajado pela nossa fé comum. 13Quero que saibam, irmãos, que já muitas vezes fiz planos para ir ter convosco, mas tenho sido impedido. Queria também obter no vosso meio os mesmos bons resultados que entre os outros povos. 14Porque eu tenho uma dívida para com toda a gente, tanto nações civilizadas como povos primitivos, tanto pessoas cultas como incultas. 15Portanto, no que estiver ao meu alcance, estou pronto a ir também a Roma pregar-vos a Mensagem Gloriosa de YÁOHU UL. 16-17Porque não me envergonho da Mensagem Gloriosa de hol-MEHUSHKHÁY, pois é o poder de YÁOHU UL para salvação de todos os que crêem. Esta mensagem dirigiu-se primeiramente aos YAOHÚ-dim, mas agora todos são igualmente convidados a aceitá-la. Este Mensagem Gloriosa revela-nos que YÁOHU UL nos declara justos aos seus olhos quando pomos a nossa fé em hol-MEHUSHKHÁY. Esta justiça que YÁOHU UL nos atribui nasce e completa-se através da fé. Tal como está escrito: “o justo pela fé viverá”.

A ira de YÁOHU UL contra o pecado

18-20Mas YÁOHU UL mostra, dos shua-ólmayao (ceus), a sua ira contra todo o pecado e a injustiça dos homens, que impedem a revelação da verdade pela sua perversidade. Porque o que acerca de YÁOHU UL se pode conhecer, eles sabem-no instintivamente. YÁOHU UL manifesta-lhes essas coisas nas suas consciências. Desde a criação do mundo que os homens entendem e claramente vêem, através de tudo o que YÁOHU UL fez, as suas qualidade invisíveis – o seu eterno poder e a sua natureza celestial. Não terão, portanto, desculpa de não conhecer YÁOHU UL. 21Pois ainda que tendo conhecide YÁOHU UL, não o adoraram como YÁOHU UL e nem sequer lhe agradeceram todos os seus cuidados diários. Antes começaram a formar ideias absurdas. O resultado foi que as suas mentes insensatas se tornaram obscuras.” 22-23Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E então, em vez de adorarem YÁOHU UL glorioso e eterno, fizeram para si próprios ídolos com a forma de homens mortais, de aves, de quadrúpedes e de répteis. 24-25Por isso YÁOHU UL os abandonou a si mesmos, deixando-os entregar-se a toda a espécie de perversões dos seus impulsos, fazendo até as coisas mais indignas, com os corpos uns dos outros. Em vez de aceitarem a verdade de YÁOHU UL, preferiram a mentira. Honraram e serviram coisas que são criadas em vez do próprio Criador, que é louvado eternamente. Amnáo. 26Foi por isso que YÁOHU UL se afastou deles e os deixou fazer todas essas práticas infames. Até as mulheres mudaram o uso natural que YÁOHU UL destinou ao seu corpo e entregaram-se a práticas sexuais entre si mesmas. 27E os homens, deixando as relações sexuais normais com mulheres, inflamaram-se em paixões sensuais uns com os outros, homens com homens, e recebendo em si mesmos o devido castigo pela sua perversão. 28Visto terem achado inútil conhecer YÁOHU UL, ele deixou-os fazerem tudo o que as suas mentes malignas pudessem imaginar./ 29As suas vidas tornaram-se cheios de toda a maldade, prostituição, ganância, violência, inveja, assassínio, disputas, engano e intrigas. 30-31Tornaram-se insurrectos, difamadores, cheios de ódio contra YÁOHU UL, caluniadores, orgulhosos e presunçosos, imaginando constantemente novas práticas de maldade, sem respeito por pai ou mãe, falhos de senso comum, faltando à palavra dada nos contratos, sem saberem o que é afeição natural, sem capacidade de reconciliação nem de tolerância. 32E, conhecendo a justiça de YÁOHU UL e o castigo de morte que as suas condutas merecem, continuaram na mesma, encorajando até os outros a viver assim.

Romanos 2

O justo julgamento de YÁOHU UL

1E tu, quem quer que sejas, quando começas a julgá-los, não tens desculpa! Fazendo juízo sobre o comportamento deles, no fundo estás a condenar-te a ti mesmo, pois és capaz de fazer as mesmas coisas. 2E sabemos que, com justiça, YÁOHU UL castigará todos os que praticarem tais coisas 3Pensas que YÁOHU UL, que julgará e condenará esses pecadores, te poupará a ti, quando as praticares também? 4Não te apercebes da imensa paciência e benignidade que ele tem para contigo, suportando o teu pecado sem te castigar? Não és capaz de ver que a bondade de YÁOHU UL procura levar-te ao arrependimento. 5-6Mas tu não queres ouvir; e por isso estás a acumular sobre ti mesmo um terrível castigo, devido à tua teimosia em recusar arrependeres-te dos teus pecados; pois virá um dia de cólera celestial, quando YÁOHU UL vier como justo juiz de todo o mundo. Recompensará então cada um segundo as suas obras. 7Dará a vida eterna àqueles que, com perseverança, fazem a sua vontade, procurando a glória invisível, a honra e a vida imortal que ele oferece 8Mas castigará e será severo para com aqueles que lutam contra a verdade celestial e andam em caminhos de maldade; a ira de YÁOHU UL derramar-se-á sobre eles 9Haverá tribulação e sofrimento, tanto para os YAOHÚ-dim como para os outros povos que continuam no pecado, 10mas haverá glória, honra e paz para todos os que obedecem a YÁOHU UL, sejam YAOHÚ-dim, sejam Gentíles. 11Porque ele a todos trata da mesma maneira. 12-15Castigará os Gentíles quando pecarem, ainda que nunca tenham conhecido as leis escritas de YÁOHU UL, porque no fundo dos seus corações eles sabem fazer a diferença entre o certo e o errado. As leis de YÁOHU UL estão escritas dentro deles; as suas próprias consciências umas vezes os acusam, outras os defendem. E YÁOHU UL castigará os YAOHÚ-dim por pecarem, pois têm as suas leis escritas e não lhes obedecem. Sabem o que é justo e não o fazem. Pois a verdade é que os justos perante YÁOHU UL não são os que sabem o que devem fazer, mas os que o fazem mesmo 16O dia virá, seguramente, em que YÁOHU UL, por intermédio de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY, julgará a vida íntima de cada um. Tudo isto faz parte da Mensagem Gloriosa de YÁOHU UL que eu anuncio.

Os YAOHÚ-dim e a lei

17-20Vocês, que se chamam YAOHÚ-dim, pensam que tudo está em ordem entre vocês e YÁOHU UL porque ele vos deu as suas leis e se sentem orgulhosos disso. É certo, sim, que vocês sabem qual a sua vontade; aprovam coisas excelentes porque foram instruídos nas suas leis. Pensam até poder guiar os que são como cegos; consideram-se como uma luz dos que vivem nas trevas. Julgam ser capazes de ensinar os ignorantes e as crianças nas coisas que se referem a YÁOHU UL, porque conhecem realmente as suas leis que estão cheias de sabedoria e de verdade. 21Pois então, se vocês ensinam os outros, porque não se ensinam a si próprios? Dizem aos outros para não roubar, e roubam? 22Pregam que não se cometa adultério, e cometem-no? Abominam os ídolos, mas roubam templos pagãos?- 23Têm tanto orgulho nas leis de YÁOHU UL, e desonram YÁOHU UL, transgredindo-as. 24Não admira pois que, tal como já dizem as Qaotáv: “O meu Shúam (Nome) é constantemente blasfemado, por causa de vocês”. 25-26O ser YAOHÚ-di vale alguma coisa se se obedecer às leis de YÁOHU UL, caso contrário não serão melhores do que os Gentíles. E se os Gentíles obedecem às leis de YÁOHU UL, não lhes dará ele em consequência os privilégios que tinha planeado dar aos YAOHÚ-dim?/ 27De facto esses não-YAOHÚ-dim, se cumprirem as leis de YÁOHU UL, estarão melhor qualificados do que vocês YAOHÚ-dim, que conhecem tanta coisa sobre YÁOHU UL, que são objecto das suas promessas, mas que afinal não obedecem às suas leis. 28Não é só porque vocês nasceram de pais YAOHÚ-dim ou porque passaram pela cerimónia da circuncisão, que se podem considerar realmente YAOHÚ-dim! 29Um verdadeiro YAOHÚ-di é aquele que o é interiormente. A verdadeira circuncisão não é uma cirurgia no corpo mas uma mudança de coração produzida pelo RÚKHA hol-HODSHÚA (Espírito Santo). Esse receberá o louvor de YÁOHU UL, ainda que não receba o vosso.

Romanos 3

A fidelidade de YÁOHU UL

1Mas o ser YAOHÚ-di não terá então benefício nenhum? Terá algum valor a circuncisão? 2O ser YAOHÚ-di tem muitas vantagens. Sobretudo, porque foi aos YAOHÚ-dim que YÁOHU UL confiou a revelação da sua mensagem. 3É verdade que muitos foram infiéis; mas não é que YÁOHU UL não cumprisse as suas promessas.” 4De maneira nenhuma. Ainda que todo o mundo seja mentiroso, YÁOHU UL nunca o será. Como está escrito: “As tuas palavras são verdadeiras; e o teu julgamento é justo”. 5-8″Mas”, dirá alguém, “os nossos pecados servem um bom propósito: as pessoas verão a bondade de YÁOHU UL quando ele declara que nós pecadores somos inocentes. Não será então injust YÁOHU UL castigar-nos quando pecarmos?” (Isto é o que alguns dizem.) De forma alguma! Como poderia ele assim julgar o mundo? Evidentemente que não poderia nem julgar-me nem condenar-me como pecador se afinal a minha maldade, por contraste com a sua justiça, lhe trouxesse louvor. Nessa ordem de ideias, podíamos dizer que, quanto pior eu fosse, melhor seria. Há quem diga que é isso que pregamos! Os que dizem tais coisas certamente não escaparão à justa condenação de YÁOHU UL.

Todos pecaram

9Bem, mas nós os YAOHÚ-dim seremos melhores do que os outros? Certamente que não, pois já demonstrámos que todos são pecadores, sejam YAOHÚ-dim ou outros povos 10-18Tal como dizem as Qaotáv:

“Não há ninguém que seja justo;”nem um sequer está inocente. Não há ninguém que compreenda;”que o busque os caminhos de YÁOHU UL. Todos se desviaram e juntamente se corremperam. Não há quem faça o bem, absolutamente ninguém! A sua fala é como o mau cheiro dum sepulcro aberto;”as suas línguas praticam mentiras. O veneno de serpentes pinga dos seus lábios;”as suas bocas estão cheias de maldade e engano. Os seus pés são prontos a derramar sangue;”vivem para destruir e para arruinar. Não conhecem o caminho da paz. Não têm nenhum temor a YÁOHU UL.” 19Nós sabemos que a lei aplica-se apenas àqueles para quem foi dada. E nem um só tem desculpa. Com efeito até o mundo inteiro está sujeito ao julgamento de YÁOHU UL 20Como vêem ninguém pode ser declarado justo aos olhos de YÁOHU UL por fazer o que a lei ordena. Porque quanto mais conhecemos as leis de YÁOHU UL, mais as suas leis nos fazem ver que somos pecadores.

A justificação pela fé

21Mas agora YÁOHU UL mostrou-nos uma maneira diferente de ser justo aos seus olhos – não por obedecer à lei mas pela maneira prometida nas Qaotáv há muito tempo., 22Esta justiça de YÁOHU UL vem pela fé em YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY a todos que crêem. E todos nós podemos ser salvos nesta mesma maneira, não importa quem somos ou o que fizemos 23Porque todos pecaram, tendo perdido o direito de acesso à glória de YÁOHU UL. 24E pela sua bondade, que não merecemos, nos declara inocentes da culpa, pela obra de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY, o qual nos liberta dos nossos pecados, sem nada pagarmos para beneficiar disso. 25Na verdade YÁOHU UL enviou YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY para suportar o castigo que mereciam os nossos pecados e assim anular a justa cólera de YÁOHU UL contra nós. Somos tornados justos perante YÁOHU UL quando cremos que YAOHÚSHUA derramou o seu ‘DAM’ (sangue), sacrificando a sua vida por nós. YÁOHU UL foi assim inteiramente justo quando não castigou aqueles que pecaram em tempos antigos, porque aguardava o tempo em que hol-MEHUSHKHÁY havia de vir revelar inteiramente a sua justiça. E agora ele pode receber os pecadores porque YAOHÚSHUA tirou os seus pecados. 26Mas não haverá injustiça em deixar livres os pecadores, considerando-os inocentes? Não, porque YÁOHU UL faz isso baseando-se na confiança que eles depositam em YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY, o qual tirou os seus pecados. 27-28Poderemos nós então gabarmo-nos de ter feito alguma coisa para ganhar essa salvação? Com certeza que não. E porquê? Porque a nossa absolvição não se baseia nas nossas obras, mas na fé nele. É assim pois que somos salvos pela fé em hol-MEHUSHKHÁY e não por obediência à lei. 29E será que são apenas os YAOHÚ-dim que YÁOHU UL salva desta maneira? Não, os outros povos também. 30Há um só YÁOHU UL e uma única maneira de ser aceite por ele. YÁOHU UL faz as pessoas justas consigo próprio apenas pela fé, quer sejam YAOHÚ-dim quer sejam Gentíles. 31Pois bem, então se somos salvos pela fé, quer isso dizer que já não precisamos de obedecer às leis de YÁOHU UL? É justamente o contrário! Com efeito, somente quando temos fé estamos a confirmar o valor da lei.

Romanos 4

Abruhám foi justificado pela fé

1-2Quais foram as experiências de Abruhám, o fundador da nossa nação YAOHÚ-di, com respeito a esta questão de ser salvo pela fé? Terá sido por causa das suas obras que YÁOHU UL o aceitou? Se assim fosse, ele teria alguma coisa de que se gabar. Mas do ponto de vista de YÁOHU UL, Abruhám não tinha nenhum fundamento para se orgulhar. 3O que as Qaotáv nos dizem é que Abruhám creu em YÁOHU UL, e que foi por isso que YÁOHU UL o declarou justo. 4Quando uma pessoa trabalha, o seu salário não é uma oferta. Os trabalhadores ganham aquilo que merecem. 5Mas as pessoas são declaradas justas por causa da sua fé, não por causa das suas obras. 6O rei Dáoud falou a este respeito, descrevendo a felicidade de um pecador que é declarado perdoado por YÁOHU UL: 7-8″Bem-aventurados são aqueles cujas transgressões foram perdoados,”e cujo pecado é tirado.

Feliz é aquele cujos pecados não mais são tidos em conta pelo YÁOHU UL!” 9E essa bênção é dada somente aos YAOHÚ-dim, ou também para os não-YAOHÚ-dim? Quanto a Abruhám sabemos que ele recebeu essa bênção por meio da fé. E como ter a certeza de que assim foi, e que não foi também por ter observado as leis de Mehushúa? 10Então vejamos: Quando foi que YÁOHU UL deu esta bênção a Abruhám? Foi antes de se submeter ao rito da circuncisão YAOHÚ-di. 11-12Essa cerimónia, que cumpriu mais tarde, foi um sinal de que YÁOHU UL já o declarara perdoado e justificado aos seus olhos, antes da cerimónia ter lugar. É assim que Abruhám é o pai espiritual de todos os que crêem e são salvos, independentemente de obedecerem às leis de Mehushúa. Mas é também o pai espiritual dos YAOHÚ-dim, os quais são circuncidados. Eles podem ver por este exemplo que não é esse rito que os salva, porque Abruhám achou a misericórdia de YÁOHU UL só pela fé, antes de ter sido circuncidado. 13É claro, portanto, que a promessa de YÁOHU UL de dar o mundo a Abruhám e aos seus descendentes não foi por Abruhám ter guardado a lei, mas porque creu que YÁOHU UL cumpriria a sua promessa. 14Portanto os que ainda pretendem que as bênçãos de YÁOHU UL vão para os que são cumpridores legais, é como se afirmassem que a fé é inútil e que a promessa de YÁOHU UL não tem validade. 15Porém o facto é este: que a lei traz-nos condenação, porque nunca conseguimos obedecer-lhe sem falhar alguma vez. A única maneira de não falhar, na verdade, seria não haver lei nenhuma! 16-17Assim, a promessa de YÁOHU UL é-nos dada pela fé, como uma oferta gratuita; e podemos estar certos de a obter, sejamos ou não seguidores dos costumes YAOHÚ-dim, desde o momento em que tenhamos uma fé semelhante à de Abruhám. Porque em relação à fé, Abruhám é pai de todos nós. É esse o significado das Qaotáv quando dizem: “Por pai de muitas nações te constitui”. Esta promessa é feita por YÁOHU UL mesmo, o qual faz com que os mortos vivam de novo, e chama as coisas que não são como se já fossem! 18-19Portanto, quande YÁOHU UL disse a Abruhám que teria muitos descendentes, tornando-se pai de muitas nações, Abruhám creu em YÁOHU UL, ainda que tal promessa lhe parecesse impossível! E porque a sua fé se manteve firme não se preocupou com o facto de estar demasiado velho para vir a ser pai com cem anos de idade, e de que Soroáh, sua mulher, com noventa anos, também estava já fora da idade de ter filhos. 20Mas Abruhám nunca duvidou. Ele acreditava em YÁOHU UL, e a sua fé se fortaleceu até, e pôde assim louvar YÁOHU UL por essa bênção ainda antes de ela se concretizar. 21-22Ele estava certíssimo de que YÁOHU UL era poderoso para cumprir tudo o que tinha prometido. E em razão da sua fé, YÁOHU UL considerou-o justificado. 23-25Ora acontece que esta afirmação de ser aceite por meio da fé não foi feita só em benefício de Abruhám. Ela também é para nós, os que cremos em YÁOHU UL que ressuscitou da morte YAOHÚSHUA nosso Molkhiúl; o qual foi entregue à morte por causa das nossas transgressões e ressuscitou para que pudéssemos ser considerados justos aos olhos de YÁOHU UL.

Romanos 5

Paz e alegria

1-2Sendo, pois, declarados justos pela fé, temos paz com YÁOHU UL, devido ao que nosso Molkhiúl YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY fez por nós. Pois em razão da nossa fé, temos direito a esta graça, e em confiança nos regozijamos pelo dia em que partilhamos da glória de YÁOHU UL. 3-5E também nos regozijamos nas tribulações, porque sabemos que ensinam a persistência. Depois a persistência fortalece-nos o carácter, e ajuda-nos para que a nossa esperança se torne forte. E nessa esperança não ficaremos desiludidos, pois sentimos o amor de YÁOHU UL nos nossos corações pelo RÚKHA hol-HODSHÚA, que ele nos deu. 6Quando nos encontrávamos sem possibilidades de sair da situação de pecadores culpados, hol-MEHUSHKHÁY veio, no momento oportuno, e morreu por nós, pecadores. 7Mesmo que fôssemos justos, poderia ser talvez que alguém viesse a morrer por nós; não é vulgar que alguém morra por uma pessoa boa.2 8Mas YÁOHU UL prova o seu amor para connosco em que hol-MEHUSHKHÁY morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. 9E visto que pelo ‘DAM’ (sangue) de hol-MEHUSHKHÁY Molkhiúl nos tornou rectos aos seus olhos, quanto mais não fará ele agora em nosso favor, salvando-nos do julgamento divino que há-de vir 10E se, quando éramos inimigos de YÁOHU UL, fomos trazidos em paz para junto dele pela morte de seu ha-BOR, quanto mais, tendo sido reconciliados com YÁOHU UL, seremos salvos de castigo eterno pela sua vida. 11E agora alegramo-nos intensamente na relação que YÁOHU UL estabeleceu connosco; tudo, sempre, por causa do que nosso Molkhiúl YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY fez, morrendo pelos nossos pecados, fazendo de nós amigos de YÁOHU UL.

Adám e hol-MEHUSHKHÁY

12-14Quando Adám pecou, o pecado transmitiu-se a toda a raça humana, e trouxe como consequência a morte a todos; e todos foram contados como pecadores. Mas desde Adám até Mehushúa, e embora naturalmente as pessoas pecassem, YÁOHU UL não as julgou por desobediência a uma lei, porque justamente YÁOHU UL ainda não lhes tinha dado as suas leis. Assim essas pessoas morreram em consequência do pecado, ainda que não tivessem desobedecido a uma determinada lei de YÁOHU UL tal como Adám, o qual é uma figura, por contraste com ha-MEHUSHKHÁY, que ainda havia de vir! 15Há uma grande diferença entre o pecado do homem e o perdão de YÁOHU UL! Um só homem, Adám, trouxe a morte a muitos, por causa do seu pecado. Mas também um só homem, YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY, trouxe o perdão a muita gente através da abundante misericórdia de YÁOHU UL. 16E o resultado da oferta graciosa de YÁOHU UL é muito diferente do resultado do pecado daquele único homem. Porque o pecado de Adám trouxe o castigo da morte a muitos, enquanto que hol-MEHUSHKHÁY gratuitamente tira muitos pecados e oferece em seu lugar a aprovação de YÁOHU UL. 17O pecado de um só homem, Adám, fez com que a morte dominasse toda a natureza humana, mas todos os que receberam a maravilhosa graça e justificação de YÁOHU UL terão, agora, o domínio da vida, através do acto também de um só, YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY. 18É verdade que o pecado de Adám trouxe a todos o castigo, mas a justiça de YÁOHU UL tornou possível que os homens se tornem justos perante YÁOHU UL, para que assim possam viver. 19Adám, porque desobedeceu a YÁOHU UL, fez com que muitos se tornassem pecadores, mas ha-MEHUSHKHÁY, porque lhe obedeceu, fez que muitos também fossem aceites por YÁOHU UL. 20-21A lei foi dada a fim de que todos pudessem ver bem quanto tinham falhado em obedecer a YÁOHU UL. Mas se o nosso pecado é grande, muito maior e mais abundante é a graça de YÁOHU UL que nos perdoa. Antes, o pecado governava sem limites todos os homens, levando-os à morte, mas agora é a misericórdia de YÁOHU UL, que não merecíamos, que governa, colocando-nos numa posição de justiça perante YÁOHU UL e de acesso à vida eterna por YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY nosso Molkhiúl.

Romanos 6

Mortos para o pecado, vivos em hol-MEHUSHKHÁY

1Pois bem, continuaremos a pecar para que YÁOHU UL nos vá mostrando sempre mais bondade e perdão?t 2-3De modo nenhum! Como continuaríamos a pecar se para com o pecado é como se estivéssemos mortos! Porque quando nos tornámos participantes da vida de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY, e fomos baptizados para sermos um com ele, através da sua morte foi anulado o poder da nossa natureza pecadora. 4A nossa natureza pecadora foi enterrada com ha-MEHUSHKHÁY, pelo baptismo, e quande YÁOHU UL e YÁOHU ABí, com o seu divino poder, o trouxe de novo à vida, também nos foi concedida uma vida nova para desfrutar. 5-7Porque foi como se tivéssemos morrido com ele; e agora partilhamos com ele da sua nova vida, na ressurreição. A nossa velha natureza foi pregada com ele na poste; tudo aquilo que em nós servia de alimento ao pecado foi como que destruído, de forma que não mais fiquemos sujeitos ao domínio do pecado. Porque quando morremos para o pecado ficámos libertos do seu poder sobre nós. 8-9Portanto, sendo que já morremos com ha-MEHUSHKHÁY, sabemos por consequência que partilhamos da sua vida. Hol-MEHUSHKHÁY ressuscitou dos mortos e viverá eternamente. A morte não mais tem poder sobre ele 10Ele morreu, uma vez por todas, para acabar com o poder do pecado, e eis que vive agora numa comunhão contínua com YÁOHU UL, seu YÁOHU ABí. 11Por isso considerem a vossa velha natureza como que morta, sem reacção perante o pecado, e em contrapartida viva para YÁOHU UL, por meio de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY nosso Molkhiúl. 12Portanto não deixem que o pecado tenha mais algum domínio sobre o vosso corpo corruptível; não lhe cedam aos desejos que sejam fruto do pecado. 13Que nada do vosso corpo seja usado como instrumento do pecado, mas dêem-se a YÁOHU UL como alguém que vive de novo saindo da morte, a fim de que o vosso ser se torne um instrumento para fazer o que é justo para a glória de YÁOHU UL. 14O pecado não terá mais domínio sobre vocês, porque já não estão sujeitos à lei que vos prende ao pecado. Em vez disso, foram libertados pela graça de YÁOHU UL.

Escravos do rectitud

15Porque a graça de YÁOHU UL nos libertou da lei, quer isso dizer que agora vamos continuar a pecar? Com certeza que não!s 16-18Não estão a ver que depende de vocês o escolher aquele que vos há-de dominar? Podem escolher o pecado, com a consequente morte; ou a obediência a YÁOHU UL, com a respectiva aprovação. Graças a YÁOHU UL porque, tendo sido escravos do pecado, agora obedeceram de todo o coração ao ensinamento que YÁOHU UL vos entregou, e encontram-se livres do pecado, mas sujeitos a um novo domínio – o do rectitud. 19Eu falo assim desta maneira humana porque é fácil de entender. Repito que, assim como antes eram escravos de toda a sujidade e de toda a corrupção para pecarem, agora devem tornar-se escravos, sim, mas de tudo o que é justo e santo. 20-21No tempo em que eram escravos do pecado, a obediência a YÁOHU UL não era a vossa preocupação. E qual era o resultado disso, de que agora até têm vergonha? O fim dessas coisas conduz à perdição eterna 22Mas eis que agora, libertados do poder do pecado, são escravos de YÁOHU UL, tendo como fruto a santidade e como objectivo último a vida eterna. 23Porque o salário que o pecado paga é a morte, mas de YÁOHU UL recebemos a dádiva gratuita da vida eterna, por meio de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY nosso Molkhiúl (Rei).

Romanos 7

Libertados da lei

1Vocês, que conhecem a lei, não sabem que a lei se aplica a uma pessoa somente enquanto ela está viva? Depois de morta, a lei não tem mais domínio sobre ela 2-3Vou explicar com uma imagem: Quando uma mulher se casa, está ligada ao marido enquanto ele viver. Mas se o marido morrer fica desligada de qualquer responsabilidade legal perante as leis referentes ao casamento. Está então livre para casar novamente, se assim o entender. O que lhe não seria lícito durante a vida do marido – em que seria adúltera se pertencesse a outro homem – tem todo o direito de o fazer depois de ele morrer. 4O vosso marido era a lei de Mehushúa; mas vocês morreram com ha-MEHUSHKHÁY na poste; e está como que desfeito o vosso casamento com a lei, a qual não mais tem força sobre as vossas vidas. E agora estão ligados a hol-MEHUSHKHÁY que ressuscitou para que possam dar frutos para YÁOHU UL. 5Quando a vossa velha natureza ainda estava activa, os impulsos pecaminosos que a lei denuncia actuavam na vossa vida, tendo como resultado o fruto da morte. 6Agora pois não temos mais que cuidar da lei, porque morremos para aquilo de que éramos escravos, e agora podemos servir YÁOHU UL, não segundo a velha maneira, quer dizer, obedecendo a um conjunto de regulamentos, mas pelo RÚKHA duma maneira inteiramente nova.

A luta com pecado

7-8Pois bem, mas será que essa lei, que afinal foi dada por YÁOHU UL, é má?Com certeza que não! Mas foi pela lei que eu conheci o pecado. Eu nunca teria sabido o que é a cobiça se a lei não dissesse: “Não cobiçarás”. Mas o pecado usou esta lei para que me desse conta de que existem em mim toda a espécie de desejos ilícitos! Se não houvesse lei o pecado não existiria. 9-12Por essa razão se eu vivo sem lei, não há conflito na minha conciência. Mas desde o momento em que eu aprendi a verdade, tomo consciência de que quebrei a lei e de que sou um pecador, condenado a morrer. Portanto a lei, ainda que sendo feita para me mostrar o caminho da vida, resultou num meio de me aplicar a pena de morte. O pecado enganou-me: através das boas leis de YÁOHU UL, fez com que eu fosse culpado de morte. Contudo a lei, em si mesma, continua justa, santa e boa. 13Mas como pode a lei ser boa e causar a minha morte? É porque não é propriamente ela mas sim o pecado, maligno como é, que por meio de algo que é bom serviu para me condenar. Através de leis justas o pecado revela-se extremamente perverso. 14A lei pois é espiritual, mas o mal está em mim; eu sou vendido para a escravidão pelo pecado que é o meu dono. 15-17Não me compreendo: porque na realidade o que faço, sei que não é bom. E aquilo que eu reconheço ser recto, não consigo fazer. E venho a fazer até aquilo que, no íntimo, repudio. E se a minha consciência reconhece como errado isso que faço, ela própria me é testemunha de que são boas as leis de YÁOHU UL a que desobedeço. Mas não posso evitá-lo, porque já não sou eu mesmo quem faz isso; é o pecado dentro de mim. 18-20Eu reconheço que em mim, ou seja na minha natureza pecaminosa não existe nada de bom. Quero fazer o que é recto mas não posso. Quando quero fazer o bem, não o faço; e o mal que não quero, venho sempre a fazê-lo. Portanto, se estou afinal a fazer o que não quero, é simples de ver onde está a causa: o pecado que me domina. 21-23É portanto como que uma força natural em mim, que quando quero fazer o que é justo, faço inevitavelmente o que é errado. A minha consciência faz-me querer de todo o meu coração praticar a vontade de YÁOHU UL; mas existe outra coisa no fundo de mim mesmo que está em guerra com o meu querer e que me torna escravo do pecado que ainda está em mim. P 24Que miserável eu sou! Quem me libertará desta vida dominada pelo pecado?t 25Pois bem: graças a YÁOHU UL porque isso foi justamente feito por YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY nosso Molkhiúl! Portanto, eu mesmo com a minha mente quero obedecer à lei de YÁOHU UL, mas por causa da minha natureza pecaminosa sou escravo ao pecado.

Romanos 8

Vida através do RÚKHA (Espírito)

1-2Portanto agora nenhuma condenação há para os que pertencem a hol-MEHUSHKHÁY YAOHÚSHUA. Porquanto o poder do RÚKHA doador de vida – por meio de hol-MEHUSHKHÁY YAOHÚSHUA – me libertou da lei do pecado e da morte. 3Na verdade, sendo que a lei moisaica nada podia fazer devido à fraqueza da nossa natureza, YÁOHU UL, mandando o seu próprio ha-BOR com um corpo humano semelhante ao nosso, destruiu o poder que o pecado tem sobre as nossas vidas 4Assim a rectidão da lei de YÁOHU UL se manifesta em nós que nos deixamos conduzir pelo RÚKHA hol-HODSHÚA e não nos colocamos na sujeição da velha natureza. 5Aqueles que se deixam levar pela sua natureza pecadora vivem apenas para dar prazer a si mesmos, mas aqueles que seguem o RÚKHA fazem o que agrada a YÁOHU UL.- 6Seguir o RÚKHA leva à vida e à paz, mas seguir atrás da velha natureza conduz à morte, 7porque a velha natureza pecadora, em nós, é contra YÁOHU UL. Nunca obedeceu às leis de YÁOHU UL e nem pode fazê-lo 8É por isso que os que ainda estão sob o controlo da sua natureza pecadora nunca podem agradar a YÁOHU UL. 9-11Mas vocês não são controlados pela vossa velha natureza, mas pelo RÚKHA, se é que o RÚKHA-YÁOHU vive em vocês. E se alguém não tem na sua vida o RÚKHA de hol-MEHUSHKHÁY, não é de maneira nenhuma um Yaohúshuahee. E sé ha-MEHUSHKHÁY vive em vocês, embora o vosso corpo esteja morto para o pecado, o vosso espírito vive porque hol-MEHUSHKHÁY vos perdoou. E se o RÚKHA-YÁOHU, que levantou YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY da morte, vive na vossa vida, ele vivificará o vosso corpo mortal pela acção desse mesmo RÚKHA hol-HODSHÚA que vive em vocês. 12-13Assim, irmãos, não há razão para satisfazerem a vossa velha natureza pecadora fazendo o que ela vos pede. Porque se continuarem a segui-la, morrerão; mas se, pelo poder do RÚKHA, a rejeitarem, hão-de viver. 14Porque todos os filhos de YÁOHU UL se deixam conduzir pelo RÚKHA-YÁOHU. 15-17Por isso não devemos ser como escravos medrosos e servis, mas devemos comportarmo-nos como verdadeiros filhos de YÁOHU UL, recebidos no seio da sua família e chamando-lhe realmente queride YÁOHU ABí. Porque o seu Santo RÚKHA é testemunha, no nosso entendimento, de que somos filhos de YÁOHU UL. E sendo que somos seus filhos, havemos de participar dos seus tesouros, pois que tudo o que YÁOHU UL dá a seu ha-BOR YAOHÚSHUA nos pertence também. Contudo se é certo que participaremos da sua glória, também é certo que teremos de participar dos seus sofrimentos.

A glória futura

18-21Mas aquilo que somos chamados a sofrer agora nada é comparado com a glória que ele nos dará mais tarde. Porque toda a criação espera com ardente esperança por esse dia futuro em que YÁOHU UL ressuscitará os seus filhos. Nesse dia, tudo aquilo a que o mundo ficou sujeito por causa do pecado desaparecerá, e todo o mundo à nossa volta participará da gloriosa liberdade que os filhos de YÁOHU UL hão-de desfrutar em relação ao pecado. 22-23Porque sabemos que mesmo as coisas da natureza esperam esse tão grande acontecimento, como se estivesse com dores de parto. E até nós, Yaohúshuahim, ainda que tenhamos em nós o RÚKHA hol-HODSHÚA como um antegosto dessa glória futura, também como que gememos para ser libertados da dor e do sofrimento. Nós também esperamos ansiosamente por esse dia em que YÁOHU UL nos concederá enfim todos os direitos como seus filhos, incluindo novos corpos. 24-25Nós somos salvos em esperança. E a esperança significa contar obter algo que ainda não temos. Uma pessoa que obteve já o que pretendia não necessita de ter esperança nessa coisa. Mas quando esperamos o que ainda não temos, esperamo-lo com paciência e confiança. 26-27Pela fé, o RÚKHA nos ajuda nas nossas fraquezas. Porque não sabemos o que devemos pedir, nem como pedir, mas o RÚKHA pede por nós, e com tal ardor que não há palavras que o possam exprimir. E YÁOHU ABí, que conhece todos os corações, sabe na verdade o que o RÚKHA pretende ao interceder em nosso favor, em harmonia com a vontade de YÁOHU UL.

A vitória em hol-MEHUSHKHÁY

28E sabemos que tudo o que nos acontece contribui para o nosso bem, nós que amamos YÁOHU UL e nos encontramos dentro dos seus planos. 29-30Porque desde o princípio de tude YÁOHU UL decidiu que aqueles que viessem até ele, e ele já sabia quem seria, se tornariam semelhantes ao seu ha-BOR, a fim de que o seu ha-BOR fosse o primeiro entre muitos irmãos. E, tendo-nos escolhido, chamou-nos para si; e quando viemos, respondendo à sua chamada, ele nos reconciliou consigo, concedendo-nos o direito à sua glória. 31-32Que poderemos nós comentar perante coisas tão maravilhosas? Se YÁOHU UL está ao nosso lado, quem será contra nós? Se ele nem o seu próprio ha-BOR poupou, antes o entregou por todos nós, não nos dará, com ha-MEHUSHKHÁY, tudo o mais que precisarmos? 33Quem ousará acusar-nos, a nós que YÁOHU UL escolheu para si mesmo? Porque foi YÁOHU UL mesmo quem nos perdoou. 34Quem pois é que nos condenaria? Ninguém o poderia fazer visto que foi mesmo hol-MEHUSHKHÁY quem morreu e ressuscitou por nós, e se encontra sentado no mais honroso lugar junto de YÁOHU UL, ali intercedendo em nosso favor. 35O que é que poderia interpor-se entre nós e o amor de hol-MEHUSHKHÁY? Seria a tribulação, ou a aflição, ou a perseguição ou a fome, ou a necessidade, ou o perigo, ou a força da violência?Ò 36Não! As Qaotáv mesmo nos dizem:

“Por amor a YÁOHU UL, enfrentamos a morte em qualquer momento; somos como ovelhas a ser abatidas no matadouro”. 37Mas a nossa vitória é total no meio de todas essas coisas, e isso devido a hol-MEHUSHKHÁY, o qual nos amou a ponto de morrer por nós. 38-39Porque eu estou certo de que nem vida nem morte, nem anjos nem demónios, nem a actualidade ou o futuro, seja onde quer que nos encontremos, nas alturas ou em profundos abismos, nada nem ninguém nos poderá separar do amor que YÁOHU UL nos deu em YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY nosso Molkhiúl.

Romanos 9

YÁOHU UL é soberano

1-3O meu coração está abatido dentro de mim, e entristeço dia após dia porque desejo a salvação do meu povo, os meus irmãos e irmãs YAOHÚ-dim. Hol-MEHUSHKHÁY sabe, e o RÚKHA hol-HODSHÚA é testemunha, que eu estou a dizer a verdade quando digo que preferia ser separado de hol-MEHUSHKHÁY, se isso pudesse ser condição para a salvação deles 4-5 YÁOHU UL os tomou como seu próprio povo escolhido, e lhes revelou a sua glória. Fez com eles alianças. Deu-lhes a sua lei. Ensinou-os a adorá-lo e deu-lhes promessas. Seus pais foram grandes homens de YÁOHU UL, e hol-MEHUSHKHÁY, ele próprio, era YAOHÚ-di como eles, no que diz respeito à sua natureza humana, ele que agora é YÁOHU UL de tudo, para sempre. YÁOHU UL seja louvado! 6Pois bem, terá YÁOHU UL falhado no cumprimento da sua promessa aos YAOHÚ-dim? Naturalmente que não. O que acontece é que nem todo o que é nascido duma família YAOHÚ-di é um verdadeiro YAOHÚ-di. 7O simples facto de serem da descendência de Abruhám, não os faz filhos de Abruhám. Ora as Qaotáv dizem: “Só através de YÁOHUtz-kaq é que a minha promessa terá cumprimento”, embora Abruhám tivesse outros filhos. 8Isto significa portanto que nem todos os filhos de Abruhám são necessariamente filhos de YÁOHU UL. São os filhos da promessa que são considerados ser filhos de Abruhám. 9Porque YÁOHU UL prometeu: “No próximo ano vos darei, a ti e a Soroáh, um filho.” 10-13Tempos depois, quando este filho, YÁOHUtz-kaq, era já homem feito e casado, e Ro-évka, sua mulher, estava para ter dois gémeos, YÁOHU UL disse-lhe que Esaú, o que havia de nascer primeiro, teria de se submeter a YÁOHU-caf, seu irmão. Segundo as próprias palavras da Qaotáv, YÁOHU UL disse-lhe: “Decidi abençoar YÁOHU-caf e rejeitar Esaú”. E YÁOHU UL disse isto ainda antes que as crianças tivessem nascido e feito fosse o que fosse, nem bem nem mal. É pois a prova de que YÁOHU UL estava a cumprir o que decidira desde o princípio; não foi por causa do que os filhos fizeram ou deixaram de fazer, mas por causa do que YÁOHU UL desejava e decidira. 14-16Haverá então injustiça da parte de YÁOHU UL? Claro que não. Porque YÁOHU UL tinha dito a Mehushúa: “Terei compaixão de quem eu quiser, e serei misericordioso para com quem eu entender”. Assim pois as bênçãos de YÁOHU UL não são dadas só porque alguém decide recebê-las, ou porque tenha feito muitas obras para as conseguir. Elas dependem de YÁOHU UL, que tem misericórdia de quem quiser. 17Faraóh, o rei do Egipto, é um exemplo desse facto. YÁOHU UL disse: “Para isto te levantei como rei do Egipto, para por ti mostrar o meu poder, a fim de que em toda a terra seja honrado o meu Shúam (Nome)”. 18Como vêem, YÁOHU UL é benigno para com uns, mas endurece o coração de outros, conforme a sua vontade. 19Bem, podem perguntar: “Porque razã YÁOHU UL culpa as pessoas por não ouvirem?Não estão elas a fazer, simplesmente, o que ele manda?” 20Não, não digam isso. Quem é o homem, um pobre mortal, para criticar YÁOHU UL? Um objecto fabricado dirá àquele que o fabricou: Porque me fizeste desta forma?s 21Quando um oleiro faz um jarro de barro, não terá ele o direito de usar o mesmo barro para fazer um belo objecto de ornamentação e um outro de uso corrente? 22Então não teria YÁOHU UL o direito de manifestar a sua justa cólera e o seu poder de justiça contra aqueles que se iam encaminhando para a perdição e cuja maldade ele tem suportado com paciência todo este tempo? 23-24E ele tem igualmente o direito de tomar outros, tais como nós próprios, que fomos feitos como que recipientes contendo as riquezas da sua glória, sejamos nós YAOHÚ-dim ou Gentíles, e ter misericórdia para connosco, a fim de que toda a gente possa constatar a sua glória. 25-26Lembram-se do que está escrito no profeta Hoshúa acerca dos Gentíles? Lá diz YÁOHU UL que chamará para si outros filhos sem serem da família dos YAOHÚ-dim, e que os amará, ainda que antes não os tivesse amado. E os povos, de quem antes se dissera:

“Não são do meu povo, serão agora chamados filhos de YÁOHU UL vivo”. 27-28E Yaoshúa-YÁOHU, o profeta, proclamava, acerca de Yaoshorúl:

“Ainda que o número dos filhos de Yaoshorúl seja como a areia do mar,”apenas um pequeno número será salvo. YÁOHU UL dará execução à sua palavra, de uma forma integral,”e no seu devido momento, sem alterações.” 29E noutro lugar o mesmo profeta diz:

“Se não fosse a misericórdia de YÁOHU UL todos seríamos destruídos, tal como aconteceu com as cidades de Sodoma e Gomorra”.

A descrença de Yaoshorúl

30-31Pois então que diremos nós a estas coisas? Só isto: que YÁOHU UL deu aos Gentíles a oportunidade de serem aceites por YÁOHU UL pela fé, ainda que não tivessem tido antes a preocupação de o buscar. E os YAOHÚ-dim, que tinham tentado observar os regulamentos de YÁOHU UL, não conseguiram tal coisa. 32-33E por que não? Porque tentavam ser salvos através do cumprimento da lei em vez de fazerem depender da fé a sua salvação. Tropeçaram na pedra de que fala a Qaotáv:

“Pus uma rocha em Yaoshorúl, e muitos tropeçarão nela. Mas todos os que crerem nela não serão iludidos.”

Romanos 10

1Meus irmãos, o grande desejo do meu coração e a minha oração é que o povo YAOHÚ-di possa ser salvo. 2Eu sei como eles defendem ardorosamente a honra de YÁOHU UL, mas é um zelo sem entendimento. 3Eles não entendem que hol-MEHUSHKHÁY morreu para os pôr em ordem com YÁOHU UL. E em vez disso, continuam a procurar fazer-se suficientemente bons para ganhar o favor de YÁOHU UL, tentando guardar a lei, e não se sujeitam ao caminho de YÁOHU UL para a salvação 4Eles não percebem que hol-MEHUSHKHÁY oferece àqueles que nele confiam tudo aquilo que afinal tentam obter pela observação da lei. 5Porque Mehushúa escreveu que a maneira da lei fazer uma pessoa justa para com YÁOHU UL requer obediência a todos os seus mandamentos. 6Não digas no teu coração: “Não precisas de ir ao céu” (para encontrar hol-MEHUSHKHÁY e trazê-lo para te ajudar). 7E diz mais: “Não precisas de ir ao lugar da morte” (para trazer hol-MEHUSHKHÁY de novo à vida). 8A salvação que vem por confiar em hol-MEHUSHKHÁY – que é a mensagem que pregamos – já está ao teu fácil alcance. De facto, a Qaotáv diz: “A mensagem está mesmo à mão; na tua boca e no teu coração”. 9Se com a tua boca confessares que YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY é Molkhiúl (Rei) e no teu coração creres que YÁOHU UL o ressuscitou dos mortos, serás salvo. 10Porque é crendo que uma pessoa se põe em ordem perante YÁOHU UL; e é declarando, em voz clara, que a salvação se afirma. 11Porque a Qaotáv diz: “Todo o que crê nele não ficará decepcionado”. B 12E nisto, entre YAOHÚ-dim e os outros povos não há diferença: todos têm o mesmo YÁOHU UL que dá generosamente as suas riquezas aos que lhas pedirem. 13Porque: “Todo aquele que chamar pelo Shúam (Nome) de YÁOHU UL será salvo”. 14-15Mas como chamarão por ele aqueles que ainda não crêem nele? E como hão-de crer nele se nunca ouviram falar dele? E como ouvirão a seu respeito se ninguém lhes falar dele? E como irá alguém para lhes falar se não for enviado? É disso que falam as Qaotáv quando dizem: “Como são belos os pés daqueles que anunciam boas novas”. 16Mas nem todos responderam a essa voz da Mensagem Gloriosa, porque Yaoshúa-YÁOHU, o profeta, disse: ” YÁOHU UL, quem acreditou quando falei?” 17Na verdade, a fé vem por ouvir esta mensagem de boas novas – a Mensagem Gloriosa acerca de hol-MEHUSHKHÁY. 18E quanto aos YAOHÚ-dim? Terão eles ouvido? Sim, de certo:

“A sua mensagem foi por toda a terra,”até aos pontos mais remotos”. 19E terão eles compreendido a intenção de YÁOHU UL? Em todo o caso, já no tempo de Mehushúa, YÁOHU UL dissera:

“Suscitar-vos-ei ciúmes com gente que não é meu povo,”e com povos que não têm conhecimento”. 20Mais tarde Yaoshúa-YÁOHU também dirá ousadamente, da parte de YÁOHU UL:

“Fui encontrado por os que não perguntavam por mim.”Aos que não me buscavam manifestei-me.” 21Quanto a Yaoshorúl, YÁOHU UL disse:

“Continuamente estendi as minhas mãos”a um povo rebelde e contradizente”.

Romanos 11

YÁOHU UL não rejeitou o seu povo

1Pergunto então: Terá YÁOHU UL rejeitado o seu povo? Nada disso. Lembrem-se de que eu próprio sou Yaoshorulíta, descendente de Abruhám e membro da família de Benyamín.” 2-4Não, YÁOHU UL não rejeitou o seu próprio povo, que ele escolheu logo desde o princípio. Lembram-se certamente daquela passagem em que o profeta Uli-YÁOHU se estava a queixar a YÁOHU UL contra os Yaoshorulítas: ” YÁOHU UL, mataram os teus profetas, e derrubaram os teus altares. Só eu fiquei, e ainda procuram matar-me.” Lembram-se do que YÁOHU UL lhe replicou então? “Tenho ainda sete mil outros que não se inclinaram para adorar Baal.” 5-6O mesmo acontece agora. Nem todos os YAOHÚ-dim viraram as costas a YÁOHU UL. Há ainda pois um determinado número que se salva, e que a misericórdia de YÁOHU UL escolheu. E se tal depende da misericórdia de YÁOHU UL, não pode ser pelas boas obras. Porque nesse caso não seria uma oferta gratuita – o que se ganha não é de graça. 7-8Esta é pois a situação: A maioria dos YAOHÚ-dim não encontrou o favor de YÁOHU UL, que buscavam; mas uns quantos que YÁOHU UL escolheu para si, conseguiram-no; e os outros, YÁOHU UL permitiu o seu endurecimento. A isto se referem as Qaotáv:

” YÁOHU UL os adormeceu, fechando os seus olhos e os seus ouvidos para que não perceberem, “até ao dia de hoje”. 9-10O rei Dáoud disse:

“Que tudo aquilo que recebem na vida se torne para eles numa armadilha, num tropeço, numa prisão,”como recompensa. Que os seus olhos se turvem para que não vejam; que vivam esmagados sob um pesado fardo.”

Gentíles – os ramos enxertados

11Repito: Quer isto dizer que YÁOHU UL rejeitou o seu povo para sempre? De novo dizemos não! Contudo o seu propósito, como já vimos, foi o de tornar a salvação também acessível aos não YAOHÚ-dim, para que o povo YAOHÚ-di, estimulado por um sentimento de ciúme, começasse a procurar a salvação de YÁOHU UL para si mesmo.. 12Assim, afinal, se o mundo recebe uma riqueza espiritual em consequência de os YAOHÚ-dim rejeitarem a salvação, pensem só na maravilhosa bênção que o mundo partilhará, um dia, quando os YAOHÚ-dim também se voltarem para hol-MEHUSHKHÁY. 13-14Estou a dizer tudo isto especialmente para os Gentíles. Como sabem, YÁOHU UL designou-me como especial mensageiro para os Gentíles. Eu insisto muito nisso, aliás, e sempre que posso lembro isso aos YAOHÚ-dim, para que se possível eu possa levá-los a querer aquilo que vocês têm já, e desta maneira salvar alguns deles. E que coisa maravilhosa não será quando eles se converterem a YÁOHU UL!k 15Quande YÁOHU UL os pôs momentaneamente de parte, isso correspondeu a que ele se voltava para o resto do mundo para lhe oferecer a sua salvação; mas quando os YAOHÚ-dim se voltarem para hol-MEHUSHKHÁY, isso será como todo um povo morto a ressuscitar para uma nova vida 16Se Abruhám e os demais patriarcas eram povo de YÁOHU UL, os seus descendentes também o serão. Se a raiz da árvore é santa, os ramos também. 17Mas é que alguns desses ramos da árvore de Abruhám, portanto alguns YAOHÚ-dim, foram quebrados. E vocês, Gentíles, que eram, por assim dizer, como que ramos de uma oliveira brava, foram enxertados naquela outra. Por isso vocês agora também recebem a bênção que YÁOHU UL prometeu a Abruhám e aos seus filhos, beneficiando do alimento especial com que YÁOHU UL nutre a sua própria oliveira. 18Devem contudo ter cuidado em não cair no orgulho, pelo facto de terem sido postos no lugar dos ramos quebrados. Lembrem-se de que a vossa posição de privilégio vem unicamente de estarem ligados à árvore de YÁOHU UL; vocês são apenas ramos, não raízes. 19″Bom”, podem estar apensar, “esses ramos foram quebrados para me cederem o lugar a mim.”- 20-21Atenção! Lembrem-se de que esses ramos, os YAOHÚ-dim, foram tirados porque não creram em YÁOHU UL, e vocês encontram-se no lugar deles porque crêem. Não caiam no orgulho; tenham cuidado. Porque se YÁOHU UL não poupou os ramos naturais, não tenham dúvida que ele agirá convosco da mesma maneira. 22-23Reparem como YÁOHU UL é ao mesmo tempo tão bondoso e tão rigoroso. Ele é severo para com os que desobedeceram, mas de extrema bondade para com os que não desistem de o amar, tal como vocês; aliás se assim não fizerem, sem dúvida que também serão quebrados. Por outro lado, se os YAOHÚ-dim deixarem a sua incredulidade, YÁOHU UL é poderoso para os enxertar de novo na árvore. 24Porque se YÁOHU UL aceitou tomar-vos a vocês, que viviam tão afastados dele – e eram, por natureza, ramos de uma oliveira brava – e vos enxertou na sua própria oliveira santa, o que não é normal do ponto de vista da natureza, é evidente que será mais fácil colocar de novo os YAOHÚ-dim na posição que lhes é devida, e em que já estavam antes.

A misericórdia de YÁOHU UL é para todos

25-27Quero pois que tomem bem nota desta verdade de YÁOHU UL, irmãos, para que não caiam no orgulho e comecem a gabar-se. Na realidade alguns YAOHÚ-dim têm corações endurecidos, mas isto acontecerá somente até que o número completo dos Gentíles tenham vindo a hol-MEHUSHKHÁY. Nessa altura então todo o Yaoshorúl será salvo. Lembram-se do que os profetas disseram a esse respeito?

“De Tzayán sairá o libertador que afastará Yaoshorúl de toda a impiedade. Naquele tempo tirarei os seus pecados, conforme a minha solene promessa.” 28-32Neste momento, muitos YAOHÚ-dim são inimigos da Mensagem Gloriosa. Mas isto tem sido um benefício para vocês, como já vimos, pois fez com que YÁOHU UL vos desse a vocês, Gentíles, as suas dádivas. Mas os YAOHÚ-dim ainda são amados por YÁOHU UL, por causa da sua promessa a Abruhám, a YÁOHUtz-kaq e a YÁOHU-caf. As dádivas de YÁOHU UL, e a sua chamada, nunca poderão ser anuladas. Antigamente também vocês foram rebeldes, contra YÁOHU UL, mas sendo que os YAOHÚ-dim recusaram as suas dádivas, YÁOHU UL, em vez deles, estendeu a vocês a sua misericórdia. Agora os YAOHÚ-dim são rebeldes, mas um dia virá em que eles também participarão da misericórdia de YÁOHU UL. Porque YÁOHU UL englobou todos os homens na mesma condenação do pecado, a fim de poder demonstrar a todos igualmente a sua compaixão. 33Como a sua sabedoria e a sua inteligência são riquezas ilimitadas! Como é impossível para nós entender as suas decisões, as suas maneiras de agir! 34Porque, quem é que poderá conhecer todo o pensamento de YÁOHU UL? Quem é que o aconselha a ele?Ò 35Alguém lhe terá dado dádivas a ele, primeiramente, de forma a esperar agora a compensação? Com certeza que não, pois que todas as coisas vêm dele. Tudo é por ele e para ele. Glória lhe seja dada eternamente! Amnáo.

Romanos 12

Entrega da vida para servir

1-2E assim, irmãos, peço-vos, através do amor de YÁOHU UL, que dêem as vossas vidas a YÁOHU UL. Que elas sejam como que um sacrifício vivo, santo, para YÁOHU UL – o tipo de sacrifício que ele aceitará. Quando pensamos em tudo o que ele fez por nós, será isso pedir muito? Não se conformem com os padrões e costumes dete mundo, mas sejam como gente diferente, através da renovação da vossa maneira de pensar. E dessa forma conhecerão o que YÁOHU UL deseja que façam, e verão como a sua vontade é realmente boa, agradável e perfeita. 3Como mensageiro de YÁOHU UL, dou a cada um de vocês esta advertência: Sejam honestos na avaliação que fazem de si próprios. Que as vossas capacidades de julgar sejam temperadas, dirigidas pela própria fé que YÁOHU UL vos deu 4-5Porque assim como o nosso corpo é formado de várias partes, e cada uma tem uma função própria, o mesmo acontece com o corpo de hol-MEHUSHKHÁY. Nós somos todos partes dele, e cada um de nós tem uma função diferente a executar. Por isso também precisamos uns dos outros, e uns aos outros nos pertencemos. 6-8 YÁOHU UL ofereceu a cada um a capacidade de fazer bem certas coisas. Assim se YÁOHU UL vos deu a capacidade de expor os pensamentos de YÁOHU UL, então façam-no de acordo com a vossa fé. E se a outros YÁOHU UL deu a capacidade de servir de uma forma prática os seus semelhantes, que o façam num verdadeiro espírito de serviço. Se alguém tiver o dom de ensinar, que o faça com toda a dedicação. Se um outro tem o dom de exortar, que a sua pregação seja de molde realmente a encorajar. Se for uma pessoa com posses, reparta com liberalidade. Se YÁOHU UL lhe deu a habilidade de governar, faça-o responsavelmente. E se tiver o dom de ser bondoso para com os necessitados, deve fazê-lo com alegria.

A prática do amor

9-11Que o amor que mostrarem pelos outros seja autêntico. Tenham horror ao mal. Tomem sempre posição do lado do bem. Amem-se uns aos outros com uma afeição verdadeira. Ponham os outros sempre em primeiro lugar. Não sejam nunca preguiçosos no vosso trabalho; sirvam YÁOHU UL com todo o fervor. 12-13Alegrem-se na esperança de tudo aquilo que YÁOHU UL tem planeado para vocês. Sejam pacientes nas dificuldades, orando a YÁOHU UL de forma constante. Quando os filhos de YÁOHU UL estiverem na necessidade, ajudem-nos. Sejam hospitaleiros. 14Se alguém vos prejudica e persegue por serem Yaohúshuahim, não os amaldiçoem; orem para que YÁOHU UL venha a abençoar essa pessoa.= 15Quando os outros são felizes, acompanhem-nos na sua felicidade. Se estão tristes, compartilhem a sua tristeza. 16Vivam em harmonia uns com os outros. Não sejam ambiciosos de grandezas; acomodem-se às coisas modestas. Não se julguem sabendo mais do que na verdade sabem. 17-18Não paguem o mal com o mal. Que todos constatem a vossa maneira honesta de viver. Sempre que possível e na medida em que isso dependa de vocês, tenham boas relações com toda a gente.” 19-20Meus irmãos, não procurem vingar-se a si mesmos. Deixem isso a YÁOHU UL, pois que ele retribuirá aos que o merecem. Pelo contrário, e como está escrito:

“Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; e assim amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça”. 21Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem.

Romanos 13

A submissão às autoridades

1Submetam-se aos poderes instituídos. Porque a autoridade que possuem é-lhes concedida por YÁOHU UL. 2Por isso os que recusam obedecer às leis do país revoltam-se contra uma ordem que YÁOHU UL estabeleceu, e trarão sobre si o seu juízo. 3Porque os magistrados não metem medo a quem faça o bem, mas sim a quem pratica o mal. Portanto, se quiseres nada ter a temer das autoridades, respeita as leis e tudo te correrá bem. 4A autoridade é um representante dessa ordem instituída por YÁOHU UL, que existe para teu bem. Mas se fizeres algo de condenável, então com razão terás que recear, pois terá de punir-te. YÁOHU UL a instituiu para esse exacto fim, de castigar quem pratica o mal. 5Portanto deves obedecer às autoridades por duas razões: para evitares seres castigado e para teres uma consciência limpa. 6-7Pelas mesmas razões também, devem pagar os impostos, porque são necessários para que toda a máquina do estado prossiga no trabalho a que YÁOHU UL a destinou. Devem pois dar a cada um o que é devido: os impostos a quem tem o direito de os exigir, o respeito e honra a quem os deve receber.

Vivendo correctamente

8Não contraiam dívidas para com ninguém, a não ser a dívida do amor para com os outros; porque quem ama os outros satisfaz naturalmente todas as exigências da lei 9Com efeito, se amarmos o nosso próximo como a nós próprios, não seremos levados a enganá-lo, a matá-lo ou a roubá-lo. Nem cairemos no adultério ou na cobiça do que ele tem. Na verdade, tudo se resume em amarmos o próximo como nos amamos a nós mesmos. P 10O amor não prejudica ninguém. É essa a razão pela qual ele satisfaz todas as exigências de YÁOHU UL. 11Digo-vos isto tudo porque sabemos o tempo em que vivemos. Despertemos, porque a vinda de YÁOHU UL está agora já mais próxima do que na altura em que cremos. 12A noite está a passar e o dia do seu regresso começa a despontar. Eis por que devem abandonar as obras más das trevas, e armar-se de uma vida recta, como é próprio de quem vive na luz 13Sejam honestos e verdadeiros em tudo o que fizerem, para que toda a gente aprove a vossa conduta. Não desperdicem o vosso tempo em festanças, rejeitem as bebedeiras e tudo em que reine a imoralidade, o adultério, ou ainda as rivalidades e a inveja 14Identifiquem-se com a vida nova do Molkhiúl YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY e não pensem na maneira de dar lugar aos vossos maus desejos.

Romanos 14

Problemas de consciência

1Recebam sempre o melhor possível qualquer irmão, ainda que fraco na sua fé. Não discutam com ele sobre os seus escrúpulos. 2Uns crêem que se pode comer de tudo; mas outros há que pensarão que isso não está certo e irão ao ponto de comer só vegetais. 3E aqueles que não acham mal comer de tudo não devem desprezar os que apenas comem certas coisas, tal como também estes últimos não devem julgar os primeiros, porque YÁOHU UL os aceitou como filhos 4Eles são servos de Molkhiúl YAOHÚSHUA, e não vossos. É ao Molkhiúl que dão contas, não a vocês. Por isso deixem que seja o Molkhiúl a dizer-lhes se fazem bem ou mal. E Molkhiúl YAOHÚSHUA pode certamente levá-los a fazer o que devem. 5Há também pessoas que pensam que os Yaohúshuahim deveriam respeitar dias de celebração dos YAOHÚ-dim, como ocasiões especiais de adoração a YÁOHU UL; mas outras pensam que todos os dias são igualmente ocasiões de servir YÁOHU UL. Cada pessoa deve ter a sua convicção sobre este assunto. 6Afinal, aqueles que querem assinalar de forma especial determinados dias fazem-no para adorar YÁOHU UL. Da mesma forma, quem come de tudo, sem escrúpulos de consciência, fá-lo também para YÁOHU UL; a prova é que dá graças a YÁOHU UL por aquilo que come. A pessoa que recusa certos alimentos, se faz assim é também porque está desejosa de agradar a YÁOHU UL, estando igualmente grata a YÁOHU UL. 7Nós não somos donos de nós mesmos, de forma a vivermos ou morrermos segundo a nossa vontade ou conveniência 8Quer vivamos, quer morramos, somos de YÁOHU UL, dependemos da sua vontade. Quando morrermos, iremos estar com YÁOHU UL. Por isso, tanto na vida como na morte, pertencemos a YÁOHU UL. 9Foi para isto mesmo aliás que hol-MEHUSHKHÁY morreu e ressuscitou, para ser YÁOHU UL das nossas vidas, quer vivamos, quer morramos. 10Vocês não têm o direito de julgar os vossos irmãos, ou de os criticar com superioridade. Lembrem-se de que cada um de nós terá de prestar contas perante o tribunal de YÁOHU UL. 11Porque está escrito:

“Tão certo como eu vivo, diz YÁOHU UL, todo o joelho se dobrará perante mim e toda a língua confessará que sou YÁOHU UL.”. 12Sim, cada um dará contas de si mesmo a YÁOHU UL. 13Por isso não se critiquem mais uns aos outros. Em vez disso, procurem viver de tal modo que nada do que fazem possa levar o vosso irmão a pecar, ou a ficar perturbado na sua consciência. 14Quanto a mim pessoalmente, estou certo, porque assim mo ensinou o Molkhiúl YAOHÚSHUA, de que não há nada de mal em comer comida considerada imunda pela lei. Contudo, se alguém pensa o contrário deverá fazer segundo a sua consciência, porque para ele é mal. 15E se o teu irmão pode perturbar-se na sua consciência por aquilo que tu comes, não estarás a dar provas do amor de YÁOHU UL em ti, se continuares a comer disso. Não faças com que aquilo que comes leve a perder aquele por quem hol-MEHUSHKHÁY morreu. 16Não faças nada que te leve a ser criticado ainda que por coisas que sabes que estão certas. 17Porque o reino de YÁOHU UL não é uma questão do que comemos ou bebemos, mas de vivermos uma vida de bondade e paz e alegria no RÚKHA hol-HODSHÚA.2 18Porque quem serve hol-MEHUSHKHÁY desta maneira dará alegria a YÁOHU UL e será estimado pelos homens. 19Tenham sempre como objectivo a paz uns com os outros, assim como o progresso da vida espiritual de cada um 20Não desfaçam a obra de YÁOHU UL na vida de um irmão vosso por uma questão de comida. Lembrem-se que não há nenhum mal naquilo que se come; o mal é quando aquilo que se come pode afectar a vida espiritual de alguém. 21Então o melhor a fazer será deixar de comer carne, ou de beber bebidas alcoólicas ou de fazer seja o que for que possa vir a afectar o vosso irmão e até levá-lo a pecar. 22Estás convencido de que perante YÁOHU UL não há mal naquilo que fazes? Pois reserva essa tua convicção entre ti e YÁOHU UL. Feliz é o homem, na verdade, que não se sente condenado quando faz o que sabe estar certo.- 23Mas se alguém tem dúvidas sobre se deve ou não comer alguma coisa, não deve comer. Seria condenado por não agir com fé perante YÁOHU UL. Se fizer alguma coisa que julga não estar certa, está a pecar.

Romanos 15

Vivendo em harmonia

1Ainda que acreditemos que para YÁOHU UL é indiferente que façamos ou não essas coisas, não podemos contudo continuar a praticá-las para nos agradarmos a nós mesmos; porque temos de ter em consideração as dúvidas e os receios dos outros. 2Procuremos agradar aos outros, não a nós próprios; façamos aquilo que pode contribuir para a edificação da sua vida espiritual. 3Nem hol-MEHUSHKHÁY procurou o seu próprio prazer. Como disse o Salmista: “Os insultos dos teus inimigos têm caído sobre mim”. d 4Porque tudo o que anteriormente foi escrito, é para nos ensinar, para que pela paciência e pelo encorajamento das escrituras, aguardemos esperançadamente as promessas de YÁOHU UL. 5-6Possa YÁOHU UL, que vos dá paciência e coragem, ajudar-vos a viver em harmonia uns com os outros, na mesma atitude que hol-MEHUSHKHÁY teve. E então todos podem, a uma só voz, dar glória a YÁOHU UL, o YÁOHU ABí (Pai) de nosso Molkhiúl YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY. 7Sendo assim, recebam-se afectuosamente uns aos outros, tal com hol-MEHUSHKHÁY vos recebeu a vocês mesmos, e assim YÁOHU UL será glorificado. 8E lembrem-se de que hol-MEHUSHKHÁY veio como um servo dos YAOHÚ-dim, a fim de mostrar que YÁOHU UL cumpre as suas promessas, e de revelar a sua verdade. 9E ele veio também para que os Gentíles possam honrar YÁOHU UL pela misericórdia que lhes manifestou. É isto o que está escrito:

“Louvar-te-ei entre os Gentíles, e cantarei o teu Shúam (Nome)”. 10E noutra passagem:

“Alegrem-se, ó Gentíles, com o povo de YÁOHU UL”. 11E ainda noutro local:

“Haolul-YÁOHU UL, ó Gentíles, que todo o mundo lhe dê louvores”. 12E o profeta Yaoshúa-YÁOHU disse:

“Haverá um herdeiro, para a família de Yaoshái, que será rei sobre os Gentíles; estes porão nele as suas esperanças”. 13Que YÁOHU UL, o que vos deu esperança, vos mantenha felizes e cheios da paz que nasce pela fé, através do poder do RÚKHA hol-HODSHÚA nas vossas vidas.

Shaúl, o mensageiro aos Gentíles

14Eu estou certo, irmãos, de que vocês estão cheios de bondade, para que, com o conhecimento que já têm, possam aconselhar-se uns aos outros. 15-16Mas apesar disso tomei ousadia para vos escrever sobre estes pontos, convencido de que o que vos falta é sobretudo que estes assuntos estejam sempre bem presentes na vossa mente; pois que, pela graça de YÁOHU UL, fui chamado a ser mensageiro de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY junto de vocês, os Gentíles, levando-vos a mensagem da Mensagem Gloriosa, para que sejam apresentados a YÁOHU UL como um sacrifício inteiramente aceite por ele, santificado pelo RÚKHA hol-HODSHÚA. 17Por isso me é lícito ter esta grande satisfação por tudo aquilo que hol-MEHUSHKHÁY YAOHÚSHUA fez por meu intermédio no meu serviço para YÁOHU UL. – 18Porque nem sequer ousaria abrir a boca se ha-MEHUSHKHÁY não tivesse usado a minha vida para levar a YÁOHU UL os Gentíles, ganhando-os através da minha mensagem e da forma como vivi diante deles,e 19e ainda pelos milagres feitos por meu intermédio como sinais vindos de YÁOHU UL – tudo isto pelo poder do RÚKHA hol-HODSHÚA. E desta maneira tenho pregado a Mensagem Gloriosa de hol-MEHUSHKHÁY, por toda a parte, desde Yaohúshua-oléym até ao Ilírico. 20O meu grande desejo tem sido ir sempre mais longe, pregando de preferência onde o Shúam (Nome) de hol-MEHUSHKHÁY ainda não tenha sido ouvido, e não edificando sobre um fundamento posto por outro. 21Tenho seguido o plano de que falam as Qaotáv, onde Yaoshúa-YÁOHU diz:

“Aqueles que nunca antes tinham ouvido falar dele agora o verão e compreenderão”. 22Eis no fundo a verdadeira razão por que não pude ir visitar-vos mais cedo.

O plano de Shaúl para visitar Roma

23-24Mas agora acabei enfim o meu trabalho nestas regiões e estou desejoso de ir ter convosco, após todos estes longos anos de espera. Porque estou o fazer planos para uma viagem à Espanha, e de caminho tenciono ficar em Roma um tempo para gozar da vossa convivência, depois do que alguns de vocês poderão até ajudar-me no prosseguimento da minha viagem. 25-26Mas antes disso tenho de ir a Yaohúshua-oléym levar uma oferta para os crentes de lá, pois pareceu bem aos Yaohúshuahim da Macedónia e da Acaia enviar um donativo para os seus irmãos de Yaohúshua-oléym, que têm atravessado tempos bem difíceis. 27Eles tiveram muita alegria em fazer isso porque sentem que têm como que uma dívida para com os Yaohúshuahim de Yaohúshua-oléym, pois que afinal os Gentíles foram participantes das bênçãos espirituais dos YAOHÚ-dim. E sentem que o mínimo que poderão fazer em compensação será enviar à Oholyáo de Yaohúshua-oléym uma ajuda material.: 28Portanto, logo que tenha executado essa tarefa, entregando esse fruto da sua gratidão, irei ver-vos no meu caminho para a Espanha. 29E estou certo de que nessa visita que vos farei hei-de levar-vos todas as riquezas espirituais da palavra de hol-MEHUSHKHÁY.

Romanos 16

1Recomendo-vos a nossa irmã Febe, que é serva da Oholyáo que está em Cencréia;

2para que a recebais em YÁOHU UL, de um modo digno dos santos, e a ajudeis em qualquer coisa que de vós necessitar; porque ela tem sido o amparo de muitos, e de mim em particular.

3Saudai a Prisca e a Áqüila, meus cooperadores em hol-MEHUSHKHÁY YAOHÚSHUA,

4os quais pela minha vida expuseram as suas cabeças; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as Oholyáos (Congregações) dos Gentíles.

5Saudai também a Oholyáo que está na casa deles. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Ásia para hol-MEHUSHKHÁY.

6Saudai a Maoro-ém, que muito trabalhou por vós.

7Saudai a Andrônico e a Yúnias, meus parentes e meus companheiros de prisão, os quais são bem conceituados entre os emisários, e que estavam em hol-MEHUSHKHÁY antes de mim.

8Saudai a Ampliato, meu amado em YÁOHU UL.

9Saudai a Urbano, nosso cooperador em hol-MEHUSHKHÁY, e a Estáquis, meu amado.

10Saudai a Apeles, aprovado em hol-MEHUSHKHÁY. Saudai aos da casa de Aristóbulo.

11Saudai a Herodião, meu parente. Saudai aos da casa de Narciso que estão em YÁOHU UL.

12Saudai a Trifena e a Trifosa, que trabalham em YÁOHU UL. Saudai a amada Pérside, que muito trabalhou em YÁOHU UL.

13Saudai a Rufo, eleito em YÁOHU UL, e a sua mãe e minha.

14Saudai a Asíncrito, a Flegonte, a Hermes, a Pátrobas, a Hermes, e aos irmãos que estão com eles.

15Saudai a Filólogo e a Yúlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olimpas, e a todos os santos que com eles estão.

16Saudai-vos uns aos outros com ósculo santo. Todas as Oholyáos de hol-MEHUSHKHÁY vos saúdam.

17Rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles.

18Porque os tais não servem a hol-MEHUSHKHÁY nosso Molkhiúl, mas ao seu ventre; e com palavras suaves e lisonjas enganam os corações dos inocentes.

19Pois a vossa obediência é conhecida de todos. Comprazo-me, portanto, em vós; e quero que sejais sábios para o bem, mas simples para o mal.

20E YÁOHU UL de paz em breve esmagará a ha-satán debaixo dos vossos pés. A graça de nosso Molkhiúl YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY seja convosco.

21Saúdam-vos YÁOHU-tam, meu cooperador, e Lúcio, e Yáson, e Sosípatro, meus parentes.

22Eu, Tércio, que escrevo esta carta, vos saúdo em YÁOHU UL.

23Saúda-vos Gaio, hospedeiro meu e de toda a Oholyáo. Saúda-vos Erasto, tesoureiro da cidade, e também o irmão Quarto.

24A graça de nosso Molkhiúl YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY seja com todos vós. Amnáo.

25Ora, àquele que é poderoso para vos confirmar, segundo o meu Mensagem Gloriosa e a pregação de YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY, conforme a revelação da enígma guardado em silêncio desde os tempos eternos,

26mas agora manifesto e, por meio das Qaotáv proféticas, segundo o mandamento de YÁOHU UL, eterno, dado a conhecer a todas as nações para obediência da fé;

27ao único YÁOHU UL sábio seja dada glória por YAOHÚSHUA hol-MEHUSHKHÁY para todo o sempre. Amnáo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: