ministeriohorafinal

Debarim (Deuteronômio)

DEBARIM 1

 

Ordem para deixar Horeb

 

1-Este livro regista as palavras que Mehushúa comunicou ao povo de Yashorúl, quando estavam acampados no vale de Arabá, no deserto de Moabe, do lado nascente do rio Yardayán; e que era a região das cidades de Sufe, Parã, Tofel, Labã, Hazerote e Di-Zaabe.

2-3-Estas falas foram-lhes dirigidas no dia 15 de Fevereiro, quarenta anos após terem deixado o Monte Horeb – ainda que haja apenas onze dias de viagem a pé do Monte Horeb até Cades-Barneia, indo pelo monte Seir!

4-Na altura em que estas palavras foram ditas, já o rei Siom dos amorreus tinha sido derrotado em Hesbom, e o rei Ogue de Basã também já fora vencido em Astarote, perto de Edrei.

5-Esta é pois a fala que Mehushúa fez a Yashorúl, expondo todas as leis que YAHU ULHÍM lhe mandara comunicar-lhes:

6-8-Foi há quarenta anos, no Monte Horeb, que YAHU ULHÍM o nosso YAHU ULHÍM nos disse: ‘Ficaram aqui já bastante tempo. Agora vão e ocupem as colinas dos amorreus, o vale de Arabá, o Négev e toda a terra de Canaã e do Lebanon – toda a área que vai do Mediterrâneo até ao rio Eufrates. Dou-vos todo este território. Possuam-na, pois que se trata da terra que YAHU ULHÍM prometeu aos vossos antepassados Abruhám, YAHUtz-kaq e YAHUCAF, e a todos os seus descendentes.’

 

Mehushúa nomeia auxiliares

 

9-13-Por essa altura eu disse ao povo:Preciso de ajuda. Vocês são um fardo grande demais para eu levar sozinho, porque YAHU ULHÍM vos multiplicou como as ‘cocavím’ (est-elas). E que ele possa multiplicar-vos mil vezes ainda mais, e abençoar-vos tal como vos prometeu. Mas que pode um só homem fazer perante todas as vossas disputas e os vossos problemas? Por isso escolham alguns homens de cada tribo que sejam pessoas de bom senso, compreensivas e com experiência da vida, e nomeá-los-ei como vossos chefes.’

14-17-Eles concordaram com isso; tomei os homens que seleccionaram,
alguns de cada tribo, e designei-os para assistentes administrativos por escalões de mil, de cem, de cinquenta e de dez pessoas, para deliberarem quanto às questões que lhes fossem apresentadas, e para prestarem assistência em geral cada dia. Instruiu-os para que fossem sempre perfeitamente justos, mesmo para os estrangeiros. ‘Quando tomarem decisões’, disse-lhes, ‘nunca favoreçam um indivíduo porque ele é rico, por exemplo; sejam justos, tanto para os grandes como para os pequenos. Não temam o desagrado das pessoas, pois que estão a julgar em Shúam (Nome) de YAHU ULHÍM. Tragam-me cada caso cuja dificuldade vos ultrapassar, e eu o resolverei.’

18-Aliás, dei-lhes até mais outras instruções nessa altura.

19-20-Deixámos então o Monte Horeb e atravessámos o grande e terrível deserto, tendo finalmente chegado às colinas dos amorreus, para onde YAHU ULHÍM nos tinha dirigido. Estávamos em Cades-Barneia e disse ao povo:

21’YAHU ULHÍM o Criador Eterno deu-nos esta terra. Vão e conquistem-na. Nada receiem e não duvidem!’

22Mas eles replicaram: ‘Primeiramente, enviemos espias para descobrirem o melhor caminho para lá entrar, e para escolherem as cidades que devemos capturar primeiro.’

23-Isto pareceu ser uma boa ideia. Por isso escolhi doze espias, um de cada tribo.

24-25-Atravessaram as colinas e vieram até ao vale de Eshkól, tendo regressado com amostras dos frutos da terra. Bastava vê-los para nos convencermos de que se tratava na verdade de uma óptima terra, essa que YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno nos dera!

 

Rebelião contra YAHU ULHÍM

 

26-28-Mas o povo recusou ir conquistá-la, e rebelaram-se contra a ordem de YAHU UL. Lamentaram-se e murmuraram nas suas tendas: ‘YAHU ULHÍM deve odiar-nos, trazendo-nos do Egito até aqui para sermos assassinados por estes amorreus. Porque é que precisamos de ir para lá? Os nossos irmãos que foram observar a terra aterrorizaram-nos com o seu relato; dizem que o povo da terra é forte e de alta estatura, e que tem cidades fortificadas com muralhas altíssimas até ao céu! Até viram lá gigantes, dos descendentes de Anaquim!’

29-31-Mas disse-lhes: ‘Não estejam com medo! YAHU ULHÍM o Criador Eterno é o vosso chefe, e lutará por vós com o seu poder divino, tal como o viram fazer no Egito. E vocês sabem como ele cuidou de vocês dia após dia aqui no deserto, e que foi como um pai para cada um!’

32-33-Mas de nada serviu tudo o que eu disse. Recusaram crer em YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno que os tinha conduzido momento após momento, seleccionando-lhes os melhores lugares para acamparem, guiando-os clara e seguramente por meio duma nuvem de fogo durante a noite e duma nuvem branca de dia.

34-36 YAHU ULHÍM ouviu os lamentos deles e ficou muito irado. Garantiu então que nem uma só pessoa de toda aquela geração viveria tempo bastante para poder ver a boa terra que prometera aos seus antepassados, com excepção de Caleb filho de Yefoné, o qual, pelo fato de ter seguido inteiramente YAHU ULHÍM, haveria de receber como sua herança pessoal uma parte da terra na qual já tinha penetrado.

37-40-Mesmo comigo YAHU ULHÍM ficou também zangado, por causa de vocês, e disse-me: ‘Não entrarás na terra prometida! Será antes o teu assistente, YAHUSHUA filho de Nun, quem lá fará entrar o povo. Anima-o a preparar-se para tomar a liderança.A terra será dada às crianças de quem eles agora dizem ter medo que venham a morrer no deserto. Mas quanto a vocês, os mais velhos, voltem para trás, e tornem a atravessar o deserto em direção do Mar Vermelho.’

41-Então confessaram: Pecámos! Estamos agora decididos a entrar na terra e a lutar por ela, tal como YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno nos disse.’ Pegaram nas armas e pensaram que seria fácil conquistar o território.

42- Mas YAHU ULHÍM ordenou-me: ‘Diz-lhes para não fazerem isso, porque não irei com eles; serão vencidos pelos seus inimigos.
43-46-Comuniquei-lhes esse aviso, mas não quiseram ouvir. Desobedeceram novamente às ordens de YAHU UL e insistiram em penetrar na terra para lutar. Os amorreus, que lá viviam, vieram ao encontro deles, perseguiram-nos como se fossem um bando de abelhas e feriram-nos; isto passou-se entre Seir e Horma. Regressaram então e choraram perante YAHU ULHÍM, sem que este contudo os escutasse. Ficaram assim naquele lugar, em Cades, durante muito tempo.

 

DEBARIM 2

 

Jornadas no deserto

 

1-2-Então voltámos para trás, através do deserto, para o Mar Vermelho, pois fora assim que YAHU ULHÍM me mandara. Durante muitos anos vagueámos à volta do monte Seir. Por fim YAHU ULHÍM disse-me:

3-7-Já estiveram aqui bastante tempo. Voltem para o norte. Informem o
povo de que deverão atravessar a terra dos seus parentes, os edomitas, descendentes de Esaú, que viveu aqui em Seir. Os edomitas estão desconfiados de vocês, e têm medo; portanto sejam cautelosos. Não provoquem nenhum conflito! Porque lhes dei a eles toda esta região acidentada do monte Seir. É uma área que será sempre deles; por isso não vos darei nem sequer um torrão dessa terra. Paguem-lhe todo o alimento ou água que precisarem enquanto passarem por lá. YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno tem cuidado de vocês e vos tem abençoado em cada momento destes quarenta anos que têm andado por este grande deserto; nada vos tem faltado em tempo algum.

8-Dessa forma passámos através de Edom onde viviam os nossos parentes, percorrendo o caminho de Arabá que vai para o sul para Elate e para Eziom-Geber, e continuamos para o norte em direção do deserto de Moabe.

9-Depois YAHU ULHÍM avisou-nos: ‘Também não devem atacar os moabitas, visto que não vos darei nada daquela terra. Pertence aos descendentes de Lot.’
10-12-(Antes, viviam ali os enins, uma tribo muito grande, gente tão alta como os gigantes de Anaquim; tanto os enins como os anaquins são frequentemente referidos como sendo refains; mas os moabitas hamam-lhes enins. Antigamente os horeus viviam em Seir, mas foram aniquilados e expulsos pelos edomitas, os descendentes de Esaú, tal como os Yashorulítas lançaram fora depois o povo de Canaã, cuja terra lhes tinha sido destinada pelo YAHU ULHÍM.)

13-Agora atravessem o ribeiro de Zerede’, disse-nos YAHU ULHÍM, e assim fizemos.
14-17-Foi desta forma que levámos 38 anos para chegar finalmente a atravessar o ribeiro de Zerede, vindos de Cades! Pois que YAHU ULHÍM tinha estipulado que isto não haveria de acontecer antes que todos os homens, que trinta e oito anos antes tinham idade de combater, tivessem morrido. E por fim YAHU ULHÍM disse-me:

18-19-Hoje Yashorúl atravessará a fronteira de Moabe, em Ar, entrando
na terra dos amonitas. Mas não os ataques porque não vos vou dar a terra deles. Eu dei-a aos descendentes de Lot.

20-23-(Aquela, também, tinha sido habitada pelos refains, aos quais os amonitas chamavam zanzumim. Eram uma tribo grande e poderosa, de estatura tão alta como os anaquins; mas YAHU ULHÍM destruiu-os quando os amonitas apareceram, os quais passaram a lá viver. YAHU ULHÍM tinha semelhantemente ajudado os descendentes de Esáu no monte Seir, pois aniquilou os horitas que ali viviam antes deles. Outra situação idêntica ocorreu quando o povo de Caftor invadiu e destruiu a tribo de Avim que vivia em povoações espalhadas por aquela zona, chegando até Gaza.)

24-25-Então YAHU ULHÍM disse: ‘Atravessem o ribeiro de Arnom, e penetrem na terra do rei Siom, amorreu, rei de Hesbom. Dar-vos-ei a terra dele. A partir de agora farei com que os povos de todo o mundo tremam com receio de vocês, angustiando-se à vossa aproximação.’

 

A derrota do rei Siom de Hesbom

 

26-Então enviei mensageiros desde o deserto de
Quedomote ao rei Siom de Hesbom, com uma proposta de paz:

27-29′- Deixa-nos passar pela tua terra. Não nos afastaremos do caminho central, não pisaremos os campos cultivados, nem dum lado nem do outro. Toda a comida de que precisarmos, comprá-la-emos, assim como também a própria água que bebermos. Tudo o que pretendemos é unicamente autorização para atravessar o teu território. Os edomitas de Seir já nos deixaram passar pelo seu país, assim como os moabitas, cuja capital é Ar. O nosso objetivo é chegarmos até ao Yardayán, atravessá-lo e entrar na terra que YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno nos deu.

30-Mas o rei Siom recusou. Foi aliás YAHU ULHÍM o vosso Criador Eterno que permitiu que se tornasse obstinado, e fosse destruído pelas mãos de Yashorúl; foi isso que aconteceu.

31-Então YAHU ULHÍM disse-me: ‘Comecei por dar-te a terra do rei
Siom. Quando a conquistarem, pertencerá a Yashorúl para sempre.’

32-37-O rei Siom fez-nos guerra, mobilizando as suas forças em Yaza. Mas YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno esmagou-o, e conseguimos conquistar-lhe todas as cidades e destruir totalmente tudo, incluindo mulheres e crianças. Nada deixámos com vida, com excepção do gado que trouxemos como despojo de guerra, com outras coisas ainda, resultado do saque feito às cidades tomadas. Conquistámos tudo
desde Aroer até Gaúliod, portanto todo o território que tem por limite o vale de Arnom incluindo as cidades dessa zona. Não houve uma só cidade que tivesse podido resistir-nos; foi YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno quem nos deu isso tudo a nós. Contudo, não nos intrometemos com o povo de Amom, nem nos aproximamos do ribeiro de Yaboque, assim como das povoações das colinas, zonas essas em que YAHU ULHÍM o nosso YAHU ULHÍM nos tinha proibido de entrar.

 

DEBARIM 3

 

A derrota do rei Ogue de Basã

 

1-2-Depois voltamo-nos contra a terra de Basã, do rei Ogue. Este, mobilizou imediatamente o seu exército e atacou-nos em Edrei. Mas YAHU ULHÍM disse-me que não o temesse. ‘Todo o seu povo e a sua terra serão vossos’, disse-me YAHU ULHÍM. ‘Farás com ele o mesmo que fizeste ao rei Siom dos amorreus em Hesbom.’

3-5-Assim YAHU ULHÍM nos ajudou a lutar contra o rei Ogue e o seu povo, e matá-los a todos. Conquistamos todas as suas sessenta povoações, tendo ocupado inteiramente a região de Argobe de Basã. Eram cidades fortificadas, rodeadas por altas muralhas e com as entradas vedadas por fortes portões. Além disso apoderámo-nos igualmente das cidades desprotegidas.
6-7-Destruímos assim totalmente o reino de Basã, tal como fizemos com o reino de Siom em Hesbom, liquidando toda a população – homens, mulheres e crianças. Conservamos, no entanto, o gado que repartimos por todos nós.

8-9-Possuíamos agora toda a terra dos dois reis amorreus, a nascente do rio Yardayán, todo o território desde o vale de Arnom até ao monte Hermon. (Os sidónios chamam ao monte Hermom, Siriom, enquanto que os amorreus dão-lhe o nome de Senir.)
10-Tínhamos agora conquistado todas as cidades do planalto, todo o Gaúliod e Basã, até às cidades de Salca e de Edrei.

11-O rei Ogue de Basã era o último dos gigantes de Refaim. A sua cama de ferro conserva-se num museu de Raba, uma das cidades dos amonitas, e mede quatro metros de comprimento por dois de largo.

 

A divisão da terra

 

12-17-Foi por essa altura que dei a terra conquistada às tribos de Ro-ibén, de Gaóld e à meia-tribo de Menashé. Às duas primeiras dei a área que vai de Aroer na ribeira de Arnom, mais metade do monte Gaúliod, incluindo as suas povoações. A meia-tribo de Menashé recebeu o resto de Gaúliod, e tudo o que tinha constituído o reino de Ogue, a região de Argone. (Basã é por vezes também chamada a terra dos Refains.) O agregado de Ya-éyr, da tribo de Menashé conquistou toda a região de Argone, ou seja Basã, até às fronteiras dos gesuritas e dos maacatitas; e deram a esse território o seu próprio nome, chamando-lhe Havote-Ya-éyr, e é assim que ainda hoje é conhecido. Então dei Gaúliod ao agregado de Maquir. As tribos de Ro-ibén e de Gaóld receberam a área que se estende desde o ribeiro de Yaboque, em Gaúliod, que era a fronteira dos amonitas, até ao meio da depressão onde corre o rio Arnom. Também tiveram a Arabá, limitada a ocidente pelo Yardayán, com uma fronteira
entre Quinerete e o monte Pisgáh, até ao mar Salgado, também chamado mar de Arabá.

18-Por essa ocasião lembrei às tribos de Ro-ibén e de Gaóld, assim como à meia-tribo de Menashé, que, apesar de YAHU UL lhes ter dado aquela terra, não poderiam estabelecer-se definitivamente antes que os seus guerreiros tivessem levado os seus irmãos das outras tribos a atravessar o Yardayán e a ocupar a terra que YAHU ULHÍM lhes tinha dado.

19-20-Contudo as vossas mulheres e os meninos’, disse-lhes eu, ‘poderão ficar a viver aqui nas cidades que YAHU ULHÍM vos deu, ocupando-se do muito gado que têm, até ao vosso regresso, após YAHU ULHÍM vos ter dado a vitória, a vocês e às outras tribos. Portanto, depois de eles terem conquistado a terra que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno lhes deu do outro lado do rio Yardayán, então podem regressar ao vosso próprio território.’

 

YAHU ULHÍM proíbe Mehushúa de atravessar o
Yardayán

 

21-22-A seguir disse a YAHUSHUA: ‘Viste o que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno fez a estes dois reis. Farás o mesmo a todos os reinos do outro lado do Yardayán. Não receies aquelas nações, porque YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno será quem lutará por vocês.’

23-25-Nessa altura fiz um pedido a YAHU ULHÍM. ‘Ó YAHU ULHÍM o Criador Eterno, peço-te que me deixes entrar na terra prometida, essa boa terra que está para além do Yardayán, com as suas belas montanhas, assim como o Lebanon, onde nos levará toda a grandeza e todo o poder que tens vindo a revelar-nos; porque, que outro YAHU ULHÍM pode haver, no céu ou na terra, capaz de fazer tudo o que fizeste por nós?’

26-28- Mas YAHU ULHÍM estava muito zangado comigo, por vossa causa, e não me deixou entrar na terra. ‘Basta! Não me fales mais nesse assunto’, ordenou-me. ‘Sobe ao cimo do monte Pisgáh, e de lá poderás olhar em todas as direções; verás assim a terra à distância, mas não atravessarás o Yardayán. Manda a YAHUSHUA que te substitua, e encoraja-o, porque será ele quem levará o povo para o lado de lá e
quem conquistará a terra que irás ver do cimo da montanha.’

29- Assim ficámos neste vale, perto de Beth-Peor.

 

DEBARIM 4

 

Exortação à obediência

 

1-E agora, ó Yashorúl, ouve cuidadosamente estes estatutos que te transmito, e obedece-lhes se quiseres viver e entrar na posse da terra que YAHU ULHÍM deu aos vossos antepassados.

2-Não lhes acrescentem mais coisa alguma, nem diminuem seja o que for deles; cumpramos, porque vos foram comunicados pelo YAHU ULHÍM mesmo, o vosso Criador Eterno.
3-Vocês viram o que YAHU ULHÍM fez por vocês em Baal-Peor, onde destruiu muita gente por ter prestado culto a ídolos.

4-Contudo todos aqueles que permaneceram
fiéis a YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno estão vivos ainda hoje.

5-8-São pois estes os mandamentos que devem cumprir quando chegarem à terra onde passarão a viver. Foram dados diretamente pelo YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno a mim primeiro, para que os passasse depois a vocês. Se lhes obedecerem, comunicar-vos-ão sabedoria e inteligência. E quando as nações da vizinhança ouvirem falar desses mandamentos, exclamarão: ‘Não há nação tão sábia e sensata como Yashorúl!’ Porque, que outro povo haverá, grande ou pequeno, que tenha YAHU ULHÍM a viver no seu meio, como acontece com YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno, que está sempre entre nós, pronto para quando o chamamos? E que nação há, seja de que grandeza for, que tenha leis tão justas como estas que vos dou hoje?

9-14-Mas tenham muito cuidado! Nunca se esqueçam daquilo que viram YAHU ULHÍM fazer por vocês. Que os seus milagres possam ter um efeito profundo e permanente sobre as vossas vidas. Contem aos vossos filhos e netos as maravilhas que ele executou. Digam-lhes em especial o que aconteceu no dia em que estiveram perante YAHU ULHÍM no Monte Horeb, e em que ele me disse: ‘Convoca todo o povo para que venha à minha presença, e instruí-los-ei para que aprendam a reverenciar-me e ensinem aos seus descendentes as minhas leis.’ Vocês ali estiveram na base da montanha, e esta ardia em fogo; subiam chamas até ao céu, rodeadas por nuvens negras e espessa escuridão. YAHU ULHÍM falou-vos desde aquele fogo; ouviram-lhe as palavras, mas não o viram. Foi ali que proclamou as leis a que deverão obedecer – os dez mandamentos – e escreveu-as em duas placas de pedra. Sim, foi nessa altura que YAHU ULHÍM me mandou decretar-vos as leis a que devem obedecer quando chegarem à terra prometida.

 

A idolatria é proibida

 

15-20-Mas atenção! Vocês nunca chegaram a ver a forma que YAHU ULHÍM tem nesse dia em que ele vos falou desde aquelas labaredas no Monte Horeb; por isso não se enganem a si mesmos, tentando fazer alguma imagem de YAHU ULHÍM – ou um ídolo, sob que forma for, seja dum homem ou duma mulher, dum animal quadrúpede ou duma ave, dum réptil ou dum peixe. Nunca levantem os vossos olhos para o firmamento, a fim de adorar o sol ou a lua ou as ‘cocavím’ (est-elas). YAHU ULHÍM libertou-vos do cativeiro do Egito para que sejam um povo seu, especial, que lhe pertença em particular; isto mesmo é o que
vocês são agora.

21-24-Mas ele zangou-se comigo por vossa causa, e prometeu que
eu não atravessaria o rio Yardayán para a boa terra que vos dá para que a
possuam. Por isso devo morrer no lado de cá do rio. Dêem muita atenção para que não quebrem a aliança que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno fez convosco! Uma forma de a anularem será fazerem imagens de ídolos de qualquer espécie, visto que YAHU ULHÍM vos proibiu isso de uma forma muito especial. YAHU ULHÍM é cioso, é como um fogo devorador.

25-28- No futuro quando os vossos filhos e netos, os vossos descendentes, tiverem já nascido na terra onde se vão instalar, quando já tiver passado bastante tempo depois de terem ocupado a terra, quando começarem a corromper-se, modelando e talhando ídolos, e YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno ficar muito encolerizado por causa do vosso pecado. Os shua-ólmaYa e a terra são testemunhas em como serão rapidamente destruídos e postos fora da terra. Daqui a pouco irão pois atravessar o rio e tomar a terra. Mas os dias que ali viverem não serão muito prolongados; e então serão duramente aniquilados. YAHU ULHÍM vos espalhará entre as outras nações, e ficarão reduzidos em número. Lá, nessas terras bem distantes, prestarão culto a ídolos, feitos meramente de madeira e de pedra, ídolos que não podem nem ver, nem ouvir, nem comer, nem cheirar!

29-31-Então começarão a procurar YAHU ULHÍM o vosso Criador Eterno, e hão-de encontrá-lo quando o procurarem com todo o vosso coração, com toda a vossa alma. Quando esses tempos amargos caírem sobre vocês, nesse futuro que há-de vir, então finalmente hão-de voltar-se para YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno e ouvir o que ele vos disse. Porque YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno é misericordioso – não vos abandonará, nem vos destruirá totalmente, nem se esquecerá das promessas que fez aos vossos antepassados.

 

YAHU ULHÍM é YAHU ULHÍM

 

32-36-Em toda a história da humanidade, desde o tempo em que YAHU ULHÍM criou o homem sobre a terra, procurem de uma ponta à outra do mundo, se podem encontrar alguma coisa semelhante a isto: uma nação inteira ouvindo a voz de YAHU ULHÍM, falando do meio do fogo como aconteceu convosco, e continuando a viver! Que outro exemplo se poderá achar semelhante a este, em que YAHU ULHÍM tira todo um povo da escravidão, enviando contra os que o dominavam terríveis pragas, poderosos milagres, guerra e terror? E foi isso que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno fez por vocês no Egito, mesmo perante os vossos olhos. E ele fez isso tudo para que se dessem perfeitamente conta de que
YAHU ULHÍM é YAHU ULHÍM, e de que não há outro semelhante a ele. Fez que ouvissem a sua voz, instruindo-vos desde os shua-ólmaYa; mostrou-vos o seu tremendo fogo sobre a terra; escutaram mesmo as próprias palavras proferidas por YAHU ULHÍM de dentro desse fogo.

37-40-Foi porque amou os vossos antepassados, e porque decidiu abençoar os seus descendentes, que ele com a sua presença vos trouxe para fora do Egito, numa grande demonstração do seu poder. Lançou fora na vossa frente outras nações muito mais poderosas do que vocês, e deu-vos a terra deles como vossa propriedade, o que aliás se está a cumprir agora. Esta é a ideia maravilhosa que devera ocupar o vosso pensamento que YAHU ULHÍM é YAHU ULHÍM tanto em shua-ólmaYa como aqui na terra; não há outro além dele. Terão de obedecer a estas leis que hoje vos transmito, para que tudo vos vá bem, a vocês e aos vossos filhos, e para que vivam para sempre nesta terra que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos dá.

 

Cidades de refúgio

 

41-43-Então Mehushúa ordenou ao povo de Yashorúl que pusesse de parte três cidades na parte nascente do rio Yardayán, nas quais alguém que tivesse acidentalmente morto outra pessoa pudesse refugiar-se. Estas povoações foram Bezer, no planalto do deserto, para a tribo de Ro-ibén; Ramote, em Gaúliod, para a tribo de Gaóld, e Golã, em Basã,para a tribo de Menashé.

 

Introdução à lei

 

44-49-Seguem-se então as leis que Mehushúa deu ao povo de Yashorúl, depois de este ter deixado o Egito, enquanto estavam acampados na margem oriental do rio Yardayán, perto da cidade de Beth-Peor. Esta foi a terra antes ocupada pelos amorreus, sob o domínio do rei Siom, e cuja capital era Hesbom; tanto este como o seu povo foram destruídos por Mehushúa, pelos Yashorulítas. Yashorúl conquistou não só esta terra como também a do rei Ogue, de Basã – aliás os dois reis eram amorreus desse lado do Yardayán. Yashorúl tomou também todo o território desde Aroer no limite da depressão do ribeiro de Arnom, até ao monte Siriom, também chamado por vezes Hermon; assim como todo o oriente Arabá a nascente do Yardayán, até ao Mar Salgado, sob as ravinas do monte Pisgáh.

DEBARIM 5

 

Os dez mandamentos

 

1- Mehushúa continuou falando ao povo de Yashorúl e disse-lhes: Ouçam agora cuidadosamente todas estas leis que YAHU ULHÍM vos deu. Retenham-nas e nunca deixem de as cumprir!

2-5-  YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno fez uma aliança convosco no Monte Horeb. Reparem bem que não foi com os vossos pais que esse contrato foi estabelecido, mas convosco mesmo, os que estão vivos agora. Falou convosco face a face no meio do fogo lá na montanha. Eu fui intermediário entre vocês e YAHU ULHÍM, porque vocês estavam aterrorizados com todo aquele braseiro, e não foram ter com ele ao cimo do monte. Foi pois a mim que me falou e eu comuniquei-vos as suas leis. É isto que ele disse:

6-Eu sou YAHU ULHÍM, o vosso Criador Eterno, que vos libertou da escravidão do Egito.

7- Não prestem culto a outros falsos criadores o estatuas senão a mim.
8- Não façam imagens nem esculturas de ídolos, seja do que for que viva
nos ares, na terra ou nos mares.

9- Não se inclinem perante elas, nem lhes prestem adoração. Porque Eu sou YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno. Não admito partilhar o vosso culto com outros falsos criadores o estatuas, e castigo a maldade dos que me ofendem até à terceira e até à quarta geração.

10- Mas dispenso o meu amor sobre milhares dos que me amam e me obedecem.
11- Não façam uso do meu Shúam (Nome) de uma forma irreverente. Não escaparão ao castigo se o fizerem.

12-14-  Respeitem o dia de Shábbos como um dia santo. Durante seis dias
trabalharão, mas o sétimo será um dia em que não farão qualquer trabalho, nem
os vossos filhos, nem os vossos servos, nem os vossos animais, tão pouco os
estrangeiros que vivem convosco, para que os teus servos repousem como tu.
Porque foi também em seis dias que YAHU ULHÍM fez os shua-ólmaYa, a terra, os
mares e tudo o que neles existe; e ao sétimo dia repousou. Foi assim que YAHU
ULHÍM abençoou o dia de Shábbos e o reservou para repouso.

15-Não se esqueçam que foram escravos no Egito, donde YAHU ULHÍM vos tirou com grande demonstração do seu poder. E assim te ordenou que guardasses o Shábbos.
16- Honrem o vosso pai e a vossa mãe, para que tenham uma longa vida na
terra que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos dá.

17- Não matem.
18- Não adulterem.

19- Não roubem.

20- Não façam uma acusação falsa contra outra pessoa.
21Não cobicem o que os outros têm: a casa, a mulher, os servos, o gado e
animais de carga – nada.’

22-27- São estas as leis que vos deu YAHU ULHÍM desde o interior do fogo, rodeado pelas nuvens e pela espessa escuridão que envolviam o Sinai. Foram estes os únicos mandamentos que vos deu nessa altura, escreveu-os em duas placas de pedra que me entregou. Contudo, quando vocês ouviram a forte voz vinda da escuridão, e viram todo aquele terrível fogo ardendo no cimo da montanha, todos os vossos chefes de tribos se chegaram junto de mim, rogando: ‘Hoje vimos concretamente a glória e a grandeza de YAHU UL nosso YAHU ULHÍM, e ouvimos a sua voz saindo do meio do fogo. Sabemos agora que um homem pode falar com YAHU ULHÍM e não morrer; contudo morreremos certamente se ele voltar a falar connosco. Porque este fogo tremendo acabará por nos consumir. Qual é o ser humano que pode ouvir, como nós ouvimos, a voz mesmo de YAHU ULHÍM vivo dirigindo-se-nos do interior das labaredas, e continuar com vida? Vai pois tu, escuta tudo o que YAHU ULHÍM disser, e vem depois comunicá-lo a nós.
Prestaremos atenção a tudo e obedeceremos.

28-31 -YAHU ULHÍM aceitou o vosso requerimento e disse-me: ‘Ouvi o que o povo te disse e estou de acordo. Oh! Quem me dera que eles tivessem sempre assim um coração inclinado para mim, desejoso de obedecer aos meus mandamentos. Então tudo iria bem para eles no futuro, e para os seus descendentes, por todas as gerações vindouras! Vai então e diz-lhes que voltem para as tendas. Depois vem de novo aqui, e ficarás junto
de mim enquanto te der todos os meus mandamentos, os quais ensinarás ao povo,
para que os cumpram na terra que lhes der.’

32-33- Por isso deverão obedecer a todos os mandamentos de YAHU UL vosso Criador Eterno, seguindo as suas diretivas em cada detalhe, seguindo decididamente no caminho que ele vos traçar, sem se desviarem nem para um lado nem para outro. Só assim terão uma vida longa e próspera na terra que vão possuir.

 

DEBARIM 6

 

Amor e fidelidade a YAHU ULHÍM

 

1 – YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno disse-me para vos dar todos estes estatutos que devem cumprir na terra onde em breve vão entrar e onde vão passar a viver.

2- A finalidade desses preceitos é levar-vos, a vocês, aos vossos filhos e aos vossos descendentes, a terem um profundo respeito pelo YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno através da obediência às suas instruções todo o tempo que viverem. E se assim o fizerem, terão uma vida longa e muitos anos de prosperidade na frente.

3- Portanto, ó Yashorúl, atenta cuidadosamente para cada um desses mandamentos, e procura cumpri-los rigorosamente, para que tudo te vá bem, e para que te multipliques como nação. Se obedecerem a estes regulamentos tornar-se-ão numa grande nação nessa terra onde jorram leite e mel, tal como vos prometeu YAHU ULHÍM de vossos pais.

4-9-Ouve, Yashorúl: Só YAHU ULHÍM é o nosso Criador Eterno, YAHU ULHÍM apenas. Deveras amá-lo de todo o teu coração, com toda a tua alma, com todo o teu entendimento. Estas palavras que hoje vos dou deverão estar constantemente gravadas nas vossas mentes. Ensinem-nas aos vossos filhos; falem nelas quando estiverem em
casa ou fora dela, ou caminhando. Que seja isso a última coisa que fazem ao
deitar, e a primeira ao levantar no dia seguinte. Que elas vos acompanhem como
um sinal que atam a um dedo, como uma marca que esteja inscrita nas vossas
testas. Que os vossos lares sejam conhecidos como que tendo-as escritas à
entrada, essas leis!

10-13Quando YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos tiver trazido para a terra que prometeu aos vossos antepassados Abruhám, YAHUtz-kaq e YAHUCAF, e quando vos tiver dado grandes cidades, plenas de boas coisas; cidades, aliás, que não foram vocês a construir, com poços que também não foram vocês a abrir, e com vinhas e olivais que, igualmente não plantaram, e começarem a comer dos seus frutos até estarem satisfeitos, nessa altura tenham muito cuidado em não se esquecerem de YAHU UL que vos tirou do Egito, dessa terra de escravidão. Quando estiverem, pois, fartos, saciados, não se esqueçam de continuar a reverenciar YAHU ULHÍM, de continuar a servi-lo, de usar só do seu nome como garantia dos vossos votos.

14-19Não adorem os falsos criadores o estátuas das nações vizinhas, porque YAHU ULHÍM o vosso Criador Eterno, que vive no vosso meio, é um YAHU ULHÍM cioso, e a sua ira pode acender-se rapidamente contra vocês e fazer-vos desaparecer sobre a face da terra. Por isso não devem provocá-lo, fazendo-o esgotar a paciência, que foi o que
aconteceu quando protestaram contra ele em Massá. Obedrçam-lhe diligentemente,
activamente, no que vos mandar. Só então poderão ter a certeza de estar a fazer o que é justo e o que é bom aos olhos de YAHU UL. Se lhe obedecerem, tudo vos correrá bem, e serão capazes de ir tomar posse da boa terra que YAHU ULHÍM prometeu aos vossos antepassados. Terão também força para expulsar deste território todos os adversários, visto que YAHU ULHÍM colaborará convosco.
20-25Nos tempos vindouros, quando os vossos filhos vos perguntarem: ‘Para que
servem todas estas leis que YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno nos deu?’, deverão
responder-lhes: ‘Nós fomos escravos de Faraóh no Egito, e YAHU ULHÍM nos tirou
de lá pelo seu grande poder, e com tremendos milagres, que foram golpes terríveis para o Egito e para o Faraóh, assim como para todo o seu povo. Vimos tudo isso com os nossos próprios olhos. Tirou-nos assim dali para poder dar-nos esta terra que tinha prometido aos nossos pais. E mandou-nos obedecer a todas estas leis, para poder preservar-nos com vida, como tem acontecido até agora. Porque tudo nos corre sempre bem quando obedecemos a todos os preceitos de YAHU UL nosso YAHU ULHÍM.’

 

DEBARIM 7

 

A destruição das nações

 

1Quando YAHU ULHÍM vos trouxer para a terra prometida, ele destruirá as seguintes sete nações, que são, todas elas, maiores e mais poderosas do que vocês. São elas: os heteus, os girgaseus, os amorreus, os cananeus, os perizeus, os heveus, e os jebuseus.

2-4Quando YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vo-los entregar nas vossas mãos, destruam-nos completamente. Não façam, de maneira nenhuma, qualquer espécie de alianças com eles; não tenham misericórdia deles. Devem liquidá-los completamente. Não aceitem casamentos com eles; os vossos filhos e filhas não deverão ligar-se com as filhas e filhos deles. Se isso se desse, resultaria, com toda a certeza, em que os vossos
filhos começariam adorando os ídolos deles. E então a cólera de YAHU UL se
acenderia contra vocês e vos destruiria sem hesitar.

5-8Terão de deitar abaixo os seus altares pagãos, de quebrar os seus obeliscos, de destruir as suas imagens idólatras, de queimar tudo aquilo que adoram. Porque vocês são um povo santo, consagrado a YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno. Ele vos escolheu de entre todos os povos da face da terra, para que sejam especialmente seus. Não foi por serem uma grande nação, maior do que qualquer outra – vocês até eram muito
poucos – que ele vos preferiu e que derramou sobre vocês o seu amor! Foi antes
porque vos amou, e porque manteve assim a promessa que fizera aos vossos antepassados. Foi por isso que vos arrancou da servidão do Egito com uma força tão
maravilhosa e com milagres poderosos.

9-15Compreendam pois que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno é YAHU ULHÍM fiel que, por milhares de gerações, cumpre as suas promessas e conserva o seu amor para com aqueles que o amam e que lhe obedecem. Mas os que odeiam e repelem serão publicamente castigados e aniquilados. Tratará com eles directamente, pessoalmente. Portanto, obedeçam-lhe quanto a todos estes mandamentos que hoje vos transmite. Em consequência da vossa obediência, YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno respeitará a sua parte na aliança que, pelo grande amor que vos tem, estabeleceu com os vossos pais. Amar-vos-á e vos abençoará; fará de vocês uma grande nação. Tornar-vos-á férteis e produtivos; dará igualmente fertilidade à vossa terra, e aos vossos animais, de tal forma que serão abundantes as vossas colheitas de cereais, de vinho e de azeite; e
possuirão grandes rebanhos de gado, de ovelhas, de vacas, etc. quando viverem
na terra que ele prometeu aos vossos pais dar-vos. Serão abençoados muito acima
das outras nações da terra; não haverá ninguém no vosso meio, homem ou mulher,
que seja estéril, nem sequer entre os animais. YAHU ULHÍM fará desaparecer de
entre vocês a doença, e não deixará que sofram de qualquer daqueles males que
tinham no Egito, e de que bem se devem ainda lembrar. Serão antes os vossos
inimigos que passarão a sofrer disso!

16-17Terão de destruir todas as nações que YAHU ULHÍM entrega nas vossas mãos. Não tenham piedade deles; e nunca venham a prestar culto aos seus falsos criadores o estatuas. Se o fizerem, isso será uma armadilha para vocês. Talvez pensem, cada um lá no íntimo: ‘Mas como é que vamos poder conquistar estas nações que são muito mais poderosas do que nós?’.
18-20Mas vocês não devem ter medo deles. Lembrem-se só do que YAHU ULHÍM vosso
Criador Eterno fez a Faraóh e a toda a terra do Egito. Vocês sabem bem o terror
com que YAHU ULHÍM os encheu – os vossos pais bem o viram com seus próprios
olhos – e os milagres formidáveis, as maravilhas, a força de YAHU ULHÍM
todo-poderoso que ele empregou para vos tirar do Egito! Pois bem, YAHU ULHÍM
vosso Criador Eterno usará desse mesmo poder contra os povos que vocês receiam.
E mais ainda, YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno mandará vespões para expulsar
aqueles que venham ainda a esconder-se de vocês.

21-24Não, não tenham medo dessas nações, porque YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno está no vosso meio; ele é um YAHU ULHÍM grande e tremendo. Aliás, YAHU ULHÍM lançá-las-á fora a pouco e pouco; não fará isso logo duma vez, porque se assim fizesse, os animais ferozes se multiplicariam com muita rapidez, e seria perigoso. Fá-lo-á gradualmente. Vocês irão contra elas; serão elas, sim, que se encherão de terror; e vocês destruí-las-ão. Entregará os seus reis nas vossas mãos, e vocês riscarão os
seus nomes da face da terra. Ninguém será capaz de vos fazer frente.
25-26Queimem os seus ídolos, e não cobicem nem fiquem com a prata ou o ouro de
que eles são feitos. Tornar-se-iam uma cilada para vocês, se o fizessem. Porque
essas coisas são todas malditas, abomináveis, para YAHU ULHÍM vosso Criador
Eterno. Nunca levem nenhum ídolo para a vossa casa para adorá-lo, porque então
estaria garantida a vossa maldição. Devem repeli-los de forma absoluta, porque
são coisas amaldiçoadas.

 

DEBARIM 8

 

Memória das bênçãos de YAHU UL

 

1Obedçam a todos os mandamentos que vos dou hoje. Se o fizerem, não só serão mantidos com vida, como até se hão-de multiplicar, e poderão entrar na terra que YAHU ULHÍM prometeu aos vossos antepassados e conquistá-la.

2Vocês lembram-se como YAHU ULHÍM vos conduziu através do deserto durante todos estes quarenta anos, humilhando-vos e experimentando-vos para saber o que estava no vosso coração, se sim ou não guardariam os seus mandamentos.

3Sim, ele humilhou-vos, deixando-vos ter fome e depois alimentando-vos como o maná, comida essa que nem vocês nem os vossos pais tinham conhecido antes. E fez isso para vos dar a entender que o comer não representa tudo na vida; a verdadeira vida vem das palavras de YAHU ULHÍM.

4Por todos estes quarenta anos o vosso vestuário não se estragou, nem envelheceu; os
vossos pés não empolaram nem incharam.

5Por isso terão de reconhecer que, tal como um homem castiga o seu filho, assim YAHU ULHÍM vos castiga, para vosso bem.

6-10Obedçam às leis de YAHU UL vosso Criador Eterno. Andem nos seus caminhos e respeitem-no. Porque YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos traz para uma boa terra, com ribeiros, fontes e poços profundos, com vales e colinas. Uma terra de trigo e de cevada, de vinhas, de figueiras, de romãzeiras, de oliveiras e de mel; é uma terra de fartura onde não haverá escassez de coisa nenhuma; onde o ferro é tão abundante como a pedra e onde se encontra cobre nas colinas. Quando pois tiverem comido a fartar, agradeçam e louvem YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno pela boa terra que vos deu.

11Mas é nessas alturas que deverão ser mais atentos! Tenham cuidado que a vossa abundância não vos faça esquecerem-se de YAHU UL vosso Criador Eterno, e virem a desobedecer-lhe.
12-18Porque quando começarem a ficar cheios e prósperos, e se puserem a
construir belas casas para habitarem, quando os vossos rebanhos e manadas se
tiverem tornado muito grandes, quando tiverem abundância de prata e de ouro,
então é tempo de ter muito cuidado, para não se tornarem orgulhosos, e não se
esquecerem de YAHU UL que vos arrancou da servidão da terra do Egito.
Esforcem-se por nunca se esquecerem de YAHU ULHÍM que vos levou através do
terrível deserto, cheio de perigosas serpentes e de escorpiões, onde o calor
ardia e a secura era tão grande que YAHU ULHÍM teve de tirar-vos água de uma
rocha! Alimentou-vos com o maná no deserto, o qual era uma espécie de pão que
vocês nunca dantes tinham conhecido; e isso para que aprendessem a humildade,
para vos pôr à prova e para que YAHU ULHÍM vos fizesse prosperar no futuro. Ele
agiu dessa maneira para que vocês se dessem bem conta de que não foi pelo vosso
próprio poder e força que prosperaram. Lembrem-se de que foi YAHU ULHÍM vosso
Criador Eterno quem vos deu a possibilidade de enriquecerem, e que se o fez foi
para cumprir a promessa que fizera aos vossos antepassados.

19-20Contudo, se se esquecerem de YAHU UL vosso Criador Eterno e adorarem outros falsos criadores o estatuas, seguindo os vossos maus caminhos, então com toda a certeza hão-de perecer tal como ele fez com outras nações no passado. Esse será pois o vosso destino, também, se não obedecerem a YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno.

 

DEBARIM 9

 

A razão da vitória

 

1-2Ouve, ó Yashorúl! Hoje vão atravessar o rio Yardayán e começar a tirar às nações do lado de lá a posse dessas terras. São nações muito maiores e mais poderosas do que vocês! Vivem em cidades rodeadas de altas muralhas. No meio delas vivem os famosos gigantes de Anaque, a quem ninguém pode fazer frente!

3Mas YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno irá adiante de vocês e será para eles como um fogo devorador que os consumirá de tal forma que num curto espaço de tempo vocês os conquistarão e os lançarão fora dali.

4-6Então, quando YAHU ULHÍM tiver feito isso em vosso favor, não
digam para vocês mesmos: ‘YAHU ULHÍM ajudou-nos porque somos bons e justos!’
Não, de maneira nenhuma; foi antes por causa da maldade dessas outras nações
que ele fez isso. Não foi por que vocês fossem gente recta e honesta que YAHU
ULHÍM os expulsou na vossa frente. Repito, foi por causa da impiedade desses
povos, e também por causa daquilo que prometera aos vossos antepassados,
Abruhám, YAHUtz-kaq e YAHUCAF. YAHU ULHÍM o vosso Criador Eterno dá-vos esta
boa terra não por causa de vocês serem especialmente justos, pois que não o
são, vocês são antes gente má e teimosa.

 

O bezerro de ouro

 

7Não se lembram vocês como continuamente provocavam a ira de YAHU UL vosso Criador Eterno no deserto desde o dia em que deixaram o Egito até agora? Durante todo esse tempo, constantemente se revoltaram contra ele!

8-11Não se lembram de como o encolorizaram no Monte
Horeb? Ele estava pronto a destruir-vos. Eu estava lá na montanha nessa altura,
recebendo os termos em que YAHU ULHÍM estabelecia convosco uma aliança; eram
duas placas de pedra com essas leis lá inseridas. Lá estive por quarenta dias e
quarenta noites sem nada comer por todo esse tempo; nem água sequer bebi. No
fim desses quarenta dias e noites YAHU ULHÍM entregou-me a aliança, as placas
onde ele tinha escrito os mandamentos que ordenara oralmente, falando convosco
da montanha cercada de fogo, enquanto o povo olhava lá em baixo.

12 YAHU ULHÍM disse-me que descesse depressa, porque o povo que eu conduzira para fora do Egito se corrompera, afastando-se rapidamente das leis de YAHU ULHÍM e fizeram um ídolo de metal fundido.

13-14’Deixa-me sozinho, para que destrua este povo mau e obstinado’, disse-me YAHU ULHÍM, ‘apagarei o seu nome de debaixo do céu e farei de ti uma grande nação, ainda maior e mais poderosa do que eles.’
15-21Desci então da montanha, trazendo nas mãos as duas lápides com as leis de
YAHU ULHÍM lá inscritas. E ao descer logo vi lá em baixo o bezerro que vocês
tinham feito, no vosso terrível pecado contra YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno.
Como se desviaram tão depressa! Levantei as placas e lancei-as ao chão,
partindo-as, sob os vossos olhos! Então durante outros quarenta dias e noites
estive perante YAHU ULHÍM, sem nada comer nem beber; pois que vocês tinham
feito aquilo que YAHU ULHÍM mais abominava, provocando assim grandemente a sua
ira. Receei muito por vocês nessa altura, porque vi bem como YAHU ULHÍM estava
mesmo pronto para vos destruir. Mas ainda dessa vez ele aceitou ouvir-me.
Aharón corria grande risco porque YAHU ULHÍM estava muito irado contra ele; mas
eu orei e YAHU ULHÍM poupou-o. Tomei então o vosso pecado – quer dizer, o
bezerro que tinham feito – fi-lo arder e moí-o até ficar em pó; seguidamente
lancei isso para a torrente que jorrava da montanha.

22-25Depois, foi novamente em Tabera, e mais tarde outra vez em Massá, que vocês encolerizaram YAHU ULHÍM. E ainda em Quibrote-Hatava fizeram o mesmo. Em Cades-Barneia, quando YAHU ULHÍM vos disse para penetrarem na terra que vos tinha dado, vocês revoltaram-se e não quiseram acreditar que ele vos ajudaria; recusaram mais uma vez obedecer-lhe. Sim, vocês foram rebeldes contra YAHU ULHÍM desde os primeiros dias em que vos conheci. Por isso estive prostrado perante YAHU ULHÍM esses quarenta dias e noites, quando YAHU ULHÍM estava pronto a destruir-vos.

26-29Eu orei dizendo-lhe: ‘Ó YAHU ULHÍM o Criador Eterno, não destruas o teu próprio povo. São a tua possessão, que salvaste do Egito com o teu grande poder, com a tua
força gloriosa. Não leves em consideração a rebelião, o endurecimento deste
povo, lembra-te em vez disso das promessas que fizeste aos teus servos Abruhám,
YAHUtz-kaq e YAHUCAF. Oh, peço-te que perdoes a tremenda maldade e o pecado
deste povo. Porque se o destruires, os egípcios dirão – Foi por causa de YAHU
UL não ter sido capaz de os levar até à terra que lhes prometera! – ou então
ainda – Destruiu-os porque afinal lhes queria mal; trouxe-os para o deserto
para os assassinar ali! – Mas, YAHU ULHÍM, eles são o teu povo, a tua
possessão, que tiraste do Egito pelo teu grande poder, com o teu poderoso
braço.’

 

DEBARIM 10

 

Novas tábuas da lei

 

1-2Nessa altura YAHU ULHÍM disse-me para talhar duas novas placas de pedra semelhantes às primeiras, e para fazer uma arca de madeira a fim de as guardar, e depois para voltar junto de YAHU UL na montanha, porque haveria de tornar a escrever nessas placas os mesmos mandamentos que estavam nas outras que eu quebrara.

3-4Fiz então a arca com madeira de acácia, e talhei as duas pranchas de pedra como as primeiras, levando-as até ao cimo da montanha junto de YAHU ULHÍM. Ele tornou a escrever nelas os dez mandamentos, e depois tornou a dar-mas. Nelas estavam inscritas as mesmas leis que vos tinha dado do meio do fogo que rodeava a montanha, enquanto vocês olhavam cá de baixo.

5Desci pois, coloquei-as na arca que fizera, e onde estão até hoje, tal como YAHU ULHÍM ordenara.

6 O povo de Yashorúl deslocou-se, após isso, de Berote-Bene-Yaacá até Mosera, onde Aharón morreu e foi enterrado.O seu filho Úlozor sucedeu-lhe no exercício das funções de intermediário.
7-9Depois foram até Gudgoda, e daí a Yotbatá, terra percorrida por vários
cursos de água. Foi lá que YAHU ULHÍM mandou separar a tribo de Leví e consagrá-la ao transporte da arca que continha os dez mandamentos de YAHU UL, e a se manter perante YAHU ULHÍM, fazendo o serviço de YAHU ULHÍM e louvando o seu (Nome) Shúam, tal como acontece actualmente. (É por isso que a tribo de
Leví não tem nenhum quinhão seu na terra prometida, como têm as outras tribos dos seus irmãos; porque, tal como YAHU ULHÍM lhes tinha dito, ele próprio é o
quinhão que lhes compete.)

10-11Tal como disse antes, eu tinha permanecido no
monte perante YAHU ULHÍM durante quarenta dias e quarenta noites da segunda
vez; aliás como acontecera da primeira, e YAHU ULHÍM ouviu os meus rogos e não
vos destruiu. Contudo disse-me: ‘Levanta-te e leva o povo para a terra que
prometi aos seus antepassados. É tempo de entrarem na posse dela.’

 

Temer e obedecer a YAHU ULHÍM

 

12-14Agora, Yashorúl, que é que YAHU ULHÍM requer da vossa parte senão que ouçam cuidadosamente tudo o que vos diz e que obedeçam, para vosso próprio bem, aos mandamentos que hoje vos dou, e que o amem, que o adorem com todo o vosso coração, com toda a vossa alma? Tanto a terra como os altos shua-ólmaYa pertencem a YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno.

.
15-16Apesar diss YAHU ULHÍM teve alegria nos vossos antepassados, e os amou de
tal maneira que vos escolheu de entre todos os povos, tal como é agora coisa
evidente. Por isso, purifiquem os vossos corações pecadores e abandonem o vosso
endurecimento.

17-22 YAHU ULHÍM o vosso Criador Eterno é YAHU ULHÍM de falsos
criadores o estatuas, e YAHU ULHÍM de chefees. É o grande e poderos YAHU ULHÍM,
YAHU ULHÍM tremendo, de perfeita imparcialidade, que nunca se deixaria ganhar com
presentes. É ele quem faz justiça aos órfãos e às viúvas. O seu amor dirige-se
também aos estrangeiros, e dá-lhes pão e com que se vestirem. Por isso vocês
também devem amar os que são estranhos a Yashorúl, pois foi o que vocês mesmos
foram no Egito. Devem respeitar profundamente YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno,
adorá-lo, apegar-se a ele, servi-lo e só em seu (Nome) Shúam fazer qualquer
voto da vossa vida. É ele a única razão dos vossos louvores. É ele o vosso
Criador Eterno, aquele que realizou os poderosos milagres que viram. Quando os
vossos antepassados desceram para o Egito eram apenas setenta pessoas, mas
agora YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno tornou-vos tão numerosos como as
‘cocavím’ (est-elas) do céu!

 

DEBARIM 11

 

Os grandes feitos de YAHU ULHÍM

 

1Deverão amar YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno e cumprir as suas leis.

2Ouçam bem! Não estou a falar com os vossos filhos que não tiveram a experiência dos castigos de YAHU UL nem viram a imensidade do seu tremendo poder.

3Eles não assistiram aos milagres que fez no Egito contra Faraóh, em toda aquela terra.

4Não viram o que YAHU ULHÍM fez aos exércitos do Egito, aos seus cavalos, aos seus carros de combate, como os afundou no Mar Vermelho quando vos perseguiam, e como anulou toda a força deles até ao dia de hoje.

5Eles não sentiram como YAHU ULHÍM tomou conta de vocês, momento após momento, por todos estes anos em que andavam vagueando pelo deserto até chegarem aqui.

6Eles não estavam lá quando Datã e Abirão, os filhos de Uliab, descendentes de Ro-ibén, pecaram e a terra se abriu e foram engolidos, com as suas famílias, as tendas e tudo o que tinham aos olhos de todo o Yashorúl!

7-12Mas vocês, sim, viram todas essas coisas espantosas. Por isso tanto mais zelosos devem ser na observância destes mandamentos que vos vou dar hoje, para que possam ter força para entrar na posse da terra que vão conquistar. Se obedecerem a estas ordenanças disfrutarão de uma vida próspera e longa na terra que YAHU ULHÍM vos prometeu, a vocês e àqueles de quem descendem – uma terra donde brotam leite e mel. Porque essa terra para onde se preparam a entrar não é como o território do Egito donde vêm, onde era necessário estabelecer sistemas de irrigação para dar de beber à terra. Esta é uma terra de colinas e de vales cheios de águas, onde as chuvas são abundantes – é uma terra da qual YAHU ULHÍM se ocupa pessoalmente! Os seus olhos estarão sempre sobre ela, dia após dia, através de todo o ano.

13-14E se cuidadosamente respeitarem todas estas leis que vou dar-vos hoje, e se amarem YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno com todo o coração e de toda a vossa alma, e o adorarem, então continuará a enviar-vos chuvas, tanto as regulares de cada época, como as tardias, as quais farão produzir maravilhosas colheitas de cereais, de vinho e
de azeite.

15Terão excelentes pastagens para o gado, e vocês beneficiarão assim
de comida abundante e viverão felizes.

16-21Mas tenham cuidado que os vossos corações não se desviem de YAHU ULHÍM, para vir a adorar uns outros falsos criadores o estatuas quaisquer. Pois que se o fizerem, a ira de YAHU UL se acenderá severamente contra vocês e vos fechará os shua-ólmaYa – não haverá mais chuva, nem belas searas, e depressa perecerão nessa boa terra que YAHU ULHÍM vos dá. Por isso guardem esses mandamentos atentamente nos vossos
espíritos. Atem-nos às vossas mãos, como um sinal de lembrança, para nunca falharem de lhes obedecer; ponham-nos nas vossas testas, entre os olhos! Ensinem-nos aos vossos filhos. Falem deles quando estiverem sentados, repousando em casa, ou quando sairem e estiverem caminhando fora de casa, à hora de deitar, à hora de levantar de manhã. Escrevam-nos nas portas das vossas casas, à entrada das vossas habitações, a fim de que, enquanto houver shua-ólmaYa acima da terra, vocês e os vossos filhos gozem dessa vida próspera que vos espera na terra que YAHU ULHÍM vos prometeu.

22-25Se obedecerem cuidadosamente aos mandamentos que vos dou, se amarem YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno, andando em todos os seus caminhos, apegando-se a ele, então YAHU ULHÍM lançará fora da vossa terra todos os outros povos, ainda que eles possam ser maiores e mais poderosos do que vocês. Para onde quer que forem a terra é
vossa. As vossas fronteiras estender-se-ão desde o Négev ao sul até ao Lebanon,
e desde o rio Eufrates até ao Mar Mediterrâneo. Ninguém terá poder bastante para vos fazer frente, porque YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno mandará medo e terror à vossa frente, para onde quer que forem, tal como vos prometeu.
26-28Hoje vos proponho a escolha entre a bênção e a maldição de YAHU ULHÍM!
Haverá bênção se obedecerem aos mandamentos de YAHU UL vosso Criador Eterno que
hoje vos dou; haverá maldição se os rejeitarem e se se puserem a adorar os
falsos criadores o estatuas dos outros povos.

29-30Quando YAHU ULHÍM vos estabelecer na terra que vão possuir, devera ser proclamada uma bênção desde o monte Gerizim, e uma maldição a partir do monte Ebal! (Gerizim e Ebal são dois montes a poente do rio Yardayán, onde moram os cananeus, nas campinas de Gilgal, onde estão os carvalhais de Moré.)

31-32Vão pois atravessar o Yardayán e viver na terra que YAHU ULHÍM vos dá. Mas deverão obedecer a todas as leis que hoje vos dou.

 

DEBARIM 12

 

Um único lugar de culto

 

1São então estas as leis que devem guardar quando chegarem à terra que YAHU ULHÍM, o Criador Eterno de vossos antepassados, vos deu para sempre:

2-3Terão de destruir todos os altares pagãos das gentes que habitavam antes a terra, seja onde for que os encontrarem – no cimo das montanhas, nas colinas, debaixo de árvores. Quebrem os altares, reduzem a pó os pilares, queimem essas imagens, deitem abaixo os ídolos de metal; não deixem vestígio algum dessas coisas!

4-7Não deverão apresentar sacrifícios ao vosso Criador Eterno num lugar qualquer, tal como os antigos habitantes faziam com os seus falsos criadores o estatuas. Pelo contrário, deverão construir-lhe um Templo, num lugar que ele mesmo selecionará para sua habitação. Será aí que trarão os holocaustos e outros sacrifícios, os dízimos, as ofertas apresentadas com o gesto próprio diante do altar, ofertas para cumprir votos feitos, ofertas voluntárias, os primeiros animais nascidos ao vosso gado. Será ali que vocês e a vossa família celebrarão as vossas festividades perante YAHU ULHÍM vosso
Criador Eterno, ali se alegrarão por tudo o que ele fez por vocês.

8-12Não vão também continuar a viver cada um como entende, à sua maneira, fazendo o que lhe parece justo a si mesmo; porque estas leis só terão efeito, na verdade, quando
entrarem no lugar que YAHU ULHÍM vos dá para repousarem. Quando atravessarem o
rio Yardayán e passarem a viver na terra prometida e YAHU ULHÍM vos der
descanso e vos mantiver seguros em relação aos vossos inimigos, então deverão
trazer as vossas ofertas queimadas e outros sacrifícios ao seu Templo, o lugar
que ele escolheu para habitar. Será ali que se alegrarão na presença de YAHU UL
com os vossos filhos, filhas e criados. Não se esqueçam de convidar os Levítas
para as vossas confraternizações porque eles não têm terra deles.

13-16Não sacrifiquem os vossos holocaustos em qualquer lugar; só poderão fazê-lo no
lugar que YAHU ULHÍM vos disser. Há-de ser no território que terá cabido em
sorte a uma das tribos. Só lá poderão oferecer os vossos sacrifícios e trazer
as vossas ofertas. Contudo, os animais que abatem para vossa alimentação
poderão ser mortos onde quiserem, tal como fazem agora com as gazelas e os
veados. Comam carne tanto quanto quiserem e sempre que quiserem e puderem
obtê-la. Até mesmo os que estão ritualmente impuros podem comê-la. A única
restrição é que não comam o sangue – derramem-no no chão, como se fosse água.
17-19Mas no que diz respeito aos sacrifícios, não poderão ser comidos em casa;
nem tão pouco os dízimos dos vossos cereais, do vinho novo, do azeite, nem as
primeiras crias dos vossos rebanhos e do vosso gado, nem coisa alguma que tenha
sido votada a YAHU ULHÍM, nem mesmo as ofertas voluntárias ou as que devem ser
apresentadas a YAHU ULHÍM com o movimento baloiçante defronte do altar. Tudo
isto terá de ser trazido ao altar de YAHU ULHÍM, onde vocês, os vossos filhos e
os Levítas os comerão perante YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno. Ele vos dirá
onde devera ficar esse altar. Alegrem-se perante YAHU ULHÍM vosso Criador
Eterno em tudo o que fizerem. E tenham cuidado em não se esquecerem dos
Levítas. Compartilhem com eles.

20-27Se, quando YAHU ULHÍM alargar as vossas fronteiras, o altar central ficar muito distante de onde vivem, então os animais dos vossos rebanhos e do vosso gado poderão ser abatidos nas vossas propriedades, tal como fazem agora com as gazelas e os veados. E mesmo as pessoas cerimonialmente impuras podem comer disso. A única restrição é nunca comerem o sangue; porque o sangue é a vida – não comerão a vida com a carne. Em vez disso derramem o sangue sobre a terra. Se o fizerem, tudo vos irá bem, convosco e com os vossos filhos. Nesse caso, pois, apenas as ofertas a YAHU ULHÍM e as que lhe foram prometidas em votos, assim como os holocaustos, precisam de ser
trazidos ao altar. Estes terão mesmo de ser sacrificados no altar de YAHU UL vosso Criador Eterno. O sangue será derramado diante do altar, e comerão a carne.

28-32Tenham cuidado em cumprir com todos estes preceitos. Se fizerem o
que for justo aos olhos de YAHU UL vosso Criador Eterno, tudo vos irá bem,
assim como aos vossos filhos, para sempre. Quando ele destruir os povos na
terra onde vão passar a viver, não lhes sigam o exemplo, adorando os seus
falsos criadores o estatuas. Não digam: ‘Gostaria bem de saber como é que eles
faziam as suas adorações!’ Porque isso levar-te-á a imitá-los, a copiar o culto
deles. Fazer isso seria o mesmo que insultar YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno.
Essas nações fizeram coisas abomináveis que ele odeia; e tudo em nome da sua
religião! Chegaram a queimar os próprios filhos e filhas, sacrificando-os aos
seus falsos criadores o estatuas. Por isso obedeçam a todos os mandamentos que
vos dou. Nada lhes acrescentem nem tirem.

 

DEBARIM 13

 

Contra os falsos falsos criadores e estátuas

 

1-2Se houver no vosso meio um profeta, ou alguém que afirme prever o futuro por meio de sonhos, e no caso das suas predições virem a realizar-se, mas ele vos incitar: ‘Venham, adoremos os falsos criadores o estatuas doutras nações!’,

3não o ouçam. Porque YAHU ULHÍM está a experimentar-vos para saber se sim ou não realmente o amam de todo o coração, com toda a vossa alma.

4Não deverão adorar qualquer outro Criador além de YAHU ULHÍM; obedeçam só aos seus mandamentos e cheguem-se a ele.

5-11O profeta que tentar desviar-vos terá de ser executado, porque tentou fomentar a revolta contra YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno que vos trouxe da escravidão do Egito. Matando-o estarão a limpar o mal do vosso meio. E até mesmo que seja o vosso
parente mais próximo, o vosso amigo mais íntimo, seja mesmo um irmão, um filho,
uma filha ou a esposa amada que venha segredar-vos o convite para irem adorar
esses falsos criadores o estatuas estranhos, não consintam, não deem ouvidos a
isso, não tenham piedade dele. Não poupem essa pessoa do castigo que merece, e
de forma alguma dêem seguimento à sua sugestão. Executem-na! A vossa própria
mão devera ser a primeira a cumprir a ordem de morte sobre essa pessoa que vos
era chegada, depois seguir-se-ão os outros para executar a sentença.
Apedrejem-no até que morra, pois que tentou desviar-vos dos caminhos de YAHU UL
vosso Criador Eterno que vos tirou do Egito, a terra de servidão. Todo o
Yashorúl terá conhecimento dessa feia ação, terá medo e não tornará a fazer uma
coisa tão má como essa.

12-18Se chegar aos vossos ouvidos que, nalguma das povoações de Yashorúl, algum indivíduo infame conseguiu desencaminhar os seus concidadãos, levando-os a adorarem falsos criadores o estatuas estranhos, primeiro apurem os fatos, para verificar se realmente isso foi verdade. Se acharem que sim, que realmente aconteceu essa coisa horrível entre vocês numa das cidades que YAHU ULHÍM vos deu, deverão sem hesitar declarar guerra contra essa povoação e destruir completamente os seus habitantes, e até mesmo todo o gado. Após isso trarão para fora das casas o recheio e tudo o que lá houver, pô-lo-ão no meio das ruas e lançarão fogo a tudo aquilo; por último farão arder toda a localidade, como sendo um holocausto que oferecem a YAHU ULHÍM o vosso Criador Eterno. Essa cidade permanecerá para sempre assim, num montão de ruínas, e nunca mais será reconstruída. Não fiquem com coisa nenhuma do que apanharam do recheio das casas ou da cidade! E assim YAHU ULHÍM desviará de
vocês a sua cólera ardente, e será misericordioso para convosco, terá compaixão
de vocês, e fará de vocês uma grande nação, tal como prometeu aos vossos antepassados. Na verdade YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno só terá misericórdia de vocês se lhe forem obedientes, se seguirem à risca os seus mandamentos que hoje vos dou, e se praticarem o que é justo aos olhos de YAHU UL.

 

DEBARIM 14

 

Comida pura e impura

 

1-2Sendo, como são, um povo de YAHU ULHÍM nunca se dêem golpes a si mesmos, como fazem os naturais da terra quando prestam culto aos seus ídolos, nem rapem os cabelos da testa nos funerais. Vocês pertencem exclusivamente a YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno que vos escolheu para serem a sua possessão, mais do que qualquer outra nação do mundo.
3-7Não deverão comer nenhum animal que eu tenha declarado impuro. São estes os
animais que podem comer: o boi, o cordeiro, a cabra, o veado, a corça, o búfalo,
a cabra montês, o texugo, o boi selvagem, e o gamo. Todo o animal que tenha
unhas fendidas e que rumina pode ser comido, mas se não tiver ao mesmo tempo
essas duas características não poderão comê-lo; é o que acontece com o camelo,
com a lebre e com o coelho que ruminam mas não têm patas com unhas fendidas.
8Por outro lado o porco também não pode ser comido porque embora tendo patas
fendidas em duas partes contudo não rumina. Não deverão nem sequer tocar nos
corpos mortos desses animais.

9-10De peixes, só comerão os que têm escamas e
barbatanas; todas as outras espécies são cerimonialmente impuras.

11-18Podem comer de todos os pássaros com exceção destes: a águia, o abutre, a águia
marinha, o falcão, a pega, qualquer espécie de milhano, qualquer espécie de corvo,
a avestruz, o mocho, o cuco, qualquer espécie de gavião, o bufo, a coruja, a
gralha, o cisne, o pelicano, o corvo marinho, a cegonha, qualquer espécie de
garça, a poupa e o morcego.

19-20Com algumas excepções, insectos com asas são impuros para vocês e não podem ser comidos.

21Não comam nenhum animal que possa ter morrido de morte natural. Os estrangeiros poderão dá-lo ou vendê-lo mas não o comam vocês mesmos, porque são santos para YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno. Não cozerão o cabritinho no leite da sua mãe.

 

O dízimo

 

22-26Deverão dizimar todas as vossas colheitas de cada ano. Tragam isso para ser comido perante YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno no lugar que ele há-de escolher para ser o seu Templo; isto aplica-se aos vossos dízimos tanto de cereias, como do vinho, do azeite, e mesmo dos primeiros nascidos dos vossos rebanhos, e ao gado em geral. Os dízimos têm por finalidade ensinar-vos a porem sempre YAHU ULHÍM em primeiro lugar nas vossas vidas. Se o lugar que YAHU ULHÍM escolher para seu Templo for tão longe que não se torne viável levar esses dízimos até lá, então poderão
vender esses cereais ou esse gado e levar depois o dinheiro ao Templo de YAHU
UL. Quando lá chegarem com esse dinheiro, comprem um boi ou um cordeiro ou uma
porção de vinho ou outra bebida forte, e comerão isso perante YAHU ULHÍM vosso
Criador Eterno, alegrando-vos, vocês e as vossas famílias.

27Não se esqueçam de partilhar isso com os Levítas na vossa comunidade porque eles não receberam nenhuma propriedade, nem têm colheitas a fazer como vocês.

28-29De três em três anos usarão todos os vossos dízimos para programas de beneficência local. Deem-nos aos Levítas que não receberam terra nenhuma ou aos estrangeiros, às viúvas ou aos órfãos que habitam na mesma localidade que vocês, para que comam e possam ficar felizes; e então YAHU ULHÍM o vosso Criador Eterno vos abençoará a vocês e ao vosso trabalho.

 

DEBARIM 15

 

O ano de cancelar as dívidas

 

1Ao fim de sete anos devera haver um cancelamento geral de todas as dívidas!

2Cada credor devera considerar como paga qualquer promissória referente a um empréstimo que tenha feito a um seu compatriota Yashorulíta, porque nesse aem YAHU ULHÍM desquita toda a gente dessa obrigação com a qual eventualmente se tenha comprometido.

3Essa desobrigação não se aplica aos estrangeiros.

4Dessa forma não haverá ninguém pobre no vosso meio, porque YAHU ULHÍM vos abençoará grandemente na terra que vos vai dar, se obedecerem a este mandamento.

5Portanto a única condição necessária para que essa bênção se efective é que guardem cuidadosamente todas as ordenanças de YAHU UL vosso Criador Eterno que vos dou.

6Ele vos abençoará tal como vos prometeu. Emprestarão dinheiro a muitos povos, mas não terão necessidade de pedir emprestado a ninguém. Hão-de ter predominância sobre muitas nações, mas nenhuma delas vos dominará.

7-11Se quando chegarem à terra que YAHU ULHÍM vos dá houver pobres no vosso meio não lhes fechem o vosso coração nem a vossa mão, voltando-lhe as costas; deverão emprestar-lhes tanto quanto necessitarem. Mas cuidado! Não venham a recusar esse auxílio só pelo fato de se estar aproximando o ano da remissão! Se o recusarem e o necessitado clamar a YAHU ULHÍM, o vosso acto será considerado como um pecado. Deverão emprestar-lhe o que ele precisar e sem chorar essa vossa decisão. Porque YAHU ULHÍM virá a fazer-vos prosperar em resultado disso que fizeram. E visto que
nunca deixará de haver uns mais necessitados do que outros entre vocês, por
isso este mandamento é necessário. Deverão emprestar-lhes liberalmente.

 

A libertação dos escravos

 

12-15Quando um vosso irmão ou irmã tiver de se vender a vocês, deverão deixá-lo livre ao fim do sexto ano de serviço na vossa dependência, e nem devem deixá-lo partir de mãos vazias. Deem-lhe um bom presente de despedida, tomado dos vossos rebanhos ou dos vossos lagares de azeite ou de vinho. Partilhem com ele na proporção em que YAHU ULHÍM vos tiver abençoado. Lembrem-se de que também foram escravos na terra do Egito e que YAHU ULHÍM vos salvou de lá. É por isso que vos dou esta lei.

16-17Mas se esse hebreu que está ao vosso serviço não quiser deixar-vos – se disser que gosta do seu chefe, que gosta do serviço que faz, que sempre se deu bem convosco – então peguem numa sovela e perfurem-lhe a orelha, à entrada da vossa casa; depois
disso ele tornar-se-á vosso servo para sempre. Façam o mesmo quando se tratar
de servas.

18Quando tiverem de deixar ir em liberdade um servo, não fiquem aborrecidos com isso; lembrem-se que durante seis anos ele vos custou menos de metade do preço dum trabalhador regular. E YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos fará prosperar pelo fato de o terem deixado sair livre.

 

O primogénito dos animais

 

19-20Deverão pôr de parte para YAHU ULHÍM todos os primogénitos machos dos vossos rebanhos e manadas. Não empreguem os primogenitos das manadas para trabalhar nos campos; também não devem tosquiar os primogénitos dos rebanhos de ovelhas; pelo contrário, vocês e a vossa família deverão comer estes animais perante YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno cada ano no Templo.

21-22 Contudo, se esse animal primogênito tiver algum defeito, se for coxo, ou cego, ou tiver qualquer outra coisa defeituosa, então não será sacrificado. Usem-no para alimento vosso na vossa casa. Seja quem for, mesmo que esteja impuro nessa altura, poderá comer dele tal como se fosse uma corça ou um veado que matou para comer.

23Só que não deverão comer o seu sangue; derramem-no por terra como se fosse água.

 

DEBARIM 16

 

A PósqaYa

 

1Lembrem-se sempre de celebrar a PósqaYa durante o mês de Abril porque foi numa noite desse mês que YAHU ULHÍM o vosso Criador Eterno vos tirou do Egito.

2O vosso sacrifício de PósqaYa será ou um cordeiro ou um boi, oferecido a YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno no seu Templo.
3Comam esse sacrifício com pão sem fermento durante sete dias, para se lembrarem daquele que comeram enquanto escapavam do Egito. Portanto isto é para se lembrarem que deixaram o Egito com tal pressa que não tiveram tempo para deixar o pão fermentar. Lembrem-se desse dia durante toda a vossa vida.
4Durante sete dias não haverá fermento nas vossas casas; além disso, nada do
cordeiro pascal será deixado para a manhã seguinte.

5-8A PósqaYa não é para ser comida nas casas, mas sim no lugar que YAHU ULHÍM tiver escolhido para seu Templo. Celebrem o sacrifício lá, na tarde do dia de aniversário do
acontecimento, ao fim do dia, ao pôr do sol. Cozam o cordeiro e comam-no,
depois voltem para as vossas casas na manhã seguinte. Durante os seis dias
seguintes não comerão pão feito com fermento. No sétimo dia haverá uma reunião
solene do povo de cada povoação perante YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno. Não
façam qualquer espécie de trabalho nesse dia.

 

A celebração das semanas

 

9-12Sete semanas após o começo das colheitas, haverá outra festividade, na presença de YAHU UL vosso Criador Eterno, chamada a celebração das semanas. Por essa altura tragam uma oferta voluntária que será proporcional em valor à benção que receberam, de acordo com o valor da colheita. Será uma ocasião de se alegrarem perante YAHU ULHÍM, com a vossa família e com todos os da casa. E não se esqueçam de incluir os Levítas da vossa localidade nessa vossa celebração, tal como também os imigrados, as
viúvas e os órfãos. Convidem-nos pois a acompanharem-vos nessa celebração até
junto do Templo. Lembrem-se! – Vocês foram escravos no Egito; por isso tenham
cuidado em seguir à risca este mandamento.

 

A celebração dos tabernáculos

 

13-14Uma outra celebração será a celebração dos tabernáculos, e devera ser realizada durante sete dias no fim da época das colheitas, depois do grão ter sido guardado e o vinho pisado no lagar. Há-de ser uma ocasião de se alegrarem juntos, com a vossa família e os vosso trabalhadores. E nunca se esqueçam de convidar também os Levítas, e os estrangeiros, mais os órfãos e viúvas da vossa localidade.

15Esta festividade terá lugar no Templo, que se localizará no lugar que YAHU ULHÍM designar. Será uma oportunidade de expressar profunda gratidão e ação de graças a YAHU ULHÍM pelas suas bênçãos, representadas numa tão boa colheita e em muitas outras coisas. Será um tempo de grande alegria.

16-17Cada homem de Yashorúl devera apresentar-se a YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno no Templo três vezes ao ano para estas três celebrações: acelebração dos pães asmos, a celebração das semanas, e a celebração dos tabernáculos.Em cada uma destas ocasiões tragam um presente a YAHU ULHÍM. Deem o que está nas vossas possibilidades, de acordo com o que YAHU ULHÍM vos abençoou.

 

Os juízes

 

18Designem juízes e funcionários administrativos para todas as cidades que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos dá. Assim eles administrarão a justiça em todas as partes da terra.

19-20Nunca torçam a justiça, em benefício de um rico, por exemplo, nem se deixem nunca comprar por presentes; porque o suborno cega os olhos até dos mais sábios e
transtorna as suas decisões. Deve prevalecer só a justiça. É essa a única forma
de terem sucesso na terra que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos dá.

 

Não à idolatria

 

21-22Nunca ergam altares e imagens de
idolatria junto do altar de YAHU UL vosso Criador Eterno. E nunca levantem
pilares religiosos, porque YAHU ULHÍM os aborrece.

 

DEBARIM 17

1 Jamais sacrifiquem a YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno um boi ou um cordeiro defeituoso. Dons desses não o honram de maneira nenhuma.

2-7Se alguém, seja homem seja mulher, violar o vosso pacto com YAHU ULHÍM, adorando outros falsos criadores o estatuas tais como o sol, a lua ou as ‘cocavím’ (est-elas) – coisa que eu estritamente vos proibi – primeiro verifiquem cuidadosamente se isso é verdade, se isso está realmente a acontecer; depois o indivíduo responsável por tal acto devera ser trazido para fora da cidade e apedrejado até morrer. Contudo, nunca condenem ninguém à morte apenas na base do testemunho de uma só pessoa; terão de haver duas ou três testemunhas. As testemunhas serão as primeiras a lançar as pedras, e o povo depois juntar-se-á a eles. Desta forma tirarão o mal do vosso meio.

 

Os tribunais

 

8-13Se aparecer algum caso demasiado difícil sobre o qual tiveram de tomar uma decisão – por exemplo, saber se alguém é ou não culpado de assassínio quando não há disso provas suficientes evidentes, ou se os direitos de alguém foram realmente violados – levarão esse assunto até ao Templo de YAHU UL vosso Criador Eterno, aos intermediários e aos Levítas, e o juiz supremo em exercício nessa altura tomará uma decisão. Aliás a sua sentença será sem apelo e devera ser seguida à letra. Quer dizer que o que ele sentenciar terá de ser cumprido à risca e completamente. Se o acusado se negar a aceitar a decisão do intermediário ou do juiz nomeado por YAHU ULHÍM para
fazer justiça, então o castigo será a morte. Tais pecadores deverão ser expurgados de Yashorúl! E se assim for, toda a gente ouvirá sobre o que aconteceu a esse indivíduo que recusou o veredicto de YAHU ULHÍM, e as pessoas terão medo de desafiar o juízo do tribunal numa próxima vez.

 

O rei

 

14-15Quando chegarem à terra que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos deu, depois de a terem conquistado, e quando começarem a pensar, ‘Devíamos ter um rei como as outras nações à nossa volta!’ – terão de estar certos de ter selecionado como rei realmente aquele homem que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno escolher. Devera ser um Yashorulíta, nunca um estrangeiro.
16Vejam bem que não venha a cair no luxo e ambição pessoal, acumulando cavalos
para sí próprio em grandes cavalariças, e que não mande enviados seus ao Egito
para lhe trazer cavalos de lá, porque YAHU ULHÍM vos disse para nunca mais
voltarem para o Egito.

17Não devera ter muitas mulheres para que não venha a desviar-se de YAHU UL. Não se tornará excessivamente rico.

18-20E quando tiver sido coroado rei e estabelecido no seu trono terá de escrever num livro uma cópia destas leis que os Levítas-intermediários guardam. Esse livro será o seu
constante companheiro. Devera lê-lo todos os dias da sua vida para assim
aprender a respeitar YAHU ULHÍM, seu Criador Eterno, pela obediência aos seus
mandamentos. Esta leitura regular da palavra de YAHU ULHÍM preservá-lo-á de
pensar que é melhor que os seus irmãos, seus concidadãos, e também de se
desviar deste caminho de YAHU ULHÍM, nem sequer nos mínimos detalhes,
garantindo-lhe ao mesmo tempo um reino longo e próspero. E os seus descendentes
suceder-lhe-ão no trono.

 

DEBARIM 18

 

As ofertas para os intermediários e os
Levítas

 

1Lembrem-se de que os intermediários e todos os outros membros da tribo dos Levítas não receberão terra nenhuma, ao contrário das outras tribos. Por isso os intermediários e os Levítas deverão ser sustentados pelos sacrifícios que são trazidos ao altar de YAHU UL e pelas outras ofertas que o povo lhe trouxer.

2Não precisam de possuir nenhuma terra, porque
YAHU ULHÍM é que é a sua possessão! Foi isso mesmo que ele lhes prometeu.

3As espáduas, as queixadas e o estômago de cada boi ou cordeiro trazido para ser
sacrificado deve ser dado aos intermediários.

4Além disso deverão também receber as amostras dos primeiros frutos colhidos, e que são trazidos em ação de graças a YAHU ULHÍM – os primeiros cereais, o primeiro vinho produzido, o primeiro azeite, assim como da primeira lã no tempo da tosquia.

5Porque YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno escolheu a tribo de Leví de entre as outras tribos para servir YAHU ULHÍM através de todas as gerações.

6-8Qualquer levita, seja onde for que viva na terra de Yashorúl, tem o direito de vir até ao Templo quando quiser e de administrar em Shúam (Nome) de YAHU UL, à semelhança dos outros Levítas seus irmãos que ali trabalham regularmente. Partilhará dos sacrifícios e das ofertas como um direito seu e não como uma esmola que lhe
seja feita.

 

As práticas detestáveis

 

9-14Quando chegarem à terra prometida terão muito cuidado em não se deixarem corromper pelos horríveis costumes das nações que lá vivem agora. Por exemplo, se houver algum Yashorulíta que apresente o seu filho para ser queimado em sacrifício aos falsos criadores o estatuas pagãos, devera ser morto. Nenhum Yashorulíta praticará coisas como artes mágicas ou magia negra, ou espiritismo, invocando os espíritos dos mortos e utilizando médiuns, nem bruxarias, adivinhações ou astrologia e consulta de
horoscópios. Quem quer que seja que pratique qualquer destas coisas torna-se,
para YAHU ULHÍM, objecto de abominação e repugnância; pois é por causa dessas
mesmas coisas que YAHU ULHÍM expulsa da terra as nações que aqui estavam.
Deverão andar com toda a integridade e rectidão na presença de YAHU UL vosso
Criador Eterno. Os povos cujo território vão agora ocupar todos eles praticavam
essas coisas, mas YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno não permitirá que façam tal
coisa.

 

O profeta

 

15-16E YAHU ULHÍM fará levantar-se, do vosso meio, um profeta semelhante a mim, de entre os teus irmãos, um homem que deverão ouvir, e a quem deverão obedecer. Porque foi aliás isso mesmo que vocês pediram a YAHU ULHÍM no Monte Horeb. Ali, ao pé da montanha, rogaram-lhe que não fossem obrigados a ouvir de novo directamente a tremenda voz de YAHU ULHÍM, nem a ver o terrível fogo sobre o monte, pois que se assim tornasse a acontecer haveriam de morrer.

17-20’Pois sim!’, disse-me YAHU ULHÍM. ‘Farei como me pediram. Farei erguer-se de entre eles um profeta, Yashorulíta como tu. Dir-lhe-ei o que deve declarar; será o meu porta-voz junto do povo. E quem não quiser ouvi-lo, no que ele disser em meu Shúam (Nome), será disso pessoalmente responsável perante mim. Mas também qualquer profeta que pretender falsamente expor uma mensagem em meu Shúam (Nome), sem que isso corresponda à verdade, morrerá. Igualmente um profeta que se ponha a pregar em nome de outros falsos criadores o estatuas terá de morrer!’

21-22Se perguntarem: ‘Como haveremos de saber se uma mensagem é de YAHU UL ou não?’ É assim que saberão: se aquilo que foi profetizado não acontecer é porque não foi YAHU ULHÍM quem comunicou essa mensagem; foi fruto da sua própria imaginação. Não têm que se preocupar minimamente com o que ele disse.

 

DEBARIM 19

 

Cidades de refúgio

 

1Quando YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno tiver destruído os povos que vocês desarraigarão, quando passarem a viver nas cidades e nas casas deles,

2terão de destacar três cidades de refúgio para que alguém que por simples acidente tenha morto outra pessoa possa para lá fugir e estar em segurança.

3Para tal, dividam o território em três zonas, cada uma com
a sua cidade, e com as vias que conduzam até elas em bom estado.

4-7Eis um exemplo da finalidade da existência dessas cidades: Um homem vai a um bosque na companhia do seu vizinho para cortar lenha. A certa altura o ferro do machado escapa-se-lhe do cabo e vai matar o companheiro. Aquele homem poderá fugir então para uma dessas cidades, e ficará seguro. Se aparecer alguém pretendendo
vingar a morte do seu vizinho, não poderá fazê-lo. Essas cidades deverão estar
suficientemente acessíveis a toda a gente. Doutra forma, um vingador exaltado
pode apanhar e liquidar o indivíduo que matou outro sem ser por mal, e essa
liquidação não deveria ter sido feita, pois que não o matou deliberadamente.
8-10Se YAHU ULHÍM alargar as vossas fronteiras, aliás tal como prometeu aos
vossos pais, e vos der toda a terra que garantiu dar-vos – e ele vos fará isso
na condição de obedecerem a todos os mandamentos que vos dou hoje, de amarem
YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno e de andarem nos seus caminhos – então terão de
destacar mais três outras cidades de refúgio. Dessa forma impedirão a morte de
gente inocente, e não se tornarão responsáveis por um derramamento injusto de
sangue.

11-13Mas se alguém odeia uma outra pessoa e, armando-lhe uma emboscada,
lhe aparecer de repente na frente e o matar, e depois se vier a fugir para uma
das cidades de refúgio, os anciãos da sua cidade de origem mandarão buscá-lo e
trazê-lo para casa e entregá-lo-ão ao vingador da morte daquele que ele
assassinou para ser executado. Não tenham pena dele. Expurguem de Yashorúl
todos os assassinos. Só assim tudo vos correrá bem.

14Quando chegarem à terra que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos dá não se esqueçam de que não deverão roubar terra ao vosso vizinho, deslocando as marcas dos limites do seu campo.

 

As testemunhas

 

15-21Nunca inculpem ninguém apenas na base de uma só testemunha. Terá de haver pelo menos duas, e se houver três testemunhas ainda será melhor. Se alguém der um falso testemunho, dizendo que viu outra pessoa praticar uma ação má, mas sem que isso seja verdade, deverão ser ambos trazidos à presença dos intermediários e dos juízes em exercício na altura, perante YAHU ULHÍM. Será então apertadamente interrogado e, se se vir que a testemunha está a mentir, o seu castigo terá de ser aquele mesmo que o outro receberia se fosse verdade a acusação. Dessa forma limparão o mal do vosso meio. Todos quantos ouvirem isso que aconteceu terão medo de dizer
mentiras ao testemunhar contra outros. Não tenham pois misericórdia de uma
falsa testemunha. Vida por vida, olho por olho, dente por dente, mão por mão,
pé por pé; será este o vosso critério em tais casos.

 

DEBARIM 20

 

Leis de guerra

 

1-2Quando forem à guerra e virem na vossa frente um grande número de cavaleiros e de carros de combate, um exército muito superior ao vosso, não se atemorizem! YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno está convosco, o mesmo YAHU ULHÍM que vos trouxe com segurança para fora do Egito. Antes de começarem a batalha haverá um intermediário que se porá diante do exército de Yashorúl e dirá:

3’Ouçam-me todos vocês, gente de Yashorúl! Não tenham medo ao irem agora combater.

4Porque YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vai
convosco. Ele combaterá por vocês contra os vossos inimigos, e vos dará a
vitória!’

5Então os oficiais do exército dirigir-se-ão aos seus homens desta
maneira: ‘Há alguém que acaba de construir uma casa nova mas que ainda a não
consagrou! Então que volte para casa. Porque pode morrer na batalha e seria
outra pessoa que a consagraria.

6-8Algum de vocês plantou uma vinha e ainda não comeu do seu fruto? Se sim, que vá para casa! Poderá vir a morrer na batalha e será uma outra pessoa a comê-lo. Alguém aqui está noivo? Pois bem, que volte para casa e se case! Pode acontecer morrer na luta e ser um outro homem a casar com a noiva. E agora, está alguém com medo? Se for o caso, volte já para casa antes de comunicar esse terror aos outros!’

9Quando os oficiais tiverem terminado esta fala aos soldados, anunciarão os nomes dos comandantes de batalhão.

10-17Quando chegarem junto de uma cidade para atacá-la, primeiro
ofereçam-lhe tréguas. Se ela aceitar e vos abrir as portas, nessa altura toda a
população se tornará vossa tributária e vos servirá. Se recusar e não aceitar a
vossa proposta de armistício, deverão então sitiá-la. Quando YAHU ULHÍM vosso
Criador Eterno vo-la tiver dado, então matem todos os habitantes do sexo
masculino; e poderão guardar para si as mulheres, as crianças, o gado e o que
tiver sido saqueado. Estas instruções aplicam-se somente a cidades distantes,
não às cidades propriamente da terra prometida. Porque nestas aqui, dentro dos
limites da terra prometida, não deverão poupar seja quem for; terão de destruir
tudo o que tem vida. Destruam pois completamente os heteus, os amorreus, os
cananeus, os perizeus, os heveus, e os jebuseus. É isto que YAHU ULHÍM vosso
Criador Eterno vos manda.

18E o objetivo desta ordem é impedir que o povo da terra que viesse a ficar vivo vos engane e vos leve a adorar os seus ídolos e a participar nos seus costumes abomináveis, fazendo-vos pecar profundamente contra YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno.

19-20 Quando sitiarem uma cidade, não destruam as árvores de fruto. Comam toda a fruta que vos apetecer; mas não deitem abaixo as árvores. Não se trata de inimigos que seja preciso abater! Contudo, árvores que não dêem fruto que sirva para a alimentação, essas sim, podem cortar. Usem-nas até para montar o assalto à cidade, construindo
baluartes, por exemplo.

 

DEBARIM 21

 

Absolvição por assassínio incógnito

 

1-2Se quando chegarem à terra prometida for encontrado jazendo por terra alguém vítima de assassínio, os anciãos calcularão a distância que vai dali até à cidade mais próxima.

3Então os anciãos daquela cidade tomarão uma bezerra que ainda não tenha trabalhado nem puxado com jugo, e

4levá-la-ão até um vale que nunca tenha sido lavrado nem semeado, e onde
corra água; ali quebrem-lhe o pescoço.

5-8Então virão os intermediários – os quais YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno escolheu para administrar na sua presença e para pronunciar as suas bênçãos, para decidir sobre o levantamento de processos jurídicos e sobre as respectivas sentenças – lavarão as mãos sobre a bezerra e dirão: ‘Não foram as nossas mãos que derramaram este sangue, e tão pouco vimos coisa alguma disso. Ó YAHU ULHÍM, perdoa o teu povo de Yashorúl que resgataste, e não o condenes pela culpa do assassinato de uma pessoa inocente. Isenta-nos da culpa do sangue deste homem.’

9Desta forma se livrarão da culpa de derramento de sangue inocente no vosso seio, seguindo as diretivas de YAHU UL.

 

Casamento com uma mulher cativa

 

10-14 Quando forem à guerra, e YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos entregar o adversário nas vossas mãos, se virem entre os cativos uma formosa rapariga e um de vocês a tomar por mulher, que a leve para casa. Ela terá de rapar a cabeça e cortar as unhas, mudará a roupa que trazia quando foi capturada, e ficará em casa um mês inteiro para poder chorar a perda do pai e da mãe. Depois então poderá casar com ela. Contudo, se depois disso vier a verificar que não gosta dela, devera deixá-la ir-se embora livre –
não pode vendê-la ou tratá-la como escrava, porque a humilhou.

 

Direitos dos primogénitos

 

15-17Se um homem tiver duas mulheres, mas amar uma e não a outra, e se ambas lhe tiverem dado filhos, e ainda se a mãe do filho mais velho for aquela de quem ele não gosta, não poderá vir a dar maior herança ao filho mais novo, ao filho da mulher que ama. Devera dar habitual porção dobrada ao filho mais velho, porque ele representa o começo da sua força, da sua vida de adulto, e tem o direito que lhe compete como filho mais velho, ainda que sendo o filho da mulher que seu pai não ama.

 Um filho rebelde

 18-21Se um homem tiver um filho obstinado e rebelde que não obedeça nem ao pai nem à mãe, ainda que estes o castiguem para o corrigir, então seus pais deverão trazê-lo perante os anciãos da cidade e declarar: ‘Este nosso filho é obstinado e rebelde e não quer obedecer; além disso é um comilão e beberrão incorrigível.’ Os homens da cidade apedrejá-lo-ão até morrer. Dessa forma tirarão o mal do vosso meio; e todos os outros jovens de Yashorúl ouvirão isso que aconteceu e terão medo.

 

Normas diversas

 

22-23Quando alguém tiver cometido um crime digno de morte, se depois de executada a sentença ele for pendurado numa árvore, o seu corpo não devera ficar assim suspenso durante a noite. Terão de o enterrar no mesmo dia ainda; porque alguém que é pendurado numa árvore é maldito de YAHU ULHÍM. Não contaminem a terra que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos deu.

 

DEBARIM 22

 

1Se alguém vir que o boi ou a ovelha de outra pessoa se extraviou pelos campos, não devera fazer como se o não tivesse visto, mas antes levá-lo até ao seu proprietário.

2E se não souberem de quem é, recolham-no vocês mesmos e tratem dele até que apareça o proprietário para vir buscá-lo; então o restituirá.

3Farão o mesmo tratando-se de um jumento, ou de
vestuário, ou seja do que for que tiverem encontrado; guardem-no para o
restituirem ao seu dono.

4Se virem alguém tentando levantar um boi ou um jumento que tenha caído sob o peso da carga, não desviem os olhos para outro lado. Vão e deem a vossa ajuda!

5Uma mulher não deve trazer roupa de homem, nem um homem roupa de mulher; é coisa que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno aborrece.
6-7Se encontrarem um ninho de aves numa árvore ou no chão, e se houver nele
crias ou se a mãe estiver a chocar os ovos, não levem a mãe com os filhos.
Deixem a mãe voar em liberdade e podem ficar com as crias. YAHU ULHÍM vos
abençoará se fizerem assim.

8Quando edificarem uma casa nova deverão construir
um parapeito na beira do telhado para evitar que alguém caia dali abaixo,
tornando assim responsável pelo acidente tanto a própria casa como o seu proprietário.
9Não semeiem outras sementes por entre as carreiras das vossas vinhas. Se o
fizerem, tanto as plantas que semearem como as uvas que obtiverem serão
confiscadas pelos intermediários.

10Não ponham juntos a lavrar um boi e um jumento.

11Não tragam roupa de tecidos diversos, por exemplo, de lã e de linho.
12Cosam franjas nos quatro lados das mantas com que se cobrem.

 

Violação e adultério

 

13-15Quando um homem casar com uma jovem, se depois de ter dormido com ela, vier a acusá-la de já ter tido relações com outro homem, afirmando: ‘Ela não era virgem quando casei com ela’; então o pai e a mãe da moça trarão as provas da virgindade dela, perante os juízes da cidade.

16-19E o pai dir-lhe-á: ‘Dei a minha filha a este homem por mulher, e
agora ele despreza-a, acusando-a de coisas vergonhosas, afirmando que já não
era virgem quando casou com ele. No entanto aqui estão os sinais do contrário.’
E estenderá a peça de roupa perante os juízes. Estes sentenciarão o homem a ser
açoitado, e a pagar uma multa de um quilo de prata ao pai da rapariga, pois que
acusou falsamente uma virgem em Yashorúl. Ela continuará a ser mulher dele, e
ele nunca a poderá divorciar.

20-21No entanto se a acusação se provar ser verdadeira, se a rapariga na verdade já não era virgem, os juízes trarão a rapariga até à porta da casa do seu pai, onde os homens da cidade a apedrejarão até morrer. Ela manchou Yashorúl com um crime flagrante, prostituindo-se enquanto vivia no lar de seus pais; um tamanho mal devera ser varrido do vosso meio.

22-29Se um homem for encontrado cometendo adultério, tanto ele como a
mulher do outro homem deverão morrer, expurgando o mal do seio de Yashorúl. Se
uma moça que esteja já noiva de alguém for violada dentro dos muros duma
povoação, tanto ela como o homem que a seduziu serão levados para fora das
muralhas e apedrejados até morrerem – a moça, porque não quis gritar por
socorro quando foi violentada, e o homem, porque violou a virgindade da noiva
de um outro. Desta maneira reduzirão o crime entre vocês. Mas se esta maldade
tiver lugar no meio do campo, só o homem morrerá. A moça ficará inocente,
pois está na mesma situação da vítima de um assassínio; visto que se pode
partir do princípio que ela terá gritado e que não havia ninguém para a ouvir e
para intervir a favor dela, ali no descampado. Se um homem violar uma 
que ainda não esteja comprometida com outro, e se for apanhado no próprio ato,
terá de pagar uma multa de quinhentos gramas de prata ao pai da moça e casará
com ela; e nunca poderá divorciá-la.

30Um homem nunca dormirá com a viúva do
seu pai, visto que seria uma desonra à memória do seu próprio pai.

 

DEBARIM 23

 

Exclusão da assembleia

 

1Se um homem tiver sido estropiado
sexualmente, ou se tiver sido castrado, não poderá entrar no Templo.

2Um bastardo também não poderá entrar no Templo, nem nenhum dos seus descendentes, durante dez gerações.

3-5Nenhum amonita nem moabita poderá entrar no Templo, nem mesmo após a décima geração. A razão desta lei é que essas nações não quiseram receber-vos, cedendo-vos alimento e água quando vinham do Egito; e até pagaram a Balaam, o filho de Beor, de Petor na Mesopotâmia, para que tentasse amaldiçoar-vos. Mas YAHU ULHÍM não ouviu as palavras de Balaam; e em vez disso, mudou aquela pretensa maldição em bênção sobre vocês, porque YAHU ULHÍM vos ama.

6-8Todo o tempo que viverem não deverão tentar ajudar nem os amonitas nem
os moabitas, seja de que forma for. Mas por outro lado não deverão abominar nem
os edomitas nem os egípcios; os edomitas porque são vossos irmãos, e os
egípcios porque viveram no meio deles. Os netos dos egípcios que vieram
convosco do Egito poderão entrar no Templo de YAHU UL.

 

Impureza no acampamento

 

9-14Quando estiverem em guerra, os que combatem deverão abster-se de tudo o que seja impuro. Um homem que se tenha tornado ritualmente impuro devido a uma descarga de sémen durante a noite devera afastar-se do exército combatente, e ficar de fora até ao fim da tarde. Então banhar-se-á e poderá retornar, depois do sol se pôr. A área para fazer as necessidades ficará fora do acampamento militar. Cada homem terá, fazendo parte do seu equipamento, uma pá; fará com ela uma cova, na qual tapará o seu
excremento. O acampamento devera ser um lugar santo, porque YAHU ULHÍM anda no
vosso meio para vos proteger e para fazer com que os vossos inimigos caiam na
vossa frente; YAHU ULHÍM não quer ver nada de indecente em vocês, que possa
fazer com que vos deixe.

 

Diversas leis

 

15-16Se um escravo fugir do seu chefe não deverão forçá-lo a voltar; deixem-no viver na cidade que escolher e não o oprimam.

17-18Não haverá prostitutas em Yashorúl, sejam homens sejam mulheres.
Não deverão trazer a YAHU ULHÍM qualquer oferta resultante de ganhos obtidos
por uma prostituta ou por um homossexual, porque YAHU ULHÍM vosso Criador
Eterno detesta ambos.

19-20Não peçam juros sobre empréstimos que façam a um vosso irmão Yashorulíta, quer se trate de dinheiro, de alimentos ou de outra coisa qualquer; podem pedir juros a um estrangeiro, mas não a um filho de Yashorúl. Porque se pedirem juros a um irmão vosso, YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno não poderá abençoar-vos quando entrarem na terra prometida.

21-23Quando fizerem um voto a YAHU ULHÍM, sejam prontos a cumpri-lo, a fazer aquilo que tiverem prometido, seja o que for. É YAHU ULHÍM quem vos pede isso – que
cumpram logo com os vossos votos. Se não o fizerem, pecam. Mas, claro, se se abstiverem de formular um voto, isso também não será um pecado! No entanto,
desde que o voto seja expresso terão de ter cuidado em cumprir com o que disseram, porque foi uma decisão da vossa responsabilidade, e feita para com YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno.

24-25 Poderão comer à vossa vontade até se fartarem das vinhas de um outro proprietário desde que não ponham das suas uvas num recipiente. O mesmo acontecerá na seara doutra pessoa – poderão comer, arrancando com as mãos o grão das espigas, mas não as ceifem; não usem foice alguma.

 

DEBARIM 24

 

Normas sobre vários domínios

 

1Se um homem se desgostar de qualquer coisa na sua mulher poderá escrever um documento em como declara que a divorcia; e depois de lho entregar pode mandá-la embora.

2Se ela depois tornar a casar,

3 e se esse segundo marido também se divorciar dela ou se morrer,

4o primeiro não poderá casar segunda vez com ela porque ela se tornou impura; seria pois coisa que traria culpa para a terra que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos dá.

5Um homem casado recentemente não será mobilizado para a guerra, nem lhe serão
dadas responsabilidades especiais; durante um ano inteiro ficará em sua casa
livre dessas coisas, para que a sua mulher se alegre na sua companhia.

6Não será permitido tomar em penhor um moinho, nem sequer a mó; seria penhorar a
própria vida, pois é aquilo de que o dono depende para viver.

7Se alguém raptar um seu irmão Yashorulíta como refém, para com ele negociar ou para o vender como escravo, terá de morrer, para assim se expurgar o mal do vosso meio.
8-9Tenham muito cuidado em seguir as indicações do intermediário nos casos de
lepra, pois que lhe dei regras e indicações que deverão obedecer à letra.
Lembrem-se daquilo que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno fez a Maoro-ém quando
vinham do Egito.

10-13Se emprestarem alguma coisa a outra pessoa, não poderão
entrar-lhe na casa para se apoderarem de um penhor ou reaverem o que emprestaram.
Ficarão de fora, e será o dono da casa que vos trará o que vos pertence. Se o
homem for pobre e não puder dar-vos mais do que o próprio cobertor com que se
cobre, vocês não podem dormir sob ele. Devolvam-lho logo que se ponha o sol,
para que possa usá-lo durante a noite, e abençoar-vos. YAHU ULHÍM vosso Criador
Eterno tomará isso como um acto de justiça a vosso favor.

14-15Nunca oprimam um trabalhador pobre no vosso meio, seja ele um vosso irmão Yashorulíta, seja um imigrante vivendo da vossa terra. Paguem-lhe o seu salário cada dia e antes que o sol se ponha, pois que sendo pobre precisa dele logo; doutra forma poderá clamar a YAHU ULHÍM contra vocês e isso será tido em conta como um pecado
vosso.

16Os pais não poderão ser mortos por causa dos pecados dos filhos, nem
os filhos pelos dos pais. Cada pessoa que mereça morrer sê-lo-á em razão dos
seus próprios crimes.

17-18Deverão fazer justiça aos imigrantes e aos órfãos, e
nunca aceitar a roupa de uma viúva como penhor duma dívida dela. Lembrem-se sempre de que vocês foram escravos no Egito, e de que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos resgatou dali; é por isso que vos dou este mandamento.

19-22Se, quando ceifarem a vossa seara, deixarem cair distraidamente um molho, ou se tiverem esquecido dele no campo, não voltem atrás para ir buscá-lo. Deixem-no para os estrangeiros, imigrantes, para os órfãos e viúvas; assim YAHU ULHÍM vos
abençoará e vos fará prosperar. Da mesma forma, quando sacudirem as oliveiras
não insistam em fazê-lo duas vezes; deixem algumas que ficarem para os
imigrantes, para os órfãos e para as viúvas. O mesmo ainda quanto às uvas das
vossas vinhas; não vindimem tudo com exagerado cuidado, mas deixem aquilo que
tiver ficado ocasionalmente para os que vivem necessitados. Lembrem-se de que foram
escravos na terra do Egito, e que é por isso que vos dou este mandamento.

 

DEBARIM 25

 

1-2Se uma pessoa for culpada de um crime e o castigo consistir em ser açoitado, o juiz mandará que o culpado se deite e que seja açoitado na sua presença,

3até quarenta açoites, em relação com a gravidade da sua falta; mas não lhe darão mais de quarenta açoites, para que o vosso irmão não se sinta envilecido na vossa presença.

4Não atarão a boca do boi enquanto trilha o grão.

5-6Se o irmão de um homem morrer sem ter filhos, a
viúva não devera casar fora dessa família; o irmão do seu falecido marido
casará com ela e tomá-la-á por mulher. O primeiro filho que ela tiver será tido
como filho do falecido, para que o seu nome não seja esquecido.

7-10Contudo, se o irmão do homem que morreu recusar cumprir com o seu dever neste caso, e não quiser tomar por mulher a viúva, então ela irá ter com os anciãos da povoação e lhes dirá: ‘O irmão do meu falecido marido recusa dar continuidade ao nome do seu irmão, não quer casar comigo.’ Os anciãos convocá-lo-ão, conversarão com
ele, e se a sua decisão se mantiver, a viúva dirigir-se-á a ele na frente dos
anciãos, tira-lhe a sandália do pé e cospe-lhe no rosto. E dirá: ‘Isto é o que
acontece àquele que recusa dar continuidade à casa do seu irmão.’ E a partir de
então a sua casa será considerada como ‘a casa do homem a quem descalçaram a
sandália’!

11-12Se dois homens estiverem a lutar um contra o outro e se a
mulher de um deles, para intervir a favor do seu marido, agarrar nos testículos
do outro, a sua mão devera ser cortada, sem piedade!

13-16Em todas as vossas transações deverão usar medidas justas, pesos correctos, para que tenham uma vida longa e boa na terra que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos dá. Todo aquele que engana por meio de pesos e de medidas falsificadas é detestado pelo YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno.

17-19Não se esqueçam nunca daquilo que vos fez Amaleque, quando vinham do Egito. Lembrem-se de que ele vos combateu e abateu todos os que estavam fracos e cansados, que se deixaram ficar para a retaguarda. Amaleque não teve respeito nem temor de YAHU ULHÍM. Por isso quando YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos tiver dado descanso em relação aos vossos inimigos na terra prometida, deverão apagar totalmente tudo o que lembre o nome de Amaleque, debaixo do céu. Nunca mais se esqueçam disto.

 

DEBARIM 26

 

Os primeiros frutos e os dízimos

 

1Quando chegarem à terra, depois de a terem conquistado, e quando começarem a viver lá,

2-3 deverão apresentar a YAHU ULHÍM no seu Templo os primeiros frutos de cada colheita anual. Tragam-nos num cesto e entreguem ao intermediário em exercício nessa altura e digam-lhe: ‘Estes dons são a prova do meu agradecimento a YAHU ULHÍM meu Criador Eterno por me ter trazido à terra que prometeu aos meus antepassados’.

4-11O intermediário tomará então o cesto da vossa mão e o porá diante do altar. Dirão então diante de YAHU UL vosso Criador Eterno: ‘Os meus antepassados eram emigrantes arameus que foram para o Egito procurando refúgio. Eram pouco numerosos mas tornaram-se uma poderosa nação. Os egípcios maltrataram-nos e nós gritámos pelo auxílio de YAHU ULHÍM Criador Eterno. Ele ouviu-nos, viu a nossa aflição, a nossa miséria, a opressão em que vivíamos, e tirou-nos de lá por meio de poderosos milagres, com a instrumentalidade da sua potente mão, e trouxe-nos para este lugar, dando-nos esta terra na qual brota leite e mel! Agora, YAHU ULHÍM, como vês, trouxemos-te este símbolo dos primeiros frutos da terra que nos deste.’ Porão então esses frutos na presença de YAHU UL vosso Criador Eterno e o adorarão. Após isso vão e façam uma celebração, alegrando-se por todas as coisas que YAHU ULHÍM vos deu. Comemorem com a vossa família, com os Levítas e com os estrangeiros que
vivam no vosso meio.

12-14De três em três anos haverá um dízimo especial. Nesse
ano deverão dar todos os vossos dízimos aos Levítas, aos imigrantes, aos órfãos
e às viúvas para que fiquem satisfeitos. Declararão então perante YAHU ULHÍM
vosso Criador Eterno: ‘Dei todos os meus dízimos aos Levítas, aos imigrantes,
aos órfãos e às viúvas, tal como me ordenaste; não esqueci nem violei nenhum
dos teus regulamentos. Não toquei em nenhum dízimo enquanto estava
cerimonialmente impuro, por exemplo quando estava de luto, nem ofereci disso
pela memória dum morto. Obedci a YAHU ULHÍM meu Criador Eterno e fiz tudo o que
me mandaste.

15Olha desde a tua santa habitação no céu e abençoa o teu povo
mais a terra que nos deste, tal como prometeste aos nossos pais; faz dela uma
terra que brote leite e mel!’

 

Obediência aos mandamentos de YAHU UL

 

16-17Deverão obedecer de todo o coração a todos estes mandamentos e regulamentos que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos dá hoje. Declararam hoje que ele é o vosso Criador Eterno e prometeram obedecer-lhe e guardar as suas leis e ordenações, cumprindo tudo o que vos diz para fazerem.

18-19Por seu lado, YAHU ULHÍM declara também hoje que vocês são o
seu próprio povo, tal como tinha prometido antes, e que deverão obedecer às
suas leis. Se assim fizerem, fará de vocês a maior nação de entre todas as
outras e receberão louvores, honra e fama; contudo, para poder atingir essa
fama e prestígio terão de ser um povo santo para YAHU ULHÍM vosso Criador
Eterno; é isso que ele requer de vocês.’

 

DEBARIM 27

 

O altar no monte Ebal

 

1Então Mehushúa e os anciãos de Yashorúl deram ainda mais estas instruções ao povo, para que as cumprissem:

2-8Quando passarem para o lado de lá do rio Yardayán e entrarem na terra prometida – essa terra na qual brotam leite e mel – peguem em blocos de pedra, tirados do
próprio leito do rio, e levantem um monumento na outra margem, no monte Ebal;
cubram-nas com cal e escrevam nelas as leis de YAHU ULHÍM. Construam ali um
altar a YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno. Empreguem para isso pedras não
talhadas, e ofereçam sobre esse altar holocaustos a YAHU ULHÍM vosso Criador
Eterno. Sacrifiquem ofertas de paz e celebrem uma celebração com grande júbilo
na presença de YAHU UL vosso Criador Eterno. Escrevam pois todas estas leis com
toda a clareza.

 

Maldição do monte Ebal

 

9-10Depois Mehushúa e os intermediários Levítas dirigiram-se a todo Yashorúl desta maneira. Yashorúlitas, ouçam bem! Hoje tornaram-se o povo de YAHU UL vosso Criador Eterno, por isso a partir de hoje devem começar a obedecer a todos estes mandamentos que vos dei.

11Nesse mesmo dia Mehushúa deu esta ordem ao povo:

12-14Quando tiverem passado para a terra prometida, as tribos de Shamiúl, de Leví, de YAHUDAH, de Ishochar, de YAHU-saf e de Benyamín pôr-se-ão sobre o monte Gerizim para proclamar uma Bênção ao povo, e as outras tribos de Ro-ibén, de Gaóld, de Oshór, de Zabulón, de Dayán e de Neftali estarão no monte Ebal para proclamarem uma maldição. Os Levítas colocar-se-ão entre eles e gritarão assim a todo o Yashorúl:
15’Maldito quem fizer e adorar um ídolo, mesmo em segredo, seja ele
esculpido em madeira ou feito de metal fundido – porque YAHU ULHÍM odeia esses
falsos criadores o estatuas feitos pela mão do homem’. E todo o povo
responderá: ‘Que assim seja’.
16’Maldito é quem desprezar o seu pai ou a sua mãe.’ E todo o povo
responderá: ‘Que assim seja’.
17’Maldito é quem alterar as marcas que distinguem o seu campo do do
vizinho.’ E todo o povo responderá: ‘Que assim seja’.
18’Maldito é quem se aproveita dum cego e o explora.’ E todo o povo
responderá: ‘Que assim seja’.
19’Maldito é quem for injusto para com um estrangeiro, um órfão ou uma
viúva.’ E todo o povo responderá: ‘Que assim seja’.
20’Maldito é quem comete adultério com uma das mulheres do seu pai,visto que ela pertence ao pai.’ E todo o povo responderá: ‘Que assim seja’.
21’Maldito é quem tiver relação sexual com um animal.’ E todo o povo
responderá: ‘Que assim seja’.

22’Maldito é quem tiver relações sexuais com a sua irmã, mesmo que se
trate de sua meia-irmã.’ E todo o povo responderá: ‘Que assim seja’.
23’Maldito é quem tiver relações sexuais com a sua sogra.’ E todo o povo
responderá: ‘Que assim seja’.
24’Maldito é quem assassinar, secretamente, outra pessoa.’ E todo o povo
responderá: ‘Que assim seja’.
25’Maldito é quem aceitar uma paga para matar uma pessoa inocente.’ E
todo o povo responderá: ‘Que assim seja’.
26’Maldito é quem não obedece a estas leis.’ E todo o povo responderá:
‘Que assim seja’.

 

DEBARIM 28

 

Bênção para a obediência

 

1Se obedecerem inteiramente a estes
mandamentos de YAHU UL vosso Criador Eterno, a todas estas leis que vos estou a
declarar hoje, YAHU ULHÍM fará de vocês a maior nação da terra.

2-6E são estas as bênçãos que virão sobre vocês: Serão abençoados nas povoações,Serão abençoados nos campos.Terão muitos filhos,Serão abundantes as vossas colheitas,Terão grandes rebanhos e manadas.Terão a bênção de fruta e de pão.Serão abençoados quando chegarem a um lugar, e quando partirem para outro local.

7-10 YAHU ULHÍM derrotará os vossos inimigos na vossa presença; eles marcharão junto contra vocês, mas depois fugirão e se dispersarão em sete direções. YAHU ULHÍM vos abençoará com boas colheitas e com gado saudável, fazendo prosperar tudo quanto fizerem ao chegar à terra que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos dá. Fará de vocês um povo santo que lhe seja consagrado. Isto é o que ele vos promete se lhe obedecerem e andarem nos seus caminhos. Todas as nações do mundo constatarão que vocês pertencem a YAHU ULHÍM e ficarão cheias de respeito por vocês!

11-14 YAHU ULHÍM vos dará abundância de boas coisas na terra tal como prometeu: muitos filhos, muito gado e abundantes colheitas. Abrirá para vocês os seus tesouros maravilhosos de chuvas dos shua-ólmaYa para vos dar belas colheitas em todas as épocas. Abençoará tudo quanto fizerem; e poderão ceder empréstimos a muitas outras nações estrangeiras, sem por isso terem de pedir emprestado a outros. A questão é que
obedeçam aos mandamentos de YAHU UL vosso Criador Eterno que hoje vos dou. YAHU
ULHÍM vos porá à cabeça e não na cauda. Terão sempre a supremacia. Mas cada uma
destas bênçãos depende de vocês não se desviarem nem para um lado nem para o
outro das leis que vos dei; e de nunca adorarem outros falsos criadores o
estatuas.

 

Consequências da desobediência

 

15-19Se não quiserem ouvir YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno, nem obedecer a estas leis que hoje vos estou a dar, então todas estas maldições cairão sobre vocês: Serão malditos nas povoações,Serão malditos nos campos.Essa maldição ver-se-á nos vossos frutos e no vosso pão.Serão amaldiçoados com madres estéreis,As vossas searas serão malditas,Também o vosso gado e os vossos rebanhos serão malditos.Serão amaldiçoados quando chegarem a qualquer lugar ou quando partirem.

20-22Será o próprio YAHU ULHÍM que vos amaldiçoará pessoalmente. Andarão em confusão e tudo o que empreenderem acabará na falência. Até que por fim serão destruídos por causa de se terem esquecido dele. Mandar-vos-á a doença até que sejam destruídos de sobre a face da terra que vão possuir agora. Mandar-vos-á a tuberculose, febre, infecções, pragas e guerra. Queimará as vossas searas, cobrindo-as de míldio. Todas estas devastações vos perseguirão até que todos pereçam.

23-24Os shua-ólmaYa por cima de vocês parecer-vos-ão de bronze, e a terra debaixo de vocês será como o ferro. A terra ficará seca como o pó por falta de água e até tempestades de pó vos destruirão.

25-26 YAHU ULHÍM fará com que sejam destruídos pelos vossos
inimigos. Avançarão ufanos para a batalha, mas acabarão por fugir perante os
inimigos no meio da maior confusão; serão baldeados dum lado para o outro entre
as nações da terra. Os vossos corpos mortos servirão de alimento à aves de
rapina e aos animais selvagens, e não haverá ninguém para os afugentar.

27-29 YAHU ULHÍM vos ferirá com úlceras do Egito, com tumores, com escorbuto, e com sarna. E para nenhum desses males haverá remédio. Mandar-vos-á loucura,
cegueira, terrores e pânico. Em pleno dia andarão às apalpadelas como um cego
em plena escuridão. Não prosperarão em nada do que fizerem. Serão continuamente
oprimidos e explorados; nada vos salvará.

30-34Será um outro indivíduo que virá a casar com a mulher de quem estavam noivos; outra pessoa virá a morar na casa que construíram para si; outros comerão o fruto das vinhas que plantaram. Os vossos bois serão abatidos contra vossa vontade na vossa frente, sem que venham a comer a sua carne. Roubar-vos-ão os jumentos na vossa presença, e nunca mais os verão. As vossas ovelhas serão dadas aos vossos inimigos, ninguém quererá dar-vos proteção. Sob os vossos olhos serão os vossos filhos e filhas levados como escravos. O vosso coração ficará despedaçado com saudade deles, sem conseguirem ir socorrê-los. Uma nação estrangeira da qual nunca antes tinham ouvido falar comerá as searas que vos custaram tanto a fazer crescer. Serão sempre oprimidos
e esmagados. Ficarão enlouquecidos por causa de toda a tragédia que verão à
vossa volta.

35 YAHU ULHÍM vos cobrirá com chagas malignas dos pés à cabeça.
36Exilar-vos-á, a vocês e ao vosso rei, para uma terra que nem vocês nem os
vossos antepassados conheceram minimamente; e durante o exílio chegarão a
adorar falsos criadores o estatuas feitos de madeira e de pedra.

37Tornar-se-ão um objeto de horror, um provérbio, uma fábula entre todas as nações, pois que YAHU ULHÍM vos lançará fora.

38-44Semearão muito mas colherão quase nada visto que os gafanhotos comerão as vossas colheitas. Plantarão vinhas, tratá-las-ão mas não chegarão a comer as suas uvas nem a beber o seu vinho, porque serão destruídas por vermes. Plantarão oliveiras por toda a parte mas não haverá bastante azeite sequer para se ungirem! Porque as árvores perderão as azeitonas antes delas estarem maduras. Vossos filhos e filhas ser-vos-ão tirados para serem escravos. Os gafanhotos destruirão as vossas árvores e as vossas vinhas. Os estrangeiros no vosso meio tornar-se-ão cada vez mais ricos, enquanto vocês serão cada vez mais pobres. Serão eles quem vos emprestarão aquilo de que
precisam e não vocês a eles! Eles estarão à cabeça e vocês na cauda.

45-48Todas estas maldições vos seguirão e vos alcançarão até que sejam destruídos – tudo por terem recusado ouvir YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno. Estes horrores cairão sobre vocês e os vossos descendentes como um sinal. Tornar-se-ão escravos dos
vossos inimigos, por causa de não terem louvade YAHU ULHÍM por tudo o que vos
deu. YAHU ULHÍM mandará os vossos inimigos contra vocês; vocês terão fome,
sede, frio e necessidades em todos os domínios. Um jugo de ferro será posto no
vosso pescoço, até que sejam destruídos.

49-53 YAHU ULHÍM trará contra vocês uma nação distante que vos cairá em cima como uma ave de rapina; uma nação cuja língua não compreenderão – gente feroz e furiosa que não terá compaixão nem de velhos nem de novos. Eles comerão tudo o que é vosso em casa e nos campos; levar-vos-ão todo o gado e as colheitas; desaparecerão os cereias, o vinho novo, o azeite, as crias das vacas e das ovelhas. Essa nação sitiará as vossas cidades e derrubará as muralhas, por mais altas que sejam e por muito que
pensem que vos protejem seguramente. Vocês chegarão a comer a carne dos vossos
próprios filhos e filhas nesses dias terríveis que hão-de vir, em que estarão
cercados.

54-57Até o mais sensível e delicado entre vocês se tornará endurecido
e mau para com o seu próprio irmão, a sua querida mulher e os filhos que ainda
lhe restarem com vida. Recusará mesmo deixá-los partilhar da carne que em dado
momento possa estar a devorar – a carne dos seus próprios filhos – porque sente
que morre de fome no meio daquele cerco à cidade. A mulher mais terna e mais
branda entre vocês – aquela que quase nem assenta os pés no chão! – recusará
repartir com o seu querido marido, filhos e filhas o que tem para comer.
Esconderá deles, quando tiver dado à luz, a placenta e a criança que lhe
nasceu, para que possa comê-los ela própria; tão terrível será a fome durante
esse ataque, e tão terrível a depressão causada pela presença dos inimigos às
vossas portas.

58-60Se recusarem obedecer a todas as leis escritas neste livro,
negando-se assim a reverenciar o Shúam (Nome) tremendo e glorioso de YAHU ULHÍM
o vosso Criador Eterno, então YAHU ULHÍM vos enviará chagas perpétuas, a vocês
e aos vossos filhos. Mandar-vos-á todas as doenças e males do Egito que vocês
receiam tanto; toda a terra será flagelada dessa maneira.

61-62E isto não será tudo! YAHU ULHÍM trará sobre vocês toda a espécie de doenças e de pragas que existem, mesmo as que não são mencionadas aqui neste livro, até que sejam destruídos. Serão poucos os que ainda ficarem vivos depois disto, ainda que
tenham sido tão numerosos como as ‘cocavím’ (est-elas) do firmamento. É o que
vos acontecerá se não quiserem ouvir YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno.

63-68Da mesma forma que YAHU ULHÍM se alegrou convosco e fez por vocês coisas tão maravilhosas, tendo-vos multiplicado, assim também YAHU ULHÍM nesse tempo sentir-se-á satisfeito em vos destruir. E vocês desaparecerão da terra. Porque YAHU ULHÍM vos espalhará entre as nações, duma extremidade à outra da terra. E lá adorarão
os falsos criadores o estatuas desses povos pagãos que nem vocês nem os vossos
antepassados jamais conheceram, falsos criadores o estatuas feitos de madeira e
de pedra. E lá entre essas nações não encontrarão repouso; antes vos dará YAHU
ULHÍM constante desassossego interior, escuridão e corpos esgotados pela
tristeza e pelo cansaço. As vossas vidas andarão sempre como que suspensas
pelas dúvidas. Viverão noite e dia em temores e nunca chegarão a ter a certeza
de poder ver a luz da manhã. Ao amanhecer dirão: ‘Quem me dera que fosse já
noite!’ E ao cair da noite: ‘Que venha depressa a manhã!’Isto dirão por causa
dos terríveis horrores que vos rodeiam. Então YAHU ULHÍM vos mandará de novo
para o Egito em navios, viagem essa que eu vos tinha prometido que nunca mais
haveriam de fazer; e lá vender-se-ão a si mesmos aos vossos próprios inimigos
como escravos – e ninguém quererá comprar-vos.

 

DEBARIM 29

 

A renovação da aliança

 

1Foi pois nas planícies de Moabe que
Mehushúa ratificou a aliança que YAHU ULHÍM tinha feito com o povo de Yashorúl
no Monte Horeb.

2-3Convocou todo Yashorúl para vir à sua presença e disse-lhes:
Viram com os vossos próprios olhos os grandes sinais e os poderosos milagres
que YAHU ULHÍM executou contra Faraóh e o seu povo na terra do Egito.

4Mas mesmo assim até hoje vocês não têm inteligência para compreender, nem olhos
para verem, nem ouvidos para ouvirem, que são coisas que YAHU ULHÍM vos pode
dar!

5Durante quarenta anos YAHU ULHÍM vos conduziu através do deserto, e nem
por isso o vosso vestuário envelheceu ou o vosso calçado se gastou.

6Ele não vos deixou cultivar trigo para fazer pão nem vinhas para beberem vinho e
bebidas fortes, para que se dêem conta de que é YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno
que tem cuidado de vocês.

7-15Quando aqui chegámos, o rei Siom de Hesbom e o
rei Ogue de Basã vieram lutar contra nós, mas destruímo-los, tomámos a terra
deles e demo-la às tribos de Ro-ibén, de Gaóld e à meia-tribo de Menashé. Por
isso obedeçam aos termos desta aliança para que possam prosperar em tudo quanto
fizerem. Todos vocês – os chefes, o povo, os juízes e responsáveis
administrativos – estão aqui perante YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno, com os
vossos filhos, as vossas mulheres e os estrangeiros que vivem convosco, que vos
cortam a lenha e transportam a água. Aqui estão pois para estabelecer um
compromisso com YAHU ULHÍM o vosso Criador Eterno, um contrato que ele faz hoje
convosco. Ele quer confirmar-vos presentemente como o seu povo, afirmar-se ele
próprio como o vosso Criador Eterno tal como prometeu aos vossos antepassados,
a Abrahão, a YAHUtz-kaq e a YAHUCAF. E aliás não é só convosco que ele firma
esta aliança, mas também com todas as gerações de Yashorúl.

16-18Vocês lembram-se bem, com certeza, como vivemos na terra do Egito e como, depois de sairmos de lá, fomos conduzidos através do território de nações inimigas. Viram os seus ídolos pagãos, feitos de madeira, de pedra, de prata e de ouro. No dia
em que algum de vocês – homem ou mulher, uma só família ou toda uma tribo de
Yashorúl – começar a desviar-se de YAHU UL vosso Criador Eterno e pretender
adorar esses ídolos das outras nações, nesse dia, pois, será como plantar uma
raiz que vem a dar frutos amargos e venenosos.

19-23Que ninguém, numa alegre indiferença, pense, ao ouvir os avisos desta maldição: ‘As coisas hão-de correr-me bem, ainda que ande como muito bem me apetece, ainda que faça tudo o que me dá na vontade!’ Porque YAHU ULHÍM não perdoará isso. A sua cólera e o seu zelo acender-se-ão contra essa pessoa. E todas as maldições escritas neste livro cairão pesadamente sobre ela; YAHU ULHÍM riscará o seu nome de debaixo
dos shua-ólmaYa. YAHU ULHÍM separará esse indivíduo de todas as tribos de Yashorúl, para derramar sobre ele todas as maldições, consignadas neste livro, que se referem aos que quebram esta aliança. Então os vossos filhos e as gerações vindouras, e até os estrangeiros que passam pela vossa terra vindos de longe, verão as devastações da terra e as doenças e males que YAHU ULHÍM mandou sobre vocês. Verão que toda a terra ficou queimada com enxofre e com sal, serão uma terra ardida, completamente estéril, sem produzir nada, sem vestígios de vegetação – tal como aconteceu com Sodoma, e com Gomorra, com Admá e Zeboim – destruída pela cólera de YAHU UL.

24’Porque é que YAHU ULHÍM fez isto a esta terra?’, perguntarão as gentes estrangeiras. ‘Porque se acendeu assim a sua cólera?’
25-28E dir-lhe-ão: ‘Porque o povo da terra quebrou o pacto que fez com eles
YAHU ULHÍM, o Criador Eterno de seus antepassados, quando os trouxe para fora
do Egito. Pois que começaram a adorar outros falsos criadores o estatuas,
violando assim a expressa proibição de YAHU ULHÍM. Foi essa razão da grande ira
de YAHU UL contra esta terra, de tal forma que todas as maldições – que estão
expressas neste livro – desabaram sobre eles. Com grande furor YAHU ULHÍM os
expulsou da terra deles e os mandou para outra, onde ainda vivem atualmente!’
29As coisas encobertas pertencem a YAHU ULHÍM, nosso Criador Eterno, mas as
reveladas são para nós e para os nossos filhos, para que as cumpramos sempre.

 

DEBARIM 30

 

Bênçãos após o arrependimento

 

1Quando estas coisas todas vos acontecerem – tanto as bênçãos como as maldições que pus na vossa frente – hão-de meditar seriamente sobre elas quando viverem entre os povos no meio dos quais YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos enviou.

2Se nessa altura quiserem voltar para YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno, e se tanto vocês como os vossos filhos começarem a obedecer de todo o coração a todos os mandamentos que vos dou hoje,

3então YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos livrará do vosso cativeiro. Terá compaixão de vocês; virá então e juntar-vos-á de entre todas as nações para onde vos
espalhou.

4Ainda que estejam nos confins da terra, ele irá ao vosso encontro e
vos fará regressar de novo para a terra dos vossos pais.

5Possuirão novamente a terra e far-vos-á bem, e abençoar-vos-á ainda mais do que os vossos pais.
6Limpará os vossos corações assim como os dos vossos filhos, para que possam
amar YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno com todo o vosso coração, com toda a alma;
Yashorúl tornará de novo a viver!

7-10Se voltarem para YAHU ULHÍM e obedecerem às suas leis que hoje vos ordeno, YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno fará recair as maldições aqui relatadas sobre os vossos inimigos – sobre aqueles que vos odeiam e vos perseguem. YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno fará prosperar tudo o que fizerem, dar-vos-á muitos filhos, muito gado e searas maravilhosas; pois que YAHU ULHÍM se regozijará se obedecerem aos mandamentos escritos neste livro da lei, e se se converterem a YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno de todo o vosso coração, de toda a vossa alma.

 

A escolha da vida ou da morte

 

11-14Obedcer a estes mandamentos não é qualquer coisa que não possam fazer, que não esteja ao vosso alcance; estas leis não estão lá longe no céu, tão distantes que as não possam ouvir e obedecer-lhes, sem que haja alguém para as trazer até ao vosso nível; não estão também para além dos oceanos, tão longe que ninguém possa trazer junto de vocês a sua mensagem; pelo contrário elas estão bem junto de vocês – nos vossos
corações, nos vossos lábios – para que possam cumpri-las.

15-18Vejam bem; hoje pus na vossa frente a vida e a morte, conforme obedecerem ou desobedecerem. Hoje vos ordenei que amem YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno e que sigam os seus caminhos, guardando as suas leis, para que vivam e se tornem uma grande nação, e para que YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno vos abençoe, vocês e a terra que vão possuir. Mas se os vossos corações se desviarem e não quiserem ouvir – se forem levados a adorar outros falsos criadores o estatuas – então declaro-vos
solenemente neste momento que com toda a certeza perecerão; não terão uma vida
longa e boa na terra de que vão tomar posse.

19-20Apelo para o céu e para a  terra como testemunhas contra vocês em como hoje pus diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Eshkólham a vida, para que tanto vocês como os vossos filhos possam viver! Eshkólham o amar YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno, o obedecer-lhe, o depender dele, porque ele é a vossa vida, ele é o prolongamento dos vossos dias. Serão capazes assim de viver com segurança na terra que YAHU ULHÍM prometeu aos vossos antepassados, a Abruhám, a YAHUtz-kaq e a YAHUCAF.

 

DEBARIM 31

 

YAHUSHUA sucessor de Mehushúa

 

1-2Depois de Mehushúa ter declarado todas estas coisas ao povo de Yashorúl, disse-lhes: Tenho já 120 anos. Não posso mais conduzir-vos, pois YAHU ULHÍM me disse que não hei-de atravessar o rio Yardayán.

3Mas YAHU ULHÍM ele mesmo vos conduzirá e destruirá as nações que lá
vivem, e vocês as vencerão. YAHUSHUA será o vosso novo comandante, segundo as
instruções de YAHU UL.

4 YAHU ULHÍM destruirá as nações que vivem na terra, tal
como já destruiu Siom e Ogue, reis dos amorreus.

5Ele vos entregará o povo que lá vive e vocês os aniquilarão, de acordo com o que vos tenho dito.

6Sejam fortes! Sejam corajosos! Não tenham medo deles! Porque YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno está convosco. Ele não vos há-de desamparar, nem se esquecerá de vocês.
7-8Então Mehushúa chamou YAHUSHUA e disse-lhe, ali na presença de todo Yashorúl:
Sê forte! Tem coragem! Pois que conduzirás este povo para a terra prometida
pelo YAHU ULHÍM aos seus pais. Tu os levarás a conquistá-la. Não estejas
temeroso, porque YAHU ULHÍM irá na tua frente e será contigo. Ele não te
deixará nem te desamparará.

 

A leitura da lei

 

9-11Então Mehushúa escreveu todas estas leis que tinha entregado ao povo, e deu-as aos intermediários, os filhos de Leví, que transportam a arca contendo os dez mandamentos de YAHU UL. Mehushúa deu igualmente cópias destas leis aos anciãos de Yashorúl. YAHU ULHÍM mandou que estas leis fossem lidas a todo o povo ao fim de todos os sete anos – no ano da remissão – quando do festival dos tabernáculos, na altura em que Yashorúl se reúne perante YAHU ULHÍM no Templo.

12-13Chama-os a todos para que se juntem, instruiu YAHU ULHÍM, – homens, mulheres, crianças e estrangeiros que estejam vivendo no vosso meio – para que ouçam as leis de YAHU ULHÍM e aprendam a fazer a sua vontade, para que todos reverenciem YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno e obedeçam às suas leis. Façam isto para que os vossos netos e descendentes que não conheceram estas leis as escutem e aprendam a respeitar YAHU ULHÍM vosso Criador Eterno, todo o tempo em que viverem na terra prometida.

 

A sucessão de Mehushúa

 

14Então YAHU ULHÍM disse a Mehushúa: Chegou o tempo em que terás de morrer. Convoca YAHUSHUA e venham os dois ao Templo para que eu lhe dê instruções. Assim fez Mehushúa; YAHUSHUA veio e ficou ali perante YAHU ULHÍM.

15-18Este apareceu-lhes numa grande nuvem à entrada do tabernáculo,
e disse a Mehushúa: Tu morrerás e irás ter com os teus antepassados. Mas após
isso, este povo começará a adorar falsos criadores o estatuas estranhos na
terra prometida. Esquecer-se-ão de mim e da aliança que fiz com eles. Então a
minha ira se inflamará contra eles e abandoná-los-ei, escondendo deles o meu
rosto, e serão destruídos. Tremenda perturbação lhes cairá em cima, e
exclamarão: ‘YAHU ULHÍM já não está mais connosco!’Afastar-me-ei deles por
causa dos seus pecados, por terem adorado outros falsos criadores o estatuas.
19-21Escreverás agora as palavras deste cântico, para as ensinares ao povo de
Yashorúl, como um aviso que lhes faço. Quando os trouxer para a terra que
prometi aos seus pais – uma terra onde brotam o leite e o mel – quando tiverem
tornado fartos e prósperos, começando a adorar outros falsos criadores o
estatuas, a desprezar-me e a quebrar a minha aliança, acarretando dessa forma
grandes calamidades sobre eles, então este cântico lembrar-lhes-á a razão dos
seus infortúnios. Porque este canto perdurará de geração em geração. Eu sei já
agora, mesmo antes de entrarem na terra, qual é a natureza deste povo.
22-23Assim naquele mesmo dia Mehushúa escreveu as palavras desse hino e as
ensinou aos Yashorulítas. Depois encorajou YAHUSHUA filho de Nun a ser forte e
ousado, dizendo-lhe: Tu tens de levar o povo de Yashorúl para a terra que YAHU
ULHÍM lhes prometeu; pois que YAHU ULHÍM diz, ‘Serei contigo’.

24-26Quando Mehushúa acabou de escrever todas estas leis aqui registadas, deu instruções aos Levítas que levavam a arca com os dez mandamentos, que pusessem este livro da lei ao lado da arca, para que seja um solene aviso para o povo de Yashorúl.
27-29Porque eu sei como vocês são rebeldes e obstinados, disse-lhes Mehushúa.
Se mesmo actualmente, enquanto aqui estou convosco, vocês são rebeldes contra
YAHU ULHÍM, quanto mais depois da minha morte! Agora chamem todos os anciãos e
os oficiais das vossas tribos para que possa falar-lhes, e invocar como testemunhas contra eles o céu e a terra. Eu sei que depois da minha morte se hão-de corromper e desviar de YAHU ULHÍM e dos seus mandamentos; e nos dias vindouros o mal vos esmagará, porque vocês fazem aquilo que YAHU ULHÍM diz que é mal, levando-o a encolerizar-se.

 30Então Mehushúa apresentou este hino a toda
a assembleia de Yashorúl:

 

DEBARIM 32

O cântico de Mehushúa

 

1Ouçam, shua-ólmaYa e terra! Ouçam o que vou
dizer!
2As minhas palavras cairão sobre vocês,como a chuva delicada e como o
orvalho,como a chuva sobre a erva tenra, sobre a relva.

3-Hei-de proclamar a grandeza de YAHU UL. Como ele é glorioso!
4Ele é a rocha. A sua obra é perfeita.Tudo o que ele faz é justo e
reto. YAHU ULHÍM é a verdade; nele não há injustiça.

5Mas Yashorúl corrompeu-se, sujou-se no pecado. Já não lhe pertence
mais;são um povo duro e torcido.
6Então é assim que tratas com YAHU ULHÍM? Ó povo louco! Não é YAHU ULHÍM
o vosso pai? Não foi ele quem vos criou? Não foi ele quem vos estabeleceu e vos
tornou fortes?
7Lembrem-se dos dias de antigamente! Perguntem até aos vossos pais e aos
mais idosos,esses vos dirão tudo!
8Quande YAHU ULHÍM repartiu o mundo entre as nações,deu a cada uma delas
um anjo vigilante.
9Mas a Yashorúl não deu nenhum;porque Yashorúl é a própria possessão de
YAHU ULHÍM.

10 YAHU ULHÍM os protegeu no deserto, cheio de uivos,como se fossem a menina dos
seus olhos.
11Abre as suas asas sobre eles,tal como a águia protegendo os filhos.Transporta-os sobre as asas. Assim faz YAHU ULHÍM ao seu povo!
12Quando YAHU ULHÍM sozinho os conduzia,e eles viviam sem falsos
criadores o estatuas estrangeiros,

13 YAHU ULHÍM deu-lhes férteis planaltos, campos de rica terra,mel saindo da
rocha, e azeite de chão rochoso!
14Deu-lhes leite e carne; escolheu carneiros e bodes de Basã,e o melhor
do trigo; beberam vinho de cor de sangue.
15Mas Yashorúl altivo, ao engordar rebelou-se,de tão bem tratado que
estava. E na sua abundância, esqueceram-se de YAHU ULHÍM. Repudiaram a rocha da
sua salvação.
16Yashorúl começou a seguir falsos criadores o estatuas estrangeiros,e
YAHU ULHÍM ficou muito irado; ele teve ciúmes pelo seu povo.
17Este sacrificou a falsos criadores o estatuas estranhos,novos falsoscriadores o estátuas que nunca jamais tinha adorado.
18Desdenharam da rocha que os tinha criado,esqueceram-se de que foi YAHU
ULHÍM quem os criou.

19YAHU ULHÍM viu o que eles estavam a fazer,e detestou-os. Seus filhos e filhas
estavam-no a insultar.
20Por isso disse: ‘Vou abandoná-los! Vejam então o que lhes está a
acontecer,porque são uma geração dura e desleal.
21Fez com que eu tivesse severos ciúmes por causa daqueles seus
ídolos,os quais não são falsos criadores o estatuas nenhuns. Por isso agora, em
compensação, suscitarei os ciúmes deles,dando os meus afectos às nações gentias
do mundo,que eles consideram loucas.
22Porque a minha ira acendeu um fogoque arde até às profundidades do
inferno, E consumirá a terra e as suas searas,pondo os fundamentos das suas
montanhas a arder.
23 Amontoarei males sobre eles, atirarei as minhas setas sobre eles.
24Devastá-los-ei com a fome, com febre, com doenças fatais. Serão
devorados por feras que os dilacerarão,assim como por serpentes mortais,
rastejando entre o pó.
25Do exterior virá a espada do inimigo, da mesma forma que por dentro
tiveram pragas. Serão aterrorizados, tanto os mancebos como as jovens;tanto
o bebê da mama como o indivíduo mais idoso.
26Decidi espalhá-los por terras longínquas,para que até a lembrança
deles desapareça.’
27Mas então eu pensei: ‘Os meus inimigos fanfarronarão dizendo –
Yashorúl está destruído mas foi pela minha própria força. Não foi YAHU ULHÍM
quem fez isso!’
28Yashorúl é uma nação sem inteligência, louca, sem entendimento.
29Oh! Se eles fossem sensatos!Como haviam de entender! Como haviam de
dar-se conta de qual o seu destino!
30Como é que um só inimigo pode perseguir mil combatentes,E dois pôr em
fora de combate dez mil, se não fosse a sua rocha os ter abandonado, se não
fosse YAHU ULHÍM os ter destruído?
31Mas a rocha de outras nações não é semelhante à nossa. Orações àqueles
falsos criadores o estatuas não têm valor nenhum;
32Aquelas pessoas agem como os de Sodoma e de Gomorra:seus atos são
piores do que veneno;
33bebem vinho feito de veneno de serpente.
34Mas Yashorúl é o meu povo especial,guardado como jóias preciosas do
meu tesouro.
35Minha é a vingança. Decreto que todos os meus inimigos sejam
castigados: a sentença deles está já assinada.

36YAHU ULHÍM verá o seu povo justificado. Terá compaixão deles quando
escorregarem,quando vir o poder deles decaindo,tanto o dos escravos como dos
livres,
37Então declarará:’Onde estão aqueles falsos criadores o estatuas deles
– as tais rochas que eles declaravam ser o seu refúgio?
38Onde estão pois esses falsos criadores o estatuas agora,aos quais
consagraram gorduras e vinhos? Que se levantem então esses falsos criadores o
estatuas,e que os ajudem!
39Não veem que só Eu sou YAHU ULHÍM? Eu tiro e dou a vida. Faço a ferida
e saro-a – ninguém escapa ao meu poder.
40Levanto a mão ao céu e juro pela minha própria existência,
41em como afiarei a minha espada reluzente,e deixarei cair os meus
castigos sobre os meus inimigos!

42As minhas flechas banhar-se-ão em sangue! A
minha espada devora a carne e o sanguede todos os que foram mortos e presos. As
cabeças dos inimigos estão cobertas de sangue.’
43Louvem com o seu povo, ó nações, pois que YAHU ULHÍM o vingará do que lhe
fizeram os seus inimigos,purificando a sua terra,e o seu povo.

44-47Depois de Mehushúa e YAHUSHUA terem apresentado as palavras deste cântico ao povo, Mehushúa fez os seguintes comentários: Meditem em todas as leis que vos dei
agora, ensinem-nas aos vossos filhos. Não se trata de meras palavras – são a
vossa vida! Obedcendo-lhes terão vidas prolongadas e prósperas na terra que vão
agora possuir do lado de lá do Yardayán.

 

Mehushúa sobe ao monte Nebo

 

48Nesse mesmo dia YAHU ULHÍM disse a Mehushúa:

49-51Sobe ao monte Nebo, na cordilheira de Abarim, na terra de Moabe,
defronte de Yáricho. Lá do cimo, contempla a terra de Canaã que eu dei ao povo
de Yashorúl. Depois de olhares para ela, deveras morrer e ir ter com os teus
antepassados, tal como aconteceu com Aharón, o teu irmão, que morreu no monte
Hor e também se foi juntar aos seus. Porque vocês desonraram-me na frente do
povo de Yashorúl, nas fontes de Meribá, em Cades, no deserto de Zim.

52Verás então, na sua extensão, a terra que dei ao povo de Yashorúl; contudo não
entrarás nela.

 

DEBARIM 33

 

Mehushúa abençoa as tribos

 

1Esta é a bênção que Mehushúa, o homem de
YAHU ULHÍM, deu ao povo de Yashorúl, antes de falecer:

2YAHU ULHÍM veio até nós, no Monte Sinai, rompeu sobre nós, como um sol, desde o
monte Seir, resplandeceu no monte Parã,rodeado por dez milhares dos seus santos
anjos,e com fogo flamejante na mão direita.
3-4Como ele ama o seu povo – Os seus santos estão seguros nas suas mãos!
Eles seguiram as tuas pisadas, ó YAHU ULHÍM. Receberam de ti as tuas
diretivas. As leis que lhes deisão o seu precioso património.

5 YAHU ULHÍM tornou-se rei em Yashorúl,escolhido pelo conjunto dos chefes de tribos.
6Que Ro-ibén viva para sempre; que a sua tribo seja um povo incontável!

7E Mehushúa disse acerca de YAHUDAH: Ó YAHU ULHÍM, ouve o grito de YAHUDAH, une-o com Yashorúl; combate por ele contra os seus inimigos.
8Então Mehushúa disse acerca da tribo de Leví: Dá a Leví, a tribo de
YAHU ULHÍM,o teu urim e tumim. Puseste Leví à prova em Massá e em Meribá.

.
9Ele obedeceu às tuas instruções, e destruiu muitos pecadores,mesmo os
seus próprios filhos, irmãos, pais e mães.
10Os Levítas ensinarão a Yashorúl as leis de YAHU ULHÍM,e no altar dos
holocaustos te oferecem incenso.
11Ó YAHU ULHÍM, faz os Levítas prosperarem,e aceita o serviço que fazem
para ti. Esmaga os que lhe são inimigos;não deixes que levantem cabeça.
12Quanto à tribo de Benyamín, disse Mehushúa: Ele é amado por YAHU
ULHÍM,e vive em segurança ao seu lado. YAHU ULHÍM o rodeia com amorosa
atenção,e o preserva de qualquer dano.
13No que diz respeito à tribo de YAHU-saf, disse: Que a sua terra seja
Abençoada por YAHU ULHÍMcom os melhores dons do céu,e também com os da terra.
14Que ele seja abençoado com o melhor daquilo que o sol faz crescer,
tornando-se cada vez mais rico, mês após mês,

15com o melhor dos frutos das colinas e dos
eternos outeiros.
16Que ele seja abençoado com os melhores donsda terra e da sua
plenitude,e com o favor de YAHU ULHÍM que apareceu na sarça ardente. Que todas
estas bênçãos venham sobre YAHU-saf,que é príncipe entre os seus irmãos.
17Ele é como um touro novo, em toda a sua força e pujança, as suas
pontas são como as de um touro selvagem,para ferir as nações, seja onde for.
Esta é a minha bênção sobre as gentes de Efroím, sobre os milhares de Menashé.

18Sobre as tribos de Zabulón e Ishochar, disse Mehushúa: Alegra-te Zabulón, gente de campo, de ar livre, assim como Ishochar se alegrará no inteiror das suas tendas;
19 Eles convidarão o povo para celebrar os sacrifícios com eles.
Explorarão as riquezas do mar e os tesouros da areia.
20Acerca da tribo de Gaóld, Mehushúa disse: Benditos aqueles que ajudam
Gaóld. Ele agacha-se como um leão,com um braço, um rosto e uma cabeça
terríveis.
21Escolheu o melhor da terra para si mesmoporque está destinado a ser um
chefe. Conduziu o povo,porque cumpriu os castigos de YAHU ULHÍM sobre Yashorúl.
22Da tribo de Dayán, ele disse: Dayán é como uma cria do leãosaltando
desde Basã.
23Da tribo de Neftali, Mehushúa disse: Ó Neftali, vives satisfeitocom
todas as bênçãos de YAHU UL; a costa do Mediterrâneo e o Négevsão o teu lar.
24Da tribo de Oshór, disse: Oshór é abençoado com os seus filhos,
estimado acima dos seus irmãos; lava os pés em azeite suavizante.
25Que sejas protegido com fortes ferrolhos de ferro e de bronze, e que a
tua força seja semelhante à extensão dos teus dias!
26Não há ninguém como YAHU ULHÍM de Yashorúl – Ele desce dos shua-ólmaYa
num esplendor majestoso para te ajudar.
27O YAHU ULHÍM eterno é o teu Refúgio e por baixo estão os Seus Braços
Eternos. Ele lança fora os teus inimigos diante de ti; é ele o próprio quem
grita: ‘Destrói-os!’
28E assim Yashorúl habita com segurança,prosperando numa terra de trigo
e de vinho,com chuva caindo docemente dos shua-ólmaYa.
29Como és bem-aventurado, ó Yashorúl! Quem mais é que foi assim salvo
pelo YAHU ULHÍM, como tu foste? Ele é o teu socorro e o teu protetor,é a tua
excelente espada. Os teus inimigos curvar-se-ão até à terra perante ti,e hás-de
pôr-lhes o pé sobre as costas!

 

DEBARIM 34

 

Mehushúa morre

 

1Então Mehushúa subiu, desde a planície de
Moabe até ao cume de Pisgáh, no monte Nebo, defronte de Yáricho. YAHU ULHÍM
mostrou-lhe a terra prometida, desde Gaúliod até Dayán:

2-3Ali é Neftali. Além é a terra de Efroím e de Menashé; mais além, a de YAHUDAH, estendendo-se até ao Mar Mediterrâneo; lá está o Négev, e o vale do Yardayán; e também Yáricho, a cidade das palmeiras, assim como Zoar, mostrava-lhe YAHU ULHÍM.

4É pois esta a terra, disse YAHU ULHÍM a Mehushúa, que eu prometi a Abruhám, a YAHUtz-kaq e a YAHUCAF que a daria aos seus descendentes. Agora já a viste, mas não entrarás nela.

5Assim Mehushúa, o servo de YAHU UL, morreu na terra de Moabe, conforme
YAHU ULHÍM lhe dissera.

6 YAHU ULHÍM mesmo o enterrou no vale que está perto de
Beth-Peor, em Moabe, mas ninguém sabe exatamente onde.

7-8Mehushúa tinha 120 anos quando faleceu, e a sua vista era ainda perfeita, e tinha a força de um jovem. O povo de Yashorúl chorou-o e esteve de luto por ele durante 30 dias nas planícies de Moabe.

9YAHUSHUA filho de Nun foi cheio do espírito de sabedoria,
pois que Mehushúa tinha posto as suas mãos sobre ele. Assim o povo de Yashorúl
obedecia-lhe, e seguia as ordens que YAHU ULHÍM tinha dado a Mehushúa.

10-12Não houve jamais outro profeta semelhante a Mehushúa, a quem YAHU ULHÍM falava face a face. Ele realizou espantosos milagres que nunca mais foram igualados. Fez grandes e tremendas maravilhas perante Faraóh e toda a sua corte no Egito,
assim como perante Yashorúl no deserto.

 

    • “Pelo Sangue de YAHUSHUA!”
      In Artigos on 11/08/2011 at 11:15
      O ímpio vive na prática do pecado, acrescentando mais e mais às suas iniquidades; e como não tem meios para apagá-los da Presença de YAHU ULHIM sofre as consequências, aqui e futuramente na eternidade! A medida da iniquidade está prestes a ser julgada…Gênesis 15:16/. Este exemplo aplica-se aos nossos dias, pois em todas as épocas houve a sentença do ETERNO: 2 Pedro 3:1-18. e não será diferente para com aqueles que vivem em transgressões aos mandamentos de YAHU ULHIM!
      .
      Dentre as inúmeras profecias que tratam dos últimos dias e a volta do nosso Salvador Amado YAHUSHUA, o ESPÍRITO SANTO nos chama a atenção para 2 Pedro 3:1-18 e compara com os nossos dias e outras épocas em que os homens pecaminosos pensando subornar a realidade desdobram-se em pecados, com argumentos de que em todas as épocas houve manifestações pecaminosas. Esquecem-se esses indivíduos de que as punições também vieram em tempo próprio, a exemplo de Sodoma , Gomorra e cidades adjacentes, o dilúvio, por exemplo.
      .
      Pacientemente o ETERNO YAHU ULHIM aguarda o arrpendimento dos homens, porque não quer que alguém pereça e vá para o inferno,mas que todos sejam salvos!Inclusive o crente que estando “Em” YAHUSHUA Mihushuayao=Salvador, não der Fruto ELE corta! YAHU-Khanam 15:1-10.2 Káfos (Pedro) 2:20-22 dentre tantos. Chegará o dia quando não mais haverá misericórdia!Nenhum pranto ou choro, por mais desesperador que seja comoverá o coração de YAHU ULHIM! Portanto…arrependa-se agora, lavando seus pecados no sangue de YAHUSHUA nosso Salvador Amado! A Bíblia Sagrada garante que YAHU ULHIM é rico em perdoar e por mais negros que sejam nossos pecados ELE pode torná-los brancos como a lã! Isaias 1:18-20/55:6-7/1 Timóteo 2:4.
      .
      Se cada crente entendesse a profundidade de Ivrit (Hebr’us) 10:19 com o contexto de YAHU-Khanam (“J”oão) 19:30, por certo dar-lhe-ia a Invencibilidade Espiritual tão desejada por todos nós! Leia, Medite, Estude Pelo ESPÍRITO SANTO!
      .
      Continue…em http://www.verdadesquelibertam.wordpress.com

      Like

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: