ministeriohorafinal

“Oy (ai) dos anciãos que se nutrem bem eles próprios e não os seus rebanhos”.

In Uncategorized on março 29, 2011 at 4:33 pm

Kozoqiúl 34

Pastores e ovelhas

1Recebi esta mensagem da parte de YÁOHU ULHÍM: 2-6Homem mortal, profetiza contra os anciãos, os líderes de Yaoshorúl, e diz-lhes: Esta é a palavra que YÁOHU ULHÍM o Criador Eterno vos dirige: Oy dos anciãos que se nutrem bem eles próprios e não os seus rebanhos. Não são os anciãos que devem alimentar as ovelhas? Mas vocês comem da melhor comida, vestem-se com a roupa melhor que há, e deixam morrer à fome o rebanho. Não se preocupam com a que estava enfraquecida, não tratam daquela que está doente, não cuidam da ferida nem vão à procura da que se tinha extraviado e perdido. Pelo contrário, até as tratam com rigor e dureza. E a consequência foi que as ovelhas se espalharam, abandonadas; tornaram-se presa de qualquer animal selvagem que se aproximasse. O meu rebanho andou por aí vagueando pelos montes e colinas, por toda a face da terra, sem ninguém que fosse à procura das ovelhas, que se interessasse por elas. 7Por isso, ó anciãos, ouçam a voz de YÁOHU ULHÍM: 8-10É certo que Eu sou YÁOHU ULHÍM que vive, diz o Criador Eterno; no entanto vocês abandonaram o meu rebanho, permitindo que fosse atacado e destruído. Não foram realmente anciãos, de forma nenhuma, pois não cuidaram dele, nem um bocadinho. Trataram-se a si mesmos e deixaram morrer as ovelhas. Eis a razão por que estou contra os anciãos, e os torno responsáveis por tudo o que acontece ao meu rebanho. Hei-de tirar-lhes o direito de se ocuparem dele – e também o direito de se alimentarem a si mesmos. Livrá-lo-ei de se tornar no alimento dos anciãos. 11-16Porque assim diz YÁOHU ULHÍM o Criador Eterno: Irei à procura, e hei-de encontrar o meu rebanho. Eu serei como um verdadeiro apacentador, no encalço das minhas ovelhas. Encontrá-las-ei e as salvarei de todos os lugares para onde foram espalhadas, naquele dia escuro e nebuloso. Tornarei a trazê-las de entre os povos e as nações em que se encontravam, e regressarão a casa, à sua terra de Yaoshorúl. Alimentá-las-ei sobre as montanhas e junto às torrentes de água, em que a terra é fertil e boa. Sim, dar-lhes-ei esplêndidas pastagens sobre outeiros de Yaoshorúl. E ali repousarão em paz, pastando nas luxuriantas pastagens das montanhas. Eu próprio serei o apacentador das minhas ovelhas; por isso descansarão tranquilamente, diz YÁOHU ULHÍM o Criador Eterno. Irei à procura das que se perderam, das que se desviaram, e regressarei com elas em segurança. Porei talas e ligaduras nas que tiverem partido algum osso e tratarei da doente. Destruirei esses poderosos e gordos anciãos. Alimentá-los-ei, sim, mas com a aplicação de justiça! 17-19E quanto a ti, ó meu rebanho – meu povo – YÁOHU ULHÍM o Criador Eterno diz-te: Farei distinção entre ovelhas e cabritos, entre carneiros e bodes! Será que é assim coisa de tão pouca importância que vocês, os anciãos, não apenas tenham reservados para si mesmos as melhores pastagens como ainda tenham pisado e estragado o que ficou de resto? Que tenham desviado para si mesmos o melhor da água, como ainda tenham sujado com a lama dos vossos pés o que sobrou? Tudo o que vocês deixaram ficar para o meu rebanho foi o que calcaram aos pés; as ovelhas são obrigadas a beber a água lamacenta que vocês remexeram com os pés. 20-23Por isso diz assim YÁOHU ULHÍM o Criador Eterno: Com toda a certeza que estabelecerei uma diferença, nos meus juízos, entre esses nutridos anciãos e as suas pobres ovelhas esqueléticas. Porque eles espantam, empurram, desancam o meu rebanho, já de si doente e esfomeado, fazendo com que as ovelhas fujam para longe e se espalhem. Portanto, serei eu próprio quem há-de salvar o rebanho; e nunca mais serão batidas e destruídas. Atentarei para a que está enfraquecida, para a que está magra, informar-me-ei porquê! Estabelecerei enfim um apacentador sobre todo o meu povo, que será o meu servo, Dáoud. Apascentá-las-á e será para elas como um verdadeiro apacentador. 24-28Quanto a mim, YÁOHU ULHÍM, serei o seu Criador Eterno ; o meu servo Dáoud será um príncipe, no meio do meu povo. Sou eu, YÁOHU ULHÍM, que diz isto. Farei uma aliança de paz com eles; afugentarei para longe os animais ferozes que andam nessa terra, para que o meu povo possa com toda a segurança fixar-se, ainda que seja nos lugares mais selvagens, e repousar descansadamente nas florestas. O meu povo e as suas casas se transformarão numa bênção em redor do meu outeiro. E haverá chuva de bênçãos, que hão-de cair sempre no tempo próprio. As árvores do campo darão belos frutos e toda a gente viverá em segurança. Quando enfim eu tiver quebrado as correntes que os escravizavam e os tiver libertado das mãos dos que viviam à custa deles, então verão claramente que Eu sou YÁOHU ULHÍM. Não haverá mais nações estrangeiras para os dominarem, nem animais selvagens que os ataquem. Viverão em paz e ninguém mais os aterrorizará. 29-31Dar-lhes-ei uma terra notavelmente fértil, de tal forma que o meu povo não mais passará fome nem passará pela vergonha de ser conquistado por povos estranhos. Dessa forma, se darão conta de que eu, YÁOHU ULHÍM, seu Criador Eterno, estou a favor deles, e que eles, o povo de Yaoshorúl, são o meu povo, diz YÁOHU ULHÍM o Criador Eterno. Vocês são o meu rebanho, as ovelhas do meu pasto. Vocês são a minha gente, gente que me pertence, e eu sou o vosso Criador Eterno, diz o Criador Eterno.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: